CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: O QUE PENSAM OS PROFESSORES?

  • Francione Charapa Alves Universidade Federal do Cariri- Brasil
  • Lia Machado Fiuza Fialho Universidade Estadual do Ceará- Brasil

Resumo

O objetivo deste trabalho é compreender a concepção de currículo constituída por professores de Educação Infantil da rede pública do município de Crato no Ceará. Utilizou-se estudo de caso desenvolvido por intermédio da metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo, que se
fundamenta na Teoria das Representações Sociais, com a atribuição de sentido de sujeitos para tratamento dos dados do tipo narrativas orais coletados em entrevistas semiestruturadas com nove professoras da Educação Infantil. A análise foi realizada a partir da criação de eixos discursivos organizados por grupos de atores sociais com base nas ancoragens para a criação do Discurso do Sujeito Coletivo. Constatou-se que há uma necessidade de ampliar a discussão sobre o currículo na
escola, já que esta categoria não é percebida como um artefato social pelos professores e, muito embora eles a considerem um elemento importante, a compreensão é insipiente para fomentar um bom trabalhado na Educação Infantil.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação, pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Pós-Doutora em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Professora Adjunta da Universidade Federal do Cariri (UFCA); Grupo de Pesquisa Currículo, Subjetividade e Desenvolvimento Profissional Docente.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora e Pós-Doutora em Educação, Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Professora Adjunta do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará (UECE); Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UECE); Líder do Grupo de Pesquisa Práticas Educativas, Memórias e Oralidades (PEMO).

Publicado
2019-01-17
Como Citar
ALVES, Francione Charapa; FIALHO, Lia Machado Fiuza. CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: O QUE PENSAM OS PROFESSORES?. Práxis Educacional, [S.l.], v. 15, n. 31, p. 251-272, jan. 2019. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4672>. Acesso em: 17 jul. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v15i31.4672.