Normas de Formatação

DO FOCO, ESCOPO E IDIOMA DOS ARTIGOS

1- fólio - Revista de Letras é uma publicação eletrônica semestral do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários (Dell/Uesb), atualmente vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Letras: Cultura, Educação e Linguagens (PPGLCEL) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

2- A fólio aceita para publicação artigos inéditos, concernentes a questões de Língua/Linguística, Literatura/Teoria Literária e Estudos Aplicados, nas formas de artigos, ensaios, traduções e resenhas.  A critério da Editoria Executiva da revista, poderão, excepcionalmente, ser aceitos trabalhos já divulgados anteriormente.

3- Os artigos submetidos à fólio poderão ser escritos em português, espanhol, francês, inglês ou italiano.

DA AUTORIA

4- Antes de submeter seu artigo a esta Revista, os autores devem ler e estar de acordo com tudo o que está estipulado no item "6. Direitos Autorais", encontrado no link http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/about.

5- Para publicação dos artigos, exige-se que os autores tenham, preferencialmente, o título de doutor. Os autores devem estar obrigatoriamente vinculados a uma instituição de ensino superior.

5.1- Poderão ser aceitos artigos de alunos de mestrado – apenas na seção “NASCENTES” –, se estiverem sob a orientação de um professor pertencente ao quadro de uma instituição de nível superior, desenvolvendo atividades na pós-graduação stricto sensu. É necessária a participção do orientador como coautor do trabalho.

6- Serão aceitos artigos escritos por no máximo três autores (um autor e dois coautores).

7- O autor principal é responsável por garantir que o artigo tenha sido visto e aprovado por todos os outros autores (coautores).

8- A identificação do(s) autor(es) NÃO ser deve ser feita no corpo do artigo, mas sim diretamente na página da revista, durante o processo de submissão. 

8.1- Estando a autoria identificada no corpo do artigo, este será rejeitado, o que ensejará a sua ressubmissão depois de sanado o problema.

9- Quando fizerem seu cadastro no sítio eletrônico da fólio, os autores, depois de validar seu registro, devem acessar a página http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/user/profile e inserir, na aba PÚBLICO, um currículo sucinto contendo, apenas a titulação, o papel que cumpre na Instituição de afiliação (professor, aluno de pós-gradução...) e, se bolsista de alguma agência de fomento, o tipo de bolsa e o nome da agência.

10- No momento da submissão, quando for incluído nome de algum coautor, é obrigatório o preenchimento dos campos Instituição/Afiliação Resumo da Biografia. Neste último, devem constar apenas a titulação, o papel que cumpre na Instituição de afiliação (professor, aluno de pós-graduação...) e. se bolsista de alguma agência de fomento, o tipo de bolsa e o nome da agência.

DA PUBLICAÇÃO

11- Somente serão publicados os trabalhos que obtiverem parecer favorável emitido por membros do Conselho Editorial da fólio. Na submissão encaminhada pelos autores, serão omitidos os dados relativos à sua identificação e da instituição a que estão vinculados. Os editores da fólio comprometem-se a informar aos autores a aceitação ou não de seus artigos para publicação. Os trabalhos encaminhados à Revista não serão devolvidos. (Esta revista adota o processo de Avaliação Cega por Pares [Blind Peer Reeview]).

DA DIAGRAMAÇÃO DO CONTEÚDO

12- A formatação dos trabalhos deve obedecer aos seguintes critérios: espaço 1,5, fonte Garamond 12, papel A4, margens superior e inferior 2,5 cm, esquerda e direita 3,0 cm.

DA EXTENSÃO DOS TEXTOS

13- Artigo: mínimo de 10, máximo de 20 páginas.

14- Resenha: mínimo de três, máximo de cinco páginas.

DOS ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

15- Título e subtítulo (se houver) devem figurar na página de abertura do artigo, centralizados, em letras maiúsculas e negrito, fonte Garamond 12, separados por dois-pontos (:) e no idioma do texto.

16- Título e subtítulo em língua estrangeira (inglês, francês, espanhol ou italiano, desde que não seja a língua do corpo do texto) em fonte 11, letras maiúsculas e negrito, separados por dois-pontos (:), devendo ser apresentado ao final do corpo do texto do artigo e antes das REFERÊNCIAS.

17- Resumo. A palavra RESUMO, grafado em letras maiúsculas e negrito, seguida de dois pontos (:), deve anteceder o texto apresentado em um único parágrafo, em espaço simples, justificado, contendo de 100 a 250 palavras, em fonte Garamond 11. (Regra não aplicável às Resenhas.)

18- Palavras-chave. A expressão PALAVRAS-CHAVE, em maiúsculas e negrito, seguida de dois pontos (:), antecederá até cinco palavras-chave, sendo estas grafadas com apenas a primeira letra em maiúscula, em ordem alfabética e separadas por ponto e vírgula (;). (Regra não aplicável às Resenhas.)

19- Resumo em língua estrangeira (inglês, francês, espanhol ou italiano, desde que não seja a língua do corpo do texto). O ABSTRACT, RÉSUMÉ, RESUMEN ou RIASSUNTO deve ser apresentado, seguindo a mesma formatação da versão na língua original, ao final do corpo do texto do artigo e antes da REFERÊNCIAS.  [Regra não aplicável às Resenhas.]

20- As KEYWORDS, MOTS-CLÉS, PALABRAS CLAVE ou PAROLE CHIAVE devem seguir as mesmas normas de formatação das PALAVRAS-CHAVES). (Regra não aplicável às Resenhas.)

 DOS ELEMENTOS TEXTUAIS

21- O corpo do texto deve ter a seguinte formatação: espaço 1,5, fonte Garamond 12, papel A4, margens superior e inferior 2,5 cm; esquerda e direita 3,0 cm.

22- Todo parágrafo deve ser iniciado com recuo de 1 cm, a partir da margem esquerda.

23- Os números de página devem ser colocados na margem superior externa.

24- Expressões ou palavras de origem estrangeira dever ser grafadas em itálico. Para destacar ou realçar palavras ou expressões vernáculas, devem ser utilizadas aspas duplas (“    ”).

25- Os títulos de livros, citados no corpo do texto, deverão ser grafados em itálico. Ex.: “Eduardo Lourenço, em Mitologia da saudade, define esse sentimento como uma das modalidades ou modulações...”

26- Seções. Os títulos das seções devem ser grafados em negrito, sem recuo, sem indicativo numérico, com apenas a inicial da primeira palavra maiúscula (exceto para nomes próprios). O texto da seção deve iniciar-se na linha seguinte, sem a interposição de espaços em branco.

27- Notas Explicativas. Deverão ser listadas no rodapé da respectiva página, em fonte Garamond 10, espaço simples, justificado. A numeração das notas explicativas é feita em algarismos arábicos, devendo ter numeração única e consecutiva. Após cada, deve haver um espaçamento de 3 pt.

28- Siglas. A sigla, quando mencionada pela primeira vez no texto, deve ser indicada entre parênteses, precedida do nome completo. Ex.: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

29- Ilustrações. Qualquer que seja o tipo de ilustração, esta deve ser precedida de sua palavra designativa (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros), seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, de travessão e do respectivo título.

Imediatamente após a ilustração, deve-se indicar a fonte consultada (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias à sua compreensão (se houver). A ilustração deve ser citada no texto e inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere.

Tipo, número de ordem, título, fonte, legenda e notas devem acompanhar as margens da ilustração, sendo grafadas em fonte Garamond 11.

Ex.:

Mapa 1 – Fronteiras do Brasil

Fonte: IBGE (2016)

30- Tabelas. Devem ser citadas no texto, inseridas o mais próximo possível do trecho a que se referem, e padronizadas conforme as Normas de apresentação tabular do IBGE. Deve-se indicar a fonte consultada (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor).

31- Citações

31.1-Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor, pela instituição, responsável ou título incluído na sentença devem ser apenas em iniciais maiúsculas e, quando estiverem entre parênteses, devem ser em letras maiúsculas. Nas citações indiretas, a indicação da(s) página(s) consultada(s) é opcional.

Exemplos:

A ironia seria assim uma forma implícita de heterogeneidade mostrada, conforme a classificação proposta por Authier-Reiriz (1982).

“Apesar das aparências, a desconstrução do logocentrismo não é uma psicanálise da filosofia [...]” (DERRIDA, 1967, p. 293).

31.2- As citações de até três linhas devem aparecer no corpo do texto entre aspas duplas(“   ”).

31.3 As citações que excederem três linhas devem ser destacadas em parágrafo com recuo de 4 cm da margem esquerda, em fonte Garamond 11, justificado. Ao final da citação, após o ponto, apresenta-se a nota bibliográfica.

Ex.:

A teleconferência permite ao indivíduo participar de um encontro nacional ou regional sem a necessidade de deixar seu local de origem. Tipos comuns de teleconferência incluem o uso da televisão, telefone, e computador. Através de áudio-conferência, utilizando a companhia local de telefone, um sinal de áudio pode ser emitido em um salão de qualquer dimensão. (NICHOLS, 1993. p. 181)

31.4- Nas citações, as supressões, interpolações devem ser indicadas, comentários, ênfase ou destaques, do seguinte modo:

  1. a) supressões: [...]
  2. b) interpolações, acréscimos ou comentários: [ ]
  3. d) ênfase ou destaque: em negrito. Deve-se indicar essa alteração com a expressão grifo nosso entre parênteses, após a chamada da citação, ou grifo do autor, caso o destaque já faça parte da obra consultada.

31.5- Quando se tratar de dados obtidos por informação verbal (palestras, debates, comunicações, etc...): indicar, entre parênteses, a expressão informação verbal, mencionando-se os dados disponíveis, em nota de rodapé.

Exemplos:   

No texto

O novo medicamento estará disponível até o final deste semestre (informação verbal)1

 No rodapé da página.

_____________

1 Notícia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.

 

31.6- Quando a citação incluir texto traduzido pelo autor, deve-se incluir, após a chamada da citação, a expressão tradução nossa, entre parênteses.

Exemplo:

"Ao fazê-lo pode estar envolto em culpa, perversão, ódio de si mesmo [...] pode julgar-se pecador e identificar-se com seu pecado." (RAHNER, 1962, v. 4: p. 463: tradução nossa).

31.7 Sistema de chamada. As citações devem ser indicadas no texto pelo sistema de chamada autor-data

31.8- Quando houver coincidência de sobrenome de autores, acrescentam-se as iniciais de seus prenomes: Ex. (BARBOSA, C., 1956) e (BARBOSA, O., 1956). Se ainda assim persistir coincidência, colocam-se os prenomes por extenso.

31.9 Documentos de um mesmo autor publicados em um mesmo ano são distinguidos pelo acréscimo de letras minúsculas após a data e sem espacejamento, sequenciadas de acordo com a ordem de aparecimento no texto. Ex. (REESIDE, 1927a) e (REESIDE, 1927b)

31.10- Devem ser evitadas as expressões latinas idem e ibidem.

31.11- Na citação de citação, identifica-se a obra diretamente consultada; o autor e a obra citada são precedidos da expressão latina apud: (SILVA, 1986, p. 12 apud PESSOA, 1982, p. 222).

DOS ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

32- Referências. A lista das obras deverá se restringir àquelas citadas no texto.  Ela virá em ordem alfabética, ao final do artigo, precedida da palavra REFERÊNCIAS em negrito e maiúsculas, alinhada à esquerda e sem recuo ou entrada de parágrafo, em espaço simples, separadas entre si por espaço duplo, com título grafado em itálico e subtítulo em fonte normal.

Exemplos de referências (NBR 6023)

Artigo em periódico:

SPAPIECINSKI, Marlise. Sujeito e modernidade na poética de Carlos Drummond de Andrade. O eixo e a roda – revista de literatura brasileira, Belo Horizonte: Fale/UFMG, v. 8, n. 1, p. 165-82, jan./dez. 2002.

Livros e folhetos:

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

Capítulos de livros:

BOSI, Ecléa. Cultura e desenraizamento. In: BOSI, Alfredo (Org.). Cultura brasileira: temas e situações. 4. ed. São Paulo: Ática, 1999. p. 16-41.

Monografias, dissertações e teses:

FONSECA, Aleilton Santana da. A poesia da Cidade: imagens urbanas em Mário de Andrade. 1997. 312 f. Tese (Doutorado em Literatura Brasileira) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

Entrevistas:

ANDRADE, Carlos Drummond de. Adeus. A vida passa feito um avião supersônico. Entrevista concedida a Geneton Moraes Neto. In: MORAES NETO, Geneton. O dossiê Drummond. 2. ed., São Paulo: Globo, 1994.

Congresso, Conferências, Encontros e outros eventos:

BRAYNER, A. R. A.; MEDEIROS, C. B. Incorporação do tempo em SGBD orientado a objetos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FLORESTAS TROPICAIS, 1., 1985, Belém. Anais do III Congresso... Belém: Livros Técnicos, 1985. p. 16-29

Documentos eletrônicos:

ROCHA, Marília Librandi. João Guimarães Rosa. Disponível em: http... . Acesso em: 14 abr. 2005.

CD-ROM:

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio eletrônico século XXI versão 3.0. São Paulo: Nova Fronteira, 1999. 1CD-ROM. Produzido por Lxikon Informática.

Filme.

POETA de sete faces. Direção: Paulo Thiago. Produção: Gláucia Camargos. Roteiro: Paulo Thiago. Interpretes: Carlos Gregório, Paulo José, Paulo Autran e outros. [S.L]: CaradeCão; Estúdio Line; Vitória Produções Cinematográficas, 2001. 1 filme, son., color., 35 mm.

 32- Agradecimentos. Texto sucinto e aprovado pelo periódico em que será publicado. Deve ser o último elemento pós-textual (ABNT NBR 6022).