Educação Integral à Sexualidade e Currículo: novos diálogos sobre a formação de professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/poliges.v2i2.8536

Palavras-chave:

Currículo, Educação Sexual, Formação de Professores

Resumo

A pesquisa aborda a Educação Integral à Sexualidade na formação de professores, a necessidade de políticas e ações na promoção e formação humana nos campos da sexualidade e afins. Objetiva investigar a existência de formação continuada na perspectiva da Educação Integral à Sexualidade para os professores e coordenadores pedagógicos de duas escolas da rede municipal de educação de Varjota-Ce. Estudo do tipo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa, realizado em Varjota-CE com 33 (trinta e três) participantes representantes da comunidade escolar e administração pública. Os dados foram coletados utilizando questionário, tabulados, apresentados através de gráficos, quadro e analisados considerando os pressupostos teórico-metodológicos da análise do dirsurso. Os resultados confirmam ausência de formação para lidar com a Educação Sexual Integral enquanto objetivo da Agenda Global até 2030, havendo consonância quanto a inserção da temática no Currículo Escolar. Corroboram a revisão das políticas públicas para a intersetorialidade, garantindo aos educadores uma formação compatível e suficiente para lidar com esta nova demanda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Ricardo Miranda Pinto, Universidade de Fortaleza (UNIFOR); Centro Universitário INTA - UNINTA; Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA); Faculdade Alencarina de Sobral (FAL)

Doutorando em Saúde Coletiva (UNIFOR-2018/2021). Mestre em Saúde Coletiva (UNIFOR - 2016). Pós-Graduando (Especialização) em Gênero, Diversidade e Direitos Humanos (UNILAB-2020-2021). Especialista em Saúde da Família (UNILAB-2020). Especialista em Tutoria em Educação a Distância e Docência no Ensino Superior (UNINTA-2018). Especialista em Educação Pobreza e Desigualdade Social (UFC-2017). Especialista em Coordenação Pedagógica (UFC - 2015), Especialista em Psicopedagogia (IEDUCARE - 2009). Bacharel em Enfermagem - COREN Nº 533892 (UNINTA-2017). Licenciado em Letras com Habilitação em Língua Portuguesa e Língua Espanhola (UNIP - 2014),Licenciado em Pedagogia (UVA - 2002). Atualmente é Coordenador do Curso de Pedagogia EaD da Faculdade Alencarina de Sobral (FAL). Professor no Curso de Pedagogia EaD do Centro Universitário INTA - UNINTA. Professor no Curso de Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Professor no Plano Nacional de Formação de Professores (PARFOR). Professor em Licença Não-Remunerada da Rede Pública Municipal de Educação da Prefeitura Municipal de Varjota. Tem interesses de pesquisa em Gênero e Diversidade; Saúde da População LGBTTIQ; Educação Para a Sexualidade; Formação de Professores; Formação de Enfermeiros; Formação de Enfermeiros-Professores; Prematuridade; Saúde da Mulher [Ginecologia e Obstetrícia]; Saúde Coletiva; Saúde Pública.

Carlos Antonio Bruno da Silva, Universidade de Fortaleza; Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Ceará

Doutor em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília. Professor Efetivo do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade de Fortaleza (UNIFOR).  

Limária Araújo Mouta, Secretaria da Educação do Estado do Ceará (SEDUC)

Mestre em História e Culturas pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Trabalha na Secretaria de Educação do Estado do Ceará.

Francisca Risolene Fernandes, Secretaria Municipal da Educação de Horizonte

Pedagoga. Especialista em Alfabetização e Multiletramentos e Gestão Escolar da Escola Básica pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Referências

ABREU, L. D. P. de. Abordagem educativa utilizando os Círculos de Cultura de Paulo Freire: experiência de acadêmicos de enfermagem no “Grupo Adolescer”. Adolesc. Saude, Rio de Janeiro, v. 10, n. 4, p. 66-70, out/dez 2013. Disponível em https://cdn.publisher.gn1.link/adolescenciaesaude.com/pdf/v10n4a09.pdf. Acesso em 10 out 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2016

BESERRA, E. P. et al. Pedagogia freireana como método de prevenção de doenças. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, supl. 1, 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011000700092. Acesso em 01 Dec. 2014.

BRASIL. Casa Civil. Lei n. 1920, de 25 de julho de 1953

Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/L1920.htm. Acesso em 09.out.2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Orientação Sexual. Brasília: Ministério da Educação, 1998. Disponível em https://cptstatic.s3.amazonaws.com/pdf/cpt/pcn/volume-10-6-temas-transversais-orientacao-sexual.pdf. Acesso em 20 jan 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Diretrizes para implantação do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas. Brasília; Ministério da Saúde, 2006. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_prevencao_escolas.pdf. Acesso em 20 dez 2020.

BRASIL. ECA (1990). Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2017. Disponível em https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/534718/eca_1ed.pdf. Acesso em 20 dez 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Passo a passo PSE: (Programa Saúde na Escola): Tecendo caminhos da intersetorialidade. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/passo_a_passo_programa_saude_escola.pdf. Acesso em 01 dez 2020.

BUTLER, J. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

BUTLER, J. Corpos que importam: os limites discursivos do “sexo”. Tradução de Verônica Daminelli e Daniel Yago Françoli. São Paulo: n-1 Edições; Crocodilo 2019.

EW, R. A. S. et al. Diálogos sobre sexualidade na escola: uma intervenção possível. Psicol. pesq., Juiz de Fora, v. 11, n. 2, pp. 51-60, dez., 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.24879/2017001100200155. Acesso em 29 dez 2020.

FOGAÇA, J. Currículo no contexto escolar. Disponível em http://educador.brasilescola.com/orientacao-escolar/curriculo-no-contexto-escolar.htm. Acesso em 24.set.2014 às 18h

FOUCAULT, M. História da Sexualidade I: a vontade de saber. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2014

FURLANETTO, M. F. et al. Educação Sexual em escolas brasileiras: revisão sistemática da literatura. Cad. Pesqui., São Paulo, v. 48, n. 168, pp. 550-71, abril/jun., 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/198053145084. Acesso em 25 set 2020.

GATTI, B. A. Sobre a formação de professores e contemporaneidade. In: KRONBAUER, S. C. G; SIMIONATO, M. F. (orgs) Formação de Professores: Abordagens contemporâneas. São Paulo: Paulinas, 2008.

GONÇALVES, R. C.; FALEIRO, J. H.; MALAFAIA, G. Educação Sexual no contexto familiar e escolar: impasses e desafios. HOLOS, ano 29, v. 5, pp. 251-263, out., 2013. Disponível em http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/viewFile/784/741. Acesso em 24 dez 2020.

NAGIB, M. O Escola Sem Partido e a Doutrinação nas Escolas. Disponível em http://escolasempartido.org/wp-content/uploads/2018/02/pfesp.pdf.

Acesso em 20 jan 2021.

NAU, A. L. et al. Educação Sexual de Adolescentes na Perspectiva Freireana Através de Círculos de Cultura. Rev. Rene. v. 14, n. 5, pp. 886-93, jun, 2013. Disponível em http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/3610/2851. Acesso em 25 nov 2020.

NOVA ESCOLA. Nova Escola checa discurso de Bolsonaro sobre “Kit Gay”. [S.I, s.n], 2016. (5m03s). Publicado pela Plataforma YouTube. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=rpUnNyE8ztU. Acesso em 20 mar 2021

PATTI, B. A. B.; PINHÃO, F. L.; SILVA, E. C. D. Sexualidade na Base Nacional Comum Curricular: uma breve análise. In. Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – XII ENPEC, 12., 2019, UFRN. Anais do XII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – XII ENPEC: Natal: Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências 2019. Tema: Pesquisa em Educação em Ciências: Diferença, Justiça Social e Democracia. Eixo temátixo: Currículo, p. 1-11. Disponível em http://abrapecnet.org.br/enpec/xii-enpec/anais/resumos/1/R0947-1.pdf. Acesso em 22 nov 2020.

PINTO, F. R. M.; SILVA, C. A. B. (2019). Perfil e percepções de homens obesos mórbidos cearenses sobre a vida obesa. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, v. 8, n. 2, pp. 192-205, jul., 2019. DOI: https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v8i2.2392. Acesso em 31 dez 2020.

PEREIRA, E. M. A.; MERCURI, E.; BANATO, M. H. Inovações Curriculares: experiências em desenvolvimento em uma universidade pública. Currículo sem fronteiras, v. 10, n. 2, pp. 200-213, jul./dez., 2010. Disponível em http://www.curriculosemfronteiras.org/vol10iss2articles/pereira-mercuri-bagnato.pdf. Acesso em 17.out. 2020.

PRECIOSO, J. Educação para a saúde na escola: um direito dos alunos que urge satisfazer. O professor, n. 85, III Série, Março-Abril, pp.17-24, 2004. Disponível em http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/3980/1/Educação%20para%20a%20Saúde%20%28pp.17-24%29.pdf. Acesso em 01 out 2020.

RUZANY, M. H. Atenção à saúde do adolescente: Mudança de paradigma. In.: BRASIL, Ministério da Saúde. Saúde do Adolescente: competências e habilidades. Brasília. Editora do Ministério da Saúde, 2008, pp. 21-25. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_adolescente_competencias_habilidades.pdf. Acesso em 01 dez 2020.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. P. B. Métodos de Pesquisa. 5.ed. Porto Alegre: Penso; 2013.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação v. 14, n. 40, pp. 143-155, jan./abr., 2009. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n40/v14n40a12.pdf. Acesso em 25 dez 2020.

SBT. Sistema Brasileiro de Televisão. Ministério irá modificar caderneta de saúde após crítica de Bolsonaro / SBT Brasil (08/03/2019). [S.I., s. n], 2019. (2m10s). Publicado pela Plataforma YouTube. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=OStT--vde0Q. Acesso em 20 mar 2021.

SILVA, M. B. F. et al. Nuances do cuidado sexual: o enfermeiro como multiplicador de saberes em ambiente escolar. R. Interd., v. 11, n. 1, pp. 107-115, jan/fev/março, 2018. Disponível em https://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/1169/_123. Acesso em 20 out 2020.

SOUSA NETO, A. et al. Programa de Educação pelo Trabalho para a saúde nas escolas: Oficina sobre Sexualidade. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 36, supl. 1, pp. 86-91, maio, 2012. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rbem/v36n1s1/v36n1s1a12.pdf. Acesso em 13 dez 2020.

UNESCO. Organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura. Orientações técnicas internacionais de educação em sexualidade: uma abordagem baseada em evidências. 2. ed. revisada. Disponível em https://unesdoc.unesco.org/in/documentViewer.xhtml?v=2.1.196&id=p::usmarcdef_0000369308&file=/in/rest/annotationSVC/DownloadWatermarkedAttachment/attach_import_c8f60111-c183-4084-8a5c-fd097b5e5369%3F_%3D369308por.pdf&locale=en&multi=true&ark=/ark:/48223/pf0000369308/PDF/369308por.pdf#%5B%7B"num"%3A111%2C"gen"%3A0%7D%2C%7B"name"%3A"XYZ"%7D%2C0%2C842%2Cnull%5D. Acesso em 01 jan 2021.

UNICEF. Fundo das Nações Unidas Para a Infância. O direito de ser adolescente: Oportunidade para reduzir vulnerabilidade e superar desigualdades. Brasília, DF: UNICEF, 2011. Disponível em http://www.teleios.com.br/wp-content/uploads/2011/11/Adolescência-Brasileira-2011-Unicef.pdf. Acesso em 01 set 2020.

UNICEF. Fundo das Nações Unidas Para a Infância. UNI: Relatório Anual, ano 15, n. 2, fev, 2020. Disponível em https://www.unicef.org/brazil/sites/unicef.org.brazil/files/2019-03/UNI42_RA2018.pdf. Acesso em 22 fev 2021.

UNILAB. Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afrobrasileira. Edital 28/2020. Processo Seletivo Simplificado de Vagas para Discentes do Curso de Especialização Lato Sensu em Gênero, Diversidade e Direitos Humanos, na Modalidade a Distância. Disponível em http://iead.unilab.edu.br/wp-content/uploads/2020/06/EDITAL-DISCENTE-28-2020-Genero-EAD-1.pdf. Acesso em 25 out 2020.

VASCONCELOS, C. M. T.; FERREIRA, L. A. A formação de futur@s professor@s de Educação Física: Reflexões sobre gênero e sexualidade. EDUR: Educação em Revista, v. 36, e209700, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698209700. Acesso em 12 jan 2021.

Downloads

Publicado

2021-10-20

Como Citar

PINTO, F. R. M. .; SILVA, C. A. B. da .; MOUTA, L. A.; FERNANDES, F. R. Educação Integral à Sexualidade e Currículo: novos diálogos sobre a formação de professores. Revista de Políticas Públicas e Gestão Educacional (POLIGES), [S. l.], v. 2, n. 2, p. 58-81, 2021. DOI: 10.22481/poliges.v2i2.8536. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/poliges/article/view/8536. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos