Sociabilidade, Território e Racismo: os limites socialmente impostos ao bem-estar dos negros em uma cidade da região sul do país

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/sertanias.v1i1.8276

Palavras-chave:

Bem-estar, Limites sociais, Território, Racismo, Sociabilidade

Resumo

Este artigo tem como objetivo explicitar alguns dos limites socialmente impostos à sociabilidade pelo racismo e pela discriminação racial aos negros moradores da cidade de Londrina-Paraná. Diante de uma sociedade estruturada sob os alicerces da desigualdade racial, que privilegia assim os brancos em detrimento dos negros, busca-se compreender como o racismo interfere nas relações sociais existentes entre esses dois grupos, em diferentes âmbitos e espaços sociais, privilegiando-se neste artigo os de moradia. O texto foi desenvolvido, em um primeiro momento, por meio da pesquisa empírica, com a realização de entrevistas em profundidade, de cunho qualitativo, a fim de analisar as questões relacionadas à sociabilidade e a identificação com a questão racial. Também contou com a perspectiva quantitativa, através de dados socioeconômicos disponibilizados pelo IBGE. O relato do cotidiano destas pessoas mostra que, mesmo com significativos avanços socioeconômicos obtidos pela população negra, sobretudo nas últimas décadas, a visão do negro como um sujeito caracterizado pela inferioridade racial é uma constante nos mais distintos territórios e espaços sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexsandro Eleotério Pereira de Souza, Universidade Norte do Paraná – UNOPAR

Doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP. Professor na Universidade Norte do Paraná – UNOPAR. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-4201-8447

Referências

BAECHLER, Jean. Grupos e Sociabilidade. In: BOUDON, Raymond (Org). Tratado de Sociologia. Trad. por Teresa Curvelo. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

BOURDIEU, Pierre. Razões Práticas: sobre a teoria da ação. Tradução de Mariza Corrêa. Campinas: Papirus, 1996.

CARDOSO, F. H; IANNI, O. “Cor e mobilidade social em Florianópolis: aspectos das relações entre negros e brancos numa comunidade do Brasil meridional”. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1960.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., vol 1, 1994.

FERNANDES, F. A integração do negro na sociedade de classes. Ática, São Paulo, 2008.

FERNANDES, Florestan. Educação e sociedade no Brasil. Dominus/Edusp, São Paulo, 1966.

FERNANDES, Florestan. O Negro no Mundo dos Brancos. Difusão Europeia do Livro, 1972.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: BRASIL. Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal no 10.639/03. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2008.

HASENBALG, Carlos A. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

MUNANGA, K. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: Identidade nacional versus identidade negra (3ª. ed.). Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

RAMOS, Guerreiro. Introdução crítica à sociologia brasileira. 1a edição. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1957.

SANTOS, Milton. O espaço do cidadão. São Paulo: Editora Nobel, 1987.

SILVA, Maria Nilza da. Nem para todos é a cidade: segregação urbana e racial em São Paulo. 1. ed. Brasília: Fundação Cultural Palmares - Ministério da Cultura, 2004.

SIMMEL, Georg. As grandes cidades e a vida do espírito. Mana – Revista de Antropologia Social, nº 11, ano 2, p. 577 – 591, 2005.

SIMMEL, G. Sociologia. Organizador [da coletânea] Evaristo de Moraes Filho; São Paulo: Ática, 1983.

WIEVIORKA, Michel. Em que mundo viveremos? São Paulo: Ed. Perspectiva, 2006.

______. O racismo: Uma introdução, tradução: Fany Kon. São Paulo: Perspectiva, 2007

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

DE SOUZA, A. E. P. Sociabilidade, Território e Racismo: os limites socialmente impostos ao bem-estar dos negros em uma cidade da região sul do país. Sertanias: Revista de Ciências Humanas e Sociais, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 82-97, 2020. DOI: 10.22481/sertanias.v1i1.8276. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/sertanias/article/view/8276. Acesso em: 20 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos