DEZ ANOS DA LEI N. 10.639/2003 E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E RELAÇÕES RACIAIS EM ARTIGOS (2003/2013): UM TEMA EM DISCUSSÃO

Resumo

Este artigo, objetiva analisar o percurso da literatura especializada sobre a temática formação de professores e relações raciais, no período de 2003 a 2013, com base em 33 (trinta e três) artigos produzidos em revistas com qualificações atribuídas entre A1 a B5, a partir da qualificação registrada no ano de 2015. Para análise das produções levantadas, foram adotadas como aporte teórico-metodológico, as formulações sobre habitus e campo em Pierre Bourdieu (1983, 1998, 1999, 2003); representações em Chartier (1991, 1994); sobre formação de professores em Gatti e Barreto (2009), Gatti, Barreto e André (2011), formação de professores e relações raciais em Gomes (2012); Coelho (2005, 2007, 2009, 2018, 2019) e nos estudos de André (2001, 2002, 2009, 2010). O aporte metodológico será amparado em Bardin (2016), mediante a adoção de algumas técnicas da Análise de Conteúdo para tratamento das informações que serão levantadas por meio da análise do mapeamento da produção acadêmica sobre formação de professores e relações étnico-raciais. Inferimos que a contribuição dos artigos produzidos nos periódicos qualificados entre A1 a B5, movimenta o campo indicando, nos primeiros dez anos do advento da Lei n. 10.639/2003, e suscita a necessidade de contemplar a formação continuada de professores, em face das lacunas advindas da formação inicial, sobretudo na questão da educação para as relações étnico-raciais, e ao cenário contemporâneo de retrocessos em relação a uma educação atenta às diferenças e a diversidade, evidenciando-se como um debate em aberto.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professora da Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil; atua no Programa de PósGraduação em Educação Matemática e Científica, no Programa de Pós-Graduação em Currículoe Gestão de Escola Básica e no Programa de Pós-Graduação em Educação na Amazônia – EDUCANORTE; Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais; Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 2.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais.

Referências

ALEXANDRE, Ivone Jesus. Diversidade cultural, relações e educação na UNEMAT. Revista da Faculdade de Educação (Universidade do Estado de Mato Grosso).Cáceres, v. 20, n. 2, p. 115-126, Jul/Dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 04 Jun. 2019.

ANDRADE, Edwilson da Silva; SANTOS, Ilzani Valeira dos. Estudo sobre a formação continuada no âmbito das relações etnicorraciais: uma experiência em nível de Pós-Graduação Lato Sensu no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Revista da ABPN.v.1, n.2 , p. 245-267, jul. – out. de 2010. Disponível em: file:///E:/Users/Clever%20&%20Fer/Downloads/47-350-1-PB.pdf> Acesso em 26 Jul. 2019.

ANDRADE, Everaldo Paiva de; TEIXEIRA, Rosana da Câmara e MAGALHÃES, Danielle Henriques. Do ponto que vê aos passos de quem caminha – perspectivas teórico-práticas em uma experiência com a educação das relações étnico-raciais entre licenciandos de História. Revista da ABPN. V. 3, n. 7, p. 53-68, mar.–jun. 2012. Disponível em: http://www.abpn.org.br/Revista/index.php/ dições/article/view/336/206> Acesso em: 26 Jul. 2019.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de (Org). Formação de professores no Brasil (1990-1998). Brasília : MEC/Inep/Comped, 2002. Disponível em: . Acesso em: 20 ago.2019

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. A Produção Acadêmica sobre Formação de Professores: um estudo comparativo das dissertações e teses defendidas nos anos 1990 e 2000. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, São Paulo, v. 01, n. 01, ago-dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 06 Jun. 2016.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 174-181, set./dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 ago.2019

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.113, p.51-64, jul. 2001. Disponívelem: . Acesso em: 20 ago.2019

ARANHA, Antônia Vitória Soares. Diversidade e Formação Docente: um desafio para o avanço da Educação. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, São Paulo, v. 03, n. 04, Jan.-Jul. 2011. Disponível em: . Acesso em: 06 Jun. 2019.

BACKES, José Licínio e PAVAN, Ruth. A Desconstrução das Representações Coloniais sobre a Diferença Cultural e a Construção de Representações Interculturais: um desafio para a formação de educadores. Revista Currículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v.11, n.2, pp.108-119, Jul/Dez 2011. Disponível em:. Acesso em: 05 Jun. 2019.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Tradução Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BATISTA, Aline Cleide; SILVA JR., Paulo Melgaço da; CANEN, Ana. Em busca de um dialogo entre Plano Nacional de Educação (PNE), Formação de professores e multi/interculturalismo.Revista Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, vol.21, n.79, Abr./Jun 2013. Disponível em: . Acesso em:05 Jun. 2016.
BOURDIEU, Pierre Félix. A economia das trocas simbólicas.Tradução Sergio Miceli, Silvia de Almeida Prado, Sonia Miceli e Wilson Campos Vieira. 5. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 2003. (Coleção Estudos, 20).

BOURDIEU, Pierre Félix. O poder simbólico. Tradução Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

BOURDIEU, Pierre Félix. Escritos de educação. Seleção, organização, introdução e notas Maria Alice Nogueira, Afrânio Catani.2 ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

BOURDIEU, Pierre Félix. Questões de sociologia. Tradução Miguel Serras Pereira. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Lei N. 10.639 de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei N. 9.394/1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-brasileira”, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 9 jan. 2003. Disponível em: . Acesso em: 12 ago.2019

BRASIL. Lei N. 11.645, de 10 de março de 2008.Altera a Lei N. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei N. 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”.Disponível em: . Acesso em: 30 set 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP N. 01, de 17 de junho de 2004. Brasília: MEC. 2004. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/res012004.pdf>. Acesso em: 20abr2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015. Brasília: MEC. 2015. Disponível em:. Acesso em: 20 abr 2019.

BRASIL. Ministério da Educação/Secad.Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana na educação básica. Brasília: MEC/SECAD, 2004.Disponível em: . Acesso em: 25 ago.2019

BRITO, José Eustáquio de. Educação e Relações Étnico-Raciais: desafios e perspectivas para o trabalho docente. Revista Educação em Foco, Belo Horizonte, n. 18, p.57-74, dez. 2011. -. Disponível em: . Acesso em 05 Jun. 2016.

BRITO, Nicelma Josenila Costa de. Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais: estudo sobre as produções científicas do período de 2003-2013. 2018. 237 f. Tese ( Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Orientadora: Profª. Drª. Wilma de Nazaré Baía Coelho.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. RevistaCurrículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v.11, n.2, pp.240-255, Jul/Dez 2011. Disponível em:. Acesso em: 05 Jun. 2019.

CANEN, Ana; XAVIER, Giseli Pereli de Moura. Multiculturalismo, pesquisa e formação de professores: o caso das Diretrizes Curriculares para a Formação Docente.Ensaio: avaliação e políticas públicas em Educação, Rio de Janeiro, v.13, n.48, pp.333-344, Jul/Set 2005. Disponível em: < http://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/ensaio/issue/view/63 >. Acesso em: 05 Jun. 2019.

CANEN, Ana; XAVIER, Giseli Pereli de Moura. Gestão do Currículo para a Diversidade Cultural: discursos circulantes em um curso de formação continuada de professores. Revista Currículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v. 12, n. 2, p. 306-325, maio/ago. 2012. Disponível em:. Acesso em: 05 Jun. 2016.

CANEN, Ana. Multiculturalismo e o papel da pesquisa na formação docente: uma experiência de currículo em ação. Revista Currículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v.8, n.1, pp.17-30, Jan/Jun 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

CARDOSO, Lívia de Rezende e PARAÍSO, Marlucy Alves. Possibilidades de uma metodologia alquimista para pesquisar em Educação e em Currículo.Revista e-Curriculum, São Paulo, v.11 n.01, abr., 2013. Disponível em: . Acesso em: 02 ago.2019

CARENO, Mary Francisca do; ABDALLA, Maria de Fátima Barbosa. Representações sociais e a educação étnico-racial no espaço escolar brasileiro. Série Educação, Santos, n.6. 2013. Disponível em: . Acesso em: 04 Jun. 2019.

CHARTIER, Roger. A história hoje: dúvidas, desafios, propostas. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 7, n. 13, 1994. Disponível em:. Acesso em: 22 ago.2019.

CHARTIER, Roger. O mundo como representação. Estudos Avançados, São Paulo, v. 5, n. 11, jan./abr. 1991. Disponível em:. Acesso em: 20 ago.2019

COELHO, Mauro Cezar; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. “Jogando verde e colhendo maduro”: historiografia e saber histórico escolar no ensino de História da África e da cultura Afro-Brasileira. Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, v. 6, n. 3, p. 92–107, dez. 2013ª. Disponível em: . Acesso em: 01 set.2019.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía e COELHO, Mauro Cezar. Os conteúdos étnico-raciais na educação brasileira: práticas em curso .Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 47, p. 67-84, jan./mar. 2013. Editora UFPR. Disponível em: . Acesso em: 20 ago.2019.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía, SILVA, Carlos Aldemir Farias da. A produção intelectual docente na pós-graduação em Educação no norte do Brasil: avanços e desafios. Educação Unisinos. v. 20, n. 3, p. 387-399, setembro/dezembro, 2016.Disponível em: . Acesso em: 20 ago.2019.

COELHO, Wilma de Nazaré Baia. A cor ausente: um estudo sobre a presença do negro na formação de professores - Pará, 1970 1989. 2005. 253 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005. Orientador: Prof. Dr. José Willington Germano.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía. A cor ausente:um estudo sobre a presença do negro na formação de professores. 2. ed. Belo Horizonte: Mazza, 2009.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía. Formação de professores e relações étnico-raciais (2003-2014): produção em teses, dissertações e artigos. Educar em Revista(online), Curitiba, v. 34, n. 69, p. 97-122, Junho, 2018. Disponível em:. Acesso em: 20 ago.2019.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía. Só de corpo presente: o silêncio tácito sobre cor e relações raciais na formação de professoras no estado do Pará. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 34, jan./abr. 2007. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; BRITO, Nicelma Josenila Costa de . Reflexões sobre formação de professores e relações étnico-raciais: um olhar em perspectiva sobre as produções do GT 21/ANPED (2003-2013). Revista Cocar (online), v. 13, p. 458-482, 2019.Disponível em: . Acesso em: 20 set.2019

COSTA, Wanderleya Nara Gonçalves. As histórias e culturas indígenas e as afro-brasileiras nas aulas de Matemática. Revista Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 25, n. 2, ago. 2009. Disponível em: . Acesso em: 06 Jun. 2019.

FERREIRA, Cléa Maria da Silva. Formação de Professores à Luz da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana: nova tendência, novos desafios para uma prática reflexiva. Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa, São Paulo, ano 3, n. 5, 2008. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/reaa/article/viewFile/11516/13284> Acesso em: 26 Jul. 2019.

FERREIRA, Elenice Silva. Educação e Diversidade na Escola: um diálogo possível. Revista Plures Humanidades, Ribeirão Preto, v.13 n.1, p.79-100, jan.jun., 2012. Disponível em:< http://seer.mouralacerda.edu.br/index.php/plures/article/view/70/35>. Acesso em: 06 Jun. 2019.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil:impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009. Acesso em: 29 set.2019. Disponível em: . Acesso em: 20 ago.2019.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETO, Elba Siqueira de Sá, e ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo de Afonso. Políticas docentes no Brasil:um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011. Disponível em: . Acesso em: 05 ago.2019.

GOMES, Nilma Lino. As práticas pedagógicas com as relações étnico-raciais nas escolas públicas: desafios e perspectivas. In: GOMES, Nilma Lino (Org.). Práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva da Lei 10.639/2003. Brasília: MEC; Unesco, 2012, p. 19-33.

LELIS, Neila Regina Lopes; DAVI, Tania Nunes. Do Continente Africano até o Brasil Contemporâneo: as possibilidades oferecidas pelo cinema.Cadernos da Fucamp, Monte Carmelo, v. 11, n. 15. 2012. Disponível em: . Acesso em: 04 jun. 2019.

LIMA, Ana Paula de Bairros; SANTOS, Ademir Valdir dos. A Lei Federal 10 639/03 e o Combate Ao Racismo: ação docente e promoção de justiça e igualdade na escola. Cadernos de Pesquisa Pensamento Educacional, Curitiba, 2009. Disponível em:. Acesso em: 05 Jun. 2019.

MARTINS, Francisco André Silva. É possível construir um outro continente africano na escola? Experiências de um Curso de Aperfeiçoamento para Professores. Revista da ABPN, v. 4, n. 8, p. 170-191, jul.–out. 2012. Disponível em: Acesso em: 29 Jul. 2019.

MELO, Margareth Maria de. Identidades negras entrelaçadas no curso de Pedagogia. Revista da ABPN. V. 4, n. 8, p. 156-169, jul.–out. 2012. Disponível em: http://www.abpn.org.br/Revista/index.php/ dições/article/viewFile/350/232> Acesso em: 29 Jul. 2019.

MÜLLER, Tânia Mara Pedroso e COELHO, Wilma de Nazaré Baía. A Lei nº 10.639/2003 e a formação de professores: trajetórias e perspectivas. In: _____________ (Org.).Relações étnico-raciais e diversidade. Niteroi: Editora da UFF, Alternativa, 2014.

MULLER, Tânia Mara Pedroso; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. A Lei no. 10.639/03 e a Formação de Professores: trajetória e perspectivas. Revista da ABPN, v. 5, n. 11, jul.– out. p. 29-54. 2013. Disponível em: . Acesso em 06 Jun. 2019.

OLIVEIRA, Iolanda de. Relações Raciais e Educação: a formação continuada de docentes da escola básica – evidenciando alguns fatores relacionados às políticas estabelecidas.Série-Estudos, Campo Grande, n. 31, p. 85-101, jan./jun. 2011. Disponível em: . Acesso em 06 Jun. 2019.

OLIVEIRA, Luiz Fernandes de; LINS, Mônica Regina Ferreira. Memórias e imagens desestabilizadoras para a (re) educação das relações étnico-raciais. Revista Teias, Rio de Janeiro, ano 9, n. 17, p. 70-78, jan/jun. 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

OLIVEIRA, Míria Gomes de; SILVA, Paulo Vinícius Baptista da. Educação Étnico-Racial e Formação Inicial de Professores: a recepção da Lei 10.639/03. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 42, n. 1, p. 183-196, jan./mar. 2017. Disponível em:. Acesso em: 20 ago.2019.

PANSINI, Flávia; NENEVÉ, Miguel. Educação Multicultural e Formação Docente. Revista Currículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v.8, n.1, p.31-48, Jan/Jun 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

PEREIRA, Júnia Sales. Diálogos sobre o Exercício da Docência – recepção das leis 10.639/03 e 11.645/08.Revista Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 36, n.1, p. 147-172, jan./abr., 2011. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

REAL, Márcio Penna Corte. Do multiculturalismo à interculturalidade na investigação das relações de saber e poder no campo cultural da capoeira. Revista Pedagógica, Chapecó, Ano 15, v. 01, n. 28, jan./jun. 2012. Disponível em: . Acesso em: 04, Jun. 2019.

REGIS, Kátia Evangelista; BASÍLIO, Guilherme. Currículo e Relações Étnico-Raciais: o Estado da Arte. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 69, p. 33-60, Junho, 2018. Disponível em: .Acesso em: 1 Out. 2019.

ROHDEN, Fabíola. Gênero, sexualidade e raça/etnia: desafios transversais na formação do professor. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v.39, n.136, p.157-174 jan./abr. 2009. Disponível em:. Acesso em: 05 Jun. 2019.

SANTOS Helio; LIMA, Leila; GOMES, Rilza da Costa Tourinho. Educação à Distância: a qualidade de ensino e o perfil étnico-racial de egressos de uma IES na região metropolitana de Salvador/BA. Revista da ABPN, v. 4, n. 8, p. 126-136, jul.–out. 2012. Disponível em: Acesso em: 26 Jul. 2019

SANTOS, Anderson Oramisio. Formação de Professores à Luz da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana: novos desafios para uma prática reflexiva. Revista Poíesis Pedagógica, Catalão-GO, v.11, n.2, p. 150-169, jul/dez. 2013. Disponível em: < https://revistas.ufg.br/poiesis/article/view/29585/16417>. Acesso em: 26 Jul. 2019.

SILVA, Rosângela Maria de Nazaré Barbosa e; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. Os Enunciados nos Documentos Legais: a representação negra, um ritual pedagógico a favor da diferença racial. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 14, n. 34, p. 112-138, 2013. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

SISS, Ahyas (Org.). Diversidade étnico-racial e educação superior brasileira: experiências de intervenção. Rio de Janeiro: Quartet, 2008.

SISS, Ahyas; BARRETO, Maria Aparecida Santos Corrêa; OLIVEIRA, Otair Fernandes de. Processos formativos e as contribuiçõesdos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros da UFES e da UFRRJ. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 14, n. 34, p. 06-20, 2013. Disponível em: . Acesso em: 05 Jun. 2019.

SOLIDADE, Wilker; MARQUES, Eugênia Portela de Siqueira. Educação para as Relações Étnico-Raciais e Formação Docente: dilemas e perspectivas. Revista Triângulo, Uberaba, v. 6, n. 1, p. 53-67, Jan/Jul, 2013. Disponível em: . Acesso em: 04 Jun. 2019.

TERUYA, Teresa Kazuko; FELIPE, Delton Aparecido. Filmes e negritude em sala de aula: essa relação é possível? Revista ETD – Educação Temática digital, Campinas, v.15, n.1, p. 145-160, jan./abr. 2013. Disponível em:. Acesso em: 05 Jun. 2019.

THIJM, Franklin Eduard Auad. O que dizem teses e dissertações sobre relações raciais em educação (2004-2013). Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Belém, 2014. Orientadora: Profª. Drª. Wilma de Nazaré Baía Coelho.
Publicado
2020-04-01
Como Citar
COELHO, Wilma de Nazaré Baía; DE BRITO, Nicelma Josenila Costa. DEZ ANOS DA LEI N. 10.639/2003 E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E RELAÇÕES RACIAIS EM ARTIGOS (2003/2013): UM TEMA EM DISCUSSÃO. Práxis Educacional, [S.l.], v. 16, n. 39, p. 19-42, abr. 2020. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6358>. Acesso em: 06 jun. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i39.6358.