Educação do Campo e Políticas P´lublicas: reflexões sobre a realidade da educação para os sujeitos do campo no Município de Santana-BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/poliges.v2i2.8619

Palavras-chave:

Educação do Campo, Movimentos Sociais, Políticas Públicas

Resumo

Este trabalho é fruto de uma pesquisa de Iniciação Científica realizada no Município de Santana que fica localizado no Oeste da Bahia. A pesquisa foi desenvolvida com base no projeto Educação do Campo no século XXI: reflexões sobre a realidade da educação para os sujeitos do campo no município de Santana-BA e teve como objetivo, analisar de que forma está organizada, em pleno Século XXI, a educação para os sujeitos do campo do referido município, em especial a partir da publicação do Decreto 7.352 de 2010, que trata da Política de Educação do Campo e do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – PRONERA. Para tanto, foi necessário identificar a concepção de educação que orienta a organização da proposta pedagógica desenvolvida nas escolas do campo no município de Santana-BA; compreender como está organizada a educação para os povos do campo; analisar as políticas públicas voltadas para o fortalecimento da educação dos povos do campo e como são desenvolvidas no município em questão; construir o perfil dos educadores que trabalham nas escolas do campo; construir o perfil dos estudantes que frequentam as escolas do campo e identificar os desafios que o município enfrenta na oferta de educação para os povos do campo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ádna Souza dos Santos, UNEB/Campus XVII

Pedagoga pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB) - Campus XVII - Bom Jesus da Lapa

Edna Moreira de Souza, Universidade Estadual da Bahia (UNEB)

Doutora em Educação, conhecimento e inclusão social pela UFMG, professora assistente do Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias - Campus XVII da UNEB. Concentra as pesquisas nas temáticas de Educação do Campo com foco na juventude camponesa têm experiência com a docência nas etapas da Educação Básica.

Rodrigo Guedes de Araujo, Universidade do Estado da Bahia

Mestre em Educação Profissional de Jovens e Adultos pela Universidade do Estado da Bahia (2016), Especialista em Direitos Sociais do Campo -UFG, graduado em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia (2010). Professor substituto da Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Campus de XVII de Bom Jesus da Lapa - Bahia. 

Referências

BRASIL. RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 1, de 3 de abril de 2002. Institui Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13800-rceb001-02-pdf&category_slug=agosto-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 8 de abril. 2018.

BRASIL. RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 2, de 28 de abril de 2008. Estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/resolucao_2.pdf. Acesso em: 8 de abril. 2018.

BRASIL. Decreto 7.352 de 4 de novembro de 2010. Dispõe sobre a política de educação do campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – PRONERA. República Federativa do Brasil. Poder Executivo, Brasília, 2010.

BRASIL. Plano Nacional de Educação PNE – LEI N° 13.005/2014. Brasília, DF. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 22 de maio 2019.

CALDART, Roseli Salete. Por uma educação do campo: traços de uma identidade em construção. In: ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (orgs). Por uma educação do campo. 2 ed. Petrópolis-RJ: Vozes, 2004.

CALDART, R. S. Educação do campo: notas para uma análise de percurso. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 7 n. 1, p. 35-64, mar./jun. 2009.

CALDART, Roseli Salete. Educação do Campo. In: CALDART, Roseli Salete; PEREIRA, Isabel Brasil; ALENTEJANO, Paulo; FRIGOTTO, Gaudêncio. Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. 2. ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. – 6. ed. – São Paulo: Atlas, 2008.

GODOY, Arilda Schmidt. Pesquisa Qualitativa: Tipos Fundamentais. - Revista de Administração de Empresas, São Paulo, V. 35, N.3, P, 20-29. - mai./jun. 1995.

MARCONI, Maria de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo : Atlas 2003.

TAFFAREL, Celi Nelza Zülke et al (orgs.). Cadernos didáticos sobre educação do campo. Salvador: EDITORA, 2010.

MOLINA, Mônica Castagna; FREITAS, Helana Célia de Abreu. Avanços e desafios na construção da educação do campo. Em Aberto. Brasília, v. 24, n. 85, p. 17-31, abr. 2011.

VEIGA, Ilma Passos da. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, Ilma Passos da (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1998.

Downloads

Publicado

2021-10-13

Como Citar

SANTOS, Ádna S. dos .; SOUZA, E. M. de .; ARAUJO, R. G. de . Educação do Campo e Políticas P´lublicas: reflexões sobre a realidade da educação para os sujeitos do campo no Município de Santana-BA. Revista de Políticas Públicas e Gestão Educacional (POLIGES), [S. l.], v. 2, n. 2, p. 112-132, 2021. DOI: 10.22481/poliges.v2i2.8619. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/poliges/article/view/8619. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos