Nível de atividade física habitual e qualidade de vida de mulheres com fibromialgia

Autores

  • Manoela de Oliveira Nascimento Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Palavras-chave:

Fibromialgia, Qualidade de Vida, Atividade Física

Resumo

A síndrome da Fibromialgia (FM) é uma condição de dor crônica, generalizada, de difícil tratamento e contribui para declínio da aptidão cardiorrespiratória e da qualidade de vida. Este estudo objetivou analisar a associação entre o nível de atividade física e a qualidade de vida de mulheres com FM. Caracterizou-se como estudo transversal e a população foi constituída por 22 mulheres com FM atendidas no município de Itabuna – BA. O diagnóstico de FM foi de acordo com critérios do Colégio Americano de Reumatologia. O instrumento de coleta de dados foi constituído pelo Questionário do Impacto da Fibromialgia e Questionário Internacional de Atividade Física. Para análise dos dados, foram utilizados procedimento da estatística descritiva (média, desviopadrão, frequência e percentagem) e inferencial (teste Quiquadrado e teste de Fischer), nível de significância de p≤0.05. A média de idade das entrevistadas foi de 41,05 (DP=6,543) anos, variando entre 27 e 56 anos. Na atividade física geral, 45,5% foram consideradas ativas fisicamente. Ao analisar as dimensões da atividade física, como meio transporte, apenas 31,8% são ativos e na dimensão do lazer, apenas 27,3%. A avaliação do nível de qualidade de vida dos sujeitos revelou que 72,7% apresentam qualidade de vida negativa, enquanto apenas 27,3% referem ter uma qualidade de vida positiva. O presente estudo mostrou que a fibromialgia acomete preferencialmente mulheres e que essa síndrome interfere na qualidade de vida das pacientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-03-17

Como Citar

Nascimento, M. de O. (2015). Nível de atividade física habitual e qualidade de vida de mulheres com fibromialgia. Revista Saúde.Com, 11(1), 48-58. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/343

Edição

Seção

Artigos originais