Staphylococus aureus resistente à meticilina em jalecos de estudantes de enfermagem

Autores

  • Jean Phellipe Marques do Nascimento Universidade Federal de Alagoas
  • Rose Lúcia Braz Ramos Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Palavras-chave:

Staphylococcus aureus, Enfermagem, Antimicrobianos

Resumo

O objetivo do presente estudo foi investigar a presença de Staphylococcus sp. em jalecos de estudantes de graduação em enfermagem, além de determinar o perfil de sensibilidade a antimicrobianos das bactérias isoladas. As amostras bacterianas foram coletadas, identificadas e caracterizadas fenotipicamente com posterior determinação do perfil de sensibilidade a antimicrobianos através da técnica de disco-difusão, segundo recomendação do Clinical and Laboratory Standards Institute. Foram isoladas 57 colônias, onde 51% foram identificadas como Staphylococcus coagulase negativo, 47% como Staphylococcus aureus e 2% pertencente a um gênero não identificado. Entre as amostras identificadas como S. aureus,15% foram resistentes à Oxacilina e 55% apresentaram resistência a mais de um antimicrobiano. Os resultados obtidos neste trabalho reforçam o papel do jaleco como fonte de contaminação de microrganismos patogênicos resistentes, bem como seu possível papel na disseminação destes patógenos dentro e fora do ambiente hospitalar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

Marques do Nascimento, J. P., & Braz Ramos, R. L. (2016). Staphylococus aureus resistente à meticilina em jalecos de estudantes de enfermagem. Revista Saúde.Com, 12(1), 463-469. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/393

Edição

Seção

Artigos originais