Descolonizando o currículo escolar e o ensino de história: Agudás, os retornados a África

Autores

Palavras-chave:

lei 10639/03, história da África, Ensino de História

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a letra do samba-enredo: “Agudás: os que levaram a África no coração e trouxeram para o coração da África, o Brasil”. Que contribuição este enredo oferece ao ensino de História da África e cultura afro-brasileira? Oferece uma memória histórica inédita ao carnaval carioca, dando visibilidade ao povo negro que retornou à África antes da abolição da escravidão no Brasil em 1888. Assim, propõe desconstruir o paradigma eurocêntrico e construir caminhos para a descolonização do currículo escolar, na perspectiva dos Estudos Culturais. Esta arte carnavalesca da escola de samba Unidos da Tijuca, do carnaval carioca de 2003, é uma pedagogia cultural com potencial para desenvolver uma educação antirracista e decolonial no espaço escolar.

Palavras-chave: Lei n. 10.639/2003. História da África. Ensino de História

Biografia do Autor

Ana Lúcia da Silva, Universidade Estadual de Maringá

Doutora  em  Educação - PPE - UEM, linha de pesquisa: Ensino, aprendizagem e formação de Professores”. Professora Adjunta do Departamento de História da UEM. Integrante do grupo de pesquisa CNPQ: “Educação, mídia e Estudos Culturais”.

Teresa Kazuko Teruya, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Educação. Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPE – UEM. Líder do grupo de pesquisa CNPQ: “Educação, mídia e Estudos Culturais”.

Referências

ANDRADE, Paula Deporte de. A invenção das pedagogias culturais. In: CAMOZZATO, Viviane Castro; CARVALHO, Rodrigo Saballa de; ANDRADE, Paula Deporte de. (org.). Pedagogias culturais: a arte de produzir modos de ser e viver na contemporaneidade. Curitiba: Appris Editora, 2016. p.1932.

BRASIL. Resolução n. 2, 2015, sobre a formação docente inicial e continuada.

CACCIATORE, Olga Gudolle. Dicionário de cultos afro-brasileiros. Rio de Janeiro: Forense Universitária/ SEEC, 1977.

CAMBRIA, Vicenzo. A fala que faz: música e identidade negra no bloco afro Dilazenze (Ilhéus, Bahia). ANTHROPOLÓGICAS, ano 10, v. 17 (1), p. 81-102.

CAMOZZATO, Viviane Castro. CARVALHO, Rodrigo Saballa de. ANDRADE, Paula Deporte de. (orgs.). Apresentação. In: Pedagogias culturais: a arte de produzir modos de ser e viver na contemporaneidade. Curitiba: Appris Editora, 2016. p. 11-17.

CUNHA, Manuela Carneiro. Negros estrangeiros: escravos libertos e sua volta a África. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

CUNHA, Maria Clementina Pereira. “Não tá sopa”: samba e sambistas no Rio de Janeiro, de 1890 à 1930. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2016.

DI CAVALCANTI, Emiliano: biografia. Disponível no site: <http://www.dicavalcanti.art.br> Acesso em: 18/09/2014.

ELUF, Lygia. Di Cavalcanti. São Paulo: Folha de São Paulo; Instituto Itaú Cultural, 2013. (Coleção Folha Grandes Pintores Brasileiros; v. 1)

ESCOSTEGUY, Ana Carolina D. Cartografias dos estudos culturais: uma versão latino americana. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

ESCOSTEGUY, Ana Carolina D. Estudos culturais: uma introdução. In: SILVA, Tomaz Tadeu da.(org.). O que é, afinal, Estudos Culturais. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 133-166.

ESCOSTEGUY, Ana Carolina D. Estudos culturais: uma introdução. In: SILVA, Tomaz Tadeu da.(org.). O que é, afinal, Estudos Culturais. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 133-166.

FIGUEIREDO, Eurídice. Os brasileiros retornados à África. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê: Diálogos Internacionais, n. 38, p. 51-70, 2009.

FREIRE, Gilberto. Casa Grande & Senzala. Rio de Janeiro: Record, 1996.

GOMES, Nilma Lino. A questão racial na escola: desafios colocados pela implementação da Lei 10/639/03. In: MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa. CANDAU, Vera Maria. (orgs.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. p. 67 - 89.

GONÇALVES, José Henrique Rollo. das resistências ao ensino escolar de História da África: algumas considerações. In: ALVES, Amanda Palomo. SILVA, Eronildo José da. ARAÚJO, Marivânia Conceição (orgs.). Diálogos sobre diversidade, relações raciais e desigualdade no Brasil. Maringá: EDUEM, 2018. p. 301 - 323.

GURAN, Milton. Agudás: os “brasileiros” no Benin. RJ: Nova Fronteira, 2000.

HALL, Stuart. Cultura e representação. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio; Apicuri, 2016

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Trad. Adelaine La Guardia Resende. et al. Belo Horizonte: Editora UFMG; Brasília: Representação da Unesco no Brasil, 2003.

HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala de aula: visita à História contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005.

HOFBAUER, Andreas. Uma história do branqueamento ou o negro em questão. São Paulo: Editora UNESP, 2006.

JACCOUD, Luciana. Racismo e República: o debate sobre o branqueamento e a discriminação racial no Brasil. In: THEODORO, Mário (org.). As políticas públicas e a desigualdade racial no Brasil: 120 anos após a abolição. 2. ed. Brasília: Ipea, 2008. p. 49-68.

LIESA. Ensaio Geral: informativo oficial da LIESA. Rio de Janeiro, ano XXVI, n. 38, fev. 2018.

LOPES, Nei. Enciclopédia brasileira da diáspora africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.

MUNANGA, Kabengele. Apresentação. In: MUNANGA, Kabengele (org.). Superando o racismo na escola. Brasília: MEC, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. p.15 - 20.

MUNANGA, Kabengele. GOMES, Nilma Lino. O negro no Brasil de hoje. 2. ed. São Paulo: Global, 2016. (Para entender)

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade negra versus identidade negra. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1999.

NAPOLITANO, Marcos. História e música: história cultural da música popular. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

NASCIMENTO, Abdias. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2017.

PROENÇA, Graça. Descobrindo a História da arte. São Paulo: Ática, 2005.

REIS, João José. SILVA, Eduardo. O levante dos malês: uma interpretação política. In: Negociação e conflito: a resistência negra no Brasil escravista. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. p. 99 - 122.

SÃO PAULO. Pinacoteca de São Paulo. XX Arte brasileira: no subúrbio da modernidade: Di Cavalcanti 120 anos. São Paulo: APAC – Associação Pinacoteca de Arte e Cultura, 2017. p. 5. (Material pedagógico)

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993

SERRANO, Carlos. MUNANGA, Kabengele. A revolta dos colonizados: o processo de descolonização e as independências da África e da Ásia. São Paulo: Atual, 1995. (História geral em documentos)

SERRANO, Carlos. WALDMAN, Maurício. Memória D'África: a temática africana em sala de aula. São Paulo: Cortez, 2010

SILVA, Angela Fileno da. Que eu vou na terra dos negros: circularidades atlânticas e a comunidade brasileira na África. Dissertação (Mestrado em História Social). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, USP, São Paulo, 2010.

SKIDMORE, Thomas. Preto no branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. Trad. Raul de Sá Barbosa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976

SOUZA, Mônica Lima de. Entre margens: o retorno à África de libertos no Brasil 1830-1870. Tese (Doutorado) – Universidade Federal Fluminense – UFF. Rio de Janeiro, 2008.

STEINBERG, Shirley. Produzindo múltiplos sentidos – pesquisa com bricolagem e pedagogia cultural. In: KIRCHOF, Edgard Roberto. WORTMANN, Maria Lúcia. COSTA, Marisa Vorraber (orgs.). Estudos Culturais & Educação: contigências, articulações, aventuras, dispersões. Canoas, RS: Editora da ULBRA, 2015. p. 211-241.

TERUYA, Teresa Kazuko. Trabalho e educação na era midiática: um estudo sobre o mundo do trabalho na era da mídia e seus reflexos na educação. Maringá: Eduem, 2006.

TERUYA, Teresa Kazuko. Diversidade nas questões étnico-raciais. Anais: IX Fórum Nacional de Educação. XII Seminário Regional de Educação Básica. O Educador diante da complexidade das questões contemporâneas. Santa Cruz do Sul, 15 e 16 de abril - 20 e 21 de maio de 2011.

TERUYA, Teresa Kazuko. Sobre mídia, educação e estudos culturais. In: MACIEL, Lizete Shizue Bomura. MORI, Nerli Nonato Ribeiro (orgs.) Pesquisas em educação: múltiplos olhares. Maringá: Eduem, 2009. p. 151-165.

UNIDOS DA TIJUCA. História: Unidos da Tijuca. Disponível no site: http://www.unidosdatijuca.com.br/site/historia.html Acesso em: 20/06/ 2018

Downloads

Publicado

2020-12-31