COTIDIANO E MEMÓRIA DIDÁTICA COMO ESTRATÉGIA NO ENSINO DE FÍSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v15i35.5658

Resumo

O artigo objetiva refletir sobre o ensino da disciplina Física, a partir da mobilização memória didática e do cotidiano. Para tanto, extraem-se essas noções de anotações de aulas observadas, nas turmas do ensino médio de uma professora de uma escola pública. Busca-se explorar os estudos de cotidiano de Certeau (2008; 2009), Ferraço (2013; 2017) e Pais (2001) na intercalação com a concepção de memória didática no cotidiano de situações de ensino e sua contribuição para favorecer aprendizagem significativas dos conceitos e conteúdos da disciplina Física. Sinalizamos a memória como recorte didático para o estudante lembrar e/ou rememorar aspectos realçados na aula a partir de enunciados do professor. Expõem-se como resultados a importância de se considerar aspectos do cotidiano para a produção de metodologias e estratégias diferenciadas que privilegiam a exploração das experiências dos estudantes para se alcançar resultados produtivos do ensino de Física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Álex de Carvalho Ferreira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil

Mestrando em Educação pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Integrante do Centro de Pesquisa e Estudos Pedagógicos (CEPEP). Membro do Grupo de Pesquisa Linguagem e Educação (GPLEd); Bolsista CAPES.

Ester Maria de Figueiredo Souza

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora Plena da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), atuando no curso de Licenciatura em Letras, no Programa de Pós-graduaçao em Letras: Cultura, Educação e Linguagens, e do Programa de Pós-graduação em Educação. Líder do Grupo de Pesquisa Linguagem e Educação - GPLEd/CNPQ/UESB.

Downloads

Publicado

2019-10-01

Como Citar

FERREIRA, Álex de C.; SOUZA, E. M. de F. COTIDIANO E MEMÓRIA DIDÁTICA COMO ESTRATÉGIA NO ENSINO DE FÍSICA. Práxis Educacional, [S. l.], v. 15, n. 35, p. 42-60, 2019. DOI: 10.22481/praxisedu.v15i35.5658. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/5658. Acesso em: 19 set. 2021.