ENSINO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA DE ACOLHIMENTO: EXPERIÊNCIA EM UM CURSO DE PORTUGUÊS PARA IMIGRANTES E REFUGIADOS(AS) NO BRASIL

Autores

  • Mirelle Amaral de São Bernardo Instituto Federal Goiano
  • Lúcia Maria Assunção Barbosa Universidade de Brasília (UnB)

DOI:

https://doi.org/10.22481/folio.v10i1.4045

Resumo

O Brasil tem recebido um número considerável de imigrantes de diferentes nacionalidades vindos da América do Sul, da África e de países como Bangladesh e Paquistão, mas principalmente haitianos, sírios. No entanto, o Brasil não conta, ainda, com políticas públicas explícitas para o ensino de português para essas pessoas. A sociedade civil e algumas universidades têm realizado essa tarefa com o objetivo de tentar minimizar obstáculos para integração das/os imigrantes relacionadas à dificuldade de comunicação. Ainda assim, existe a necessidade da ampliação e discussão do conceito de língua de acolhimento e de pesquisas que promovam ações efetivas de integração social, por meio do ensino da língua em contexto de acolhimento. Abordaremos neste artigo a (des)(re)construção do conceito de língua de acolhimento e apresentaremos a experiência do curso de português como língua de acolhimento, como parte do Projeto de Pesquisa: PROACOLHER: Português como Língua de Acolhimento, oferecido no NEPPE (Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português como Língua Estrangeira) da Universidade de Brasília. A pesquisa-ação nos trouxe dados que consideramos relevantes para afirmar que o ensino de português em contexto de acolhimento tem características específicas importantes que devem ser levadas em consideração, pois influenciam a abordagem embasadora do curso, o material e o papel do/a professor/a.

   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirelle Amaral de São Bernardo, Instituto Federal Goiano

Doutora em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos. Professora do Instituto Federal Goiano - Campus Ceres.

 

Lúcia Maria Assunção Barbosa, Universidade de Brasília (UnB)

Doutora em Estudos Portugueses, Brasileiros e da África Lusofônica pela Universite Paris VIII. Concluiu estágio Pós-doutoral na Universidade Federal do Ceará, com visita acadêmica na Universidade de Aveiro (Portugal). Professora Adjunta da Universidade de Brasília (UnB). Integrante do corpo docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da UnB e do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de São Carlos.

   

Downloads

Publicado

2018-08-25

Como Citar

[1]
São Bernardo, M.A. de e Barbosa, L.M.A. 2018. ENSINO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA DE ACOLHIMENTO: EXPERIÊNCIA EM UM CURSO DE PORTUGUÊS PARA IMIGRANTES E REFUGIADOS(AS) NO BRASIL. fólio - Revista de Letras. 10, 1 (ago. 2018). DOI:https://doi.org/10.22481/folio.v10i1.4045.