SUPERAÇÃO DOS MODELOS HEGEMÔNICOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO CAMPO EM CIÊNCIAS DA NATUREZA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/poliges.v1i1.8222

Palavras-chave:

Formacao de Professores, Formacao por area, Projetos Político-Pedagogicos

Resumo

Objetivamos na discussão Formação crítica/conscientizadora e superação dos modelos hegemônicos na formação de professores do Campo, para atingi-lo utilizamos da análise documental dos Projetos Político-Pedagógicos dos cursos de Licenciatura em Educação do Campo com habilitação em Ciências da Natureza no Brasil. Os PPPs analisados concebem a formação crítica/conscientizadora/reflexiva capaz de transformar a realidade local, regional e nacional a partir da compreensão do contexto social, político, econômico, cultural e educacional. Os cinco PPPs analisados demonstram interesse em superar esse protótipo de formação docente, trazendo como de suma importância a especificidade da formação docente para a atuação do professor no Campo. Em face da superação da fragmentação do conhecimento, teoricamente, todos os cursos atendem a esse princípio, porque oferecem a Licenciatura em Educação do Campo por área do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wender Faleiro, UFG

Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas, Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Mestre em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais e Doutor em Educação pela UFU. Pós Doutor em Educação pela PUC-GO. Atualmente é Professor da Unidade Acadêmica Especial de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Federal de Goiás, transição para Universidade Federal de Catalão. Líder - Fundador do Grupo de Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores – GEPEEC – UFCAT/CNPq. E-mail: wender.faleiro@gmail.com

ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6419-296X

Geize Kelle Nunes Ribeiro, Universidade Federal de Catalão

Mestra em Educação pela Universidade Federal de Catalão – UFCat. Pesquisadora do do Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores – GEPEEC – UFCat/CNPq. Correio eletrônico geize.ribeiro1@gmail.com; ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4053-7788

Referências

ARROYO, Miguel G. Formação de educadores do Campo. In: CALDART, Roseli Salete; PEREIRA, Isabel Brasil; ALENTEJANO, Paulo; FRIGOTTO, Gaudêncio (Orgs.). Dicionário da Educação do Campo. – 2. ed. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012, p. 359-365.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. – Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação popular. São Paulo: Brasiliense, 2012.

CALDART, Roseli Salete. Licenciatura em Educação do Campo e projeto formativo: qual o lugar da docência por área. In: MOLINA, Mônica Castagna. SÁ, Laís Mourão (Orgs.). Licenciaturas em Educação do Campo – Registros e reflexões a partir das experiências-piloto (UFMG; UnB; UFBA e UFS), Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011, p. 95-121.

FARIAS, Magno Nunes. FALEIRO, Wender. Princípios do movimento de Educação do Campo: análise dos Projetos Político-Pedagógicos das LEdoCs do Centro-Oeste brasileiro. Uberlândia, MG: Navegando Publicações, 2019.

FAZENDA, Ivani C. Arantes. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 18. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. – 56. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido, 64. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2017.

FREIRE, Paulo. Política e educação: ensaios. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

KRONBAUER, Luiz Gilberto. Ação-reflexão. In: STRECK, Danilo R.; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime José (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. – 3. ed. 1. reimp. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017, p. 23, 24.

MOLINA, Mônica Castagna. SÁ, Laís Mourão. Licenciatura em Educação do Campo. In:

CALDART, Roseli Salete. PEREIRA, Isabel Brasil. ALENTEJANO, Paulo. FRIGOTTO, Gaudêncio. (Orgs.) Dicionário da Educação do Campo, 2. ed. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Venâncio, Expressão Popular, 2012, p. 468-474.

MOREIRA, Carlos Eduardo. Criticidade. In: STRECK, Danilo R.; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime José (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. – 3. ed. 1. reimp. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017, p. 97, 98.

PERES, Maria Regina; SANTANA, Andréia da Cunha Malheiros. Formação inicial e continuada de professores: entre avanços e tropeços. In: SANTOS, Flávio Reis dos; ROTHEN, José Carlos (Orgs.). Políticas públicas para a educação no Brasil: entre avanços e retrocessos. – São Carlos: Pixel, 2016, p. 127-142.

PIRES, Marília Freitas de Campos. Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade no ensino. In: Interface – Comunicação, Saúde, Educação, v. 2, n. 2, fev. 1998, p. 173-182. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v2n2/10.pdf, acesso em 21/11/2019.

SANTOS, Cláudio Félix dos. O “aprender a aprender” na formação de professores do Campo. Campinas, SP: Autores Associados; Vitória da Conquista, BA: Edições UESB, 2013.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia histórico-crítica na Educação do Campo. In: BASSO, Jaqueline Daniela. SANTOS NETO, José Leite dos. BEZERRA, Maria Cristina dos Santos (Orgs.). Pedagogia histórico-crítica e educação do Campo: história, desafios e perspectivas atuais. São Carlos, SP: Pedro e João Editores e Navegando, 2016, p. 16-43.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política, 32. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1999.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações, 11. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

SOARES, Magda. Linguagem e escola: uma perspectiva social. 18. ed. São Paulo: Contexto, 2017.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Educação Superior: Projeto Político-Pedagógico. Campinas, SP: Papirus, 2004. (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico da Escola: uma construção possível. 29. ed. Campinas, SP: Papirus, 2013

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

FALEIRO, W.; RIBEIRO, G. K. N. . SUPERAÇÃO DOS MODELOS HEGEMÔNICOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO CAMPO EM CIÊNCIAS DA NATUREZA. Revista de Políticas Públicas e Gestão Educacional (POLIGES), [S. l.], v. 1, n. 1, p. 111-139, 2020. DOI: 10.22481/poliges.v1i1.8222. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/poliges/article/view/8222. Acesso em: 23 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos