A citação da palavra de outrem em artigos de opinião: a variação linguística em foco (La citation du discours de l’autre dans les articles d’opinion: la variation linguistique en question)

Autores

  • Rosângela Nogarini Hilário Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Araraquara (Unesp/Brasil)
  • Marina Célia Mendonça Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Araraquara (Unesp/Brasil) http://orcid.org/0000-0002-5712-2346
  • Alessandra Del Ré Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Araraquara (Unesp/Brasil) http://orcid.org/0000-0002-6740-9631

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v10i2.1184

Palavras-chave:

Polêmica, Variação linguística, Círculo de Bakhtin, Citação da palavra do outro, Artigos de opinião

Resumo

Este artigo visa analisar as relações entre língua e poder implícitas nos discursos veiculados pela mídia escrita brasileira, em seu embate com o discurso científico, a partir da polêmica sobre os exemplos de variação linguística, presentes no livro didático Por uma vida melhor. Partimos das reflexões de Bakhtin e do Círculo sobre língua(gem). O corpus é composto pelos textos do jornalista Reinaldo Azevedo, publicados no site da revista Veja, no mês de maio de 2011. Pretendemos demonstrar que a forma como a palavra de outrem é citada não é aleatória, mas indica uma adesão ou não ao discurso alheio.
PALAVRAS-CHAVE: Polêmica. Variação linguística. Círculo de Bakhtin. Citação da palavra do outro. Artigos de opinião.

RÉSUMÉ
Cet article vise à analyser les relations entre la langue et le pouvoir, implicites dans les discours véhiculés par les médias écrits brésiliens en confrontation au discours scientifique, au sujet de la controverse sur les exemples de variation linguistique qui ont été presentés dans le livre didactique Por uma vida melhor. Nous nous basons sur les réflexions de Bakhtine et du Cercle. Le corpus est composé par des textes du jornaliste Reinaldo Azevedo publiés sur le site du magazine Veja en mai 2011. Nous cherchons à démontrer que les citations ne sont pas faites de manière aléatoire. Au contraire, elles traduisent l’adhésion ou non au discours de l’autre.
MOTS-CLE: Polémique. Variation linguistique. Cercle de Bakhtine. Citation du discours de l’autre. Articles d’opinion.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosângela Nogarini Hilário, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Araraquara (Unesp/Brasil)

Rosângela Nogarini Hilário é doutoranda no programa de pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa da UNESP/ FCLAr. É pesquisadora na área de Aquisição de Linguagem e o foco de sua pesquisa é a aquisição da marca de plural pela criança brasileira e a influência da variação linguística nessa aquisição, buscando refletir sobre questões de aquisição da linguagem a partir dos estudos de Bakhtin e do Círculo.

Marina Célia Mendonça, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Araraquara (Unesp/Brasil)

Marina Célia Mendonça é doutora em Linguística pela UNICAMP (Campinas-SP), na área da Análise do Discurso. A tese defendida tem por tema o discurso da Linguística em confronto com o purismo linguístico na mídia brasileira do final do século XX. Mestre em Linguística também pela UNICAMP - a dissertação de mestrado, desenvolvida na área da Análise do Discurso, tematiza o silenciamento de sentidos em atividades didáticas de leitura. É professora e pesquisadora do Departamento de Linguística da UNESP (FCL/CAraraquara- SP), onde atua na graduação e pós-graduação na área da Análise do Discurso, com ênfase nos estudos bakhtinianos do discurso.

Alessandra Del Ré, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Araraquara (Unesp/Brasil)

Alessandra Del Ré doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo (USP), onde realizou também o mestrado em Linguística. Realizou parte de seu doutoramento na França, na Université René Descartes (Sorbonne/Paris V), e desenvolveu (2008-2009) uma pesquisa de Pós-Doutorado na Université Paris X/MoDyCo/COLAJE. Desde 2004, é docente do Departamento de Linguística da Faculdade de Ciências e Letras, UNESP. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Aquisição da Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: aquisição de língua oral, humor infantil, argumentação.

Referências

AZEVEDO, R. O “pobrismo” é um fascismo! Ou: o livro que tenta destruir a Língua Portuguesa. Com apoio do MEC! Blog Reinaldo Azevedo, 2011a. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-%E2%80%9Cpobrismo%E2%80%9D-e-um-fascismo-ou-o-livro-que-tenta-destruir-a-lingua-portuguesa/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. Livro didático faz a apologia do erro: exponho a essência da picaretagem teórica e da malvadeza dessa gente. Blog Reinaldo Azevedo, 2011b. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/livro-didatico-faz-a-apologia-do-erro-exponho-a-essencia-da-picaretagem-teorica-e-da-malvadeza-dessa-gente/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. Eles odeiam é a civilização! Blog Reinaldo Azevedo, 2011c. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/eles-odeiam-e-a-civilizacao/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. Haddad comanda o Ministério da Boçalidade Arrogante e da Delinqüência Intelectual. Blog Reinaldo Azevedo, 2011d. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/haddad-comanda-o-ministerio-da-bocalidade-e-da-delinquencia-intelectual/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. Falar errado para não ficar com fama de bicha! Blog
Reinaldo Azevedo, 2011e. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/falar-errado-para-nao-ficar-com-fama-de-bicha/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. O livro dos erros - Tio Rei desanca um lingüista importantíssimo da USP; e só não desenha porque deixou a tarefa para Picasso. Divirtam-se! Blog Reinaldo Azevedo, 2011f. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-livro-dos-erros-tio-rei-desanca-um-linguista-importantissimo-da-usp-e-so-nao-desenha-porque-deixou-a-tarefa-para-picasso-divirtam-se/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. Ontem, desanquei um acadêmico; hoje, aplaudo um outro. Blog Reinaldo Azevedo, 2011g. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/haddad-explica-por-que-prefere-o-modo-stalin-de-matar-ao-modo-hitler/> Acesso em 01 dez 2011.
AZEVEDO, R. Haddad explica por que prefere o modo Stálin de matar ao modo Hitler. Blog Reinaldo Azevedo, 2011h. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/falar-errado-para-
nao-ficar-com-fama-de-bicha/> Acesso em 01 dez 2011.
BAGNO, M. Preconceito linguístico – o que é, como se faz. São Paulo: Edições Loyola, 1999.
BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2006
BAKHTIN, M. M.; MEDVEDEV, P. N. The formal method in literary scholarship: a critical introduction to sociological poetics. Trad. A. J. Wehrle. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1991.
BAKHTIN, M. M.; VOLOSHINOV, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1992.
BAKHTIN, M. M.; VOLOSHINOV, M. Le discours dans la vie et le discours dans le poésie. Contribution à une poétique sociologique. In: TODOROV, T. (1981). Mikhaïl Bakhtine, le príncipe dialogique. Paris: Seuil. p. 181-216.
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: lingual portuguesa/ Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1998.
COELHO, P. M. C. R. O tratamento da variação linguística no livro didático de português. Dissertação (Mestrado em Linguística) -Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
FARACO, C. A. Norma-padrão brasileira: desembaraçando alguns nós. In: Linguística da Norma. BAGNO, M.; RODRIGUES, A. D. (Org.). São Paulo: Edições Loyola, 2002, p. 37-61.
FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 24a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.
MENDONÇA, M. C. A luta pelo direito de dizer a língua: a linguística e o purismo linguístico na passagem do século XX para o século XXI. In: Sínteses – Revista dos Cursos de Pós-Graduação, v. 12, 2007, p. 183-193. Disponível em: http://www.cedae.iel.unicamp.br/revista/index.php/sinteses/article/view/208 Acesso em: 05 dez 2011.
RAMOS, H. (Org.) Por uma vida melhor: Educação de Jovens e Adultos: segundo segmento do ensino fundamental, vol. 2. -1 edição– São Paulo: Global: Ação Educativa, 2009. – (Coleção Viver e Aprender)
SCHERRE, M. M. Reanálise da concordância nominal em português. Tese (doutorado). Rio de Janeiro: UFRJ, 1988.
SCHERRE, M. M. P.; NARO, A. J. Mudança sem mudança: a concordância de número no português brasileiro. In: SCRIPTA, Belo Horizonte, v. 9, n. 18, p. 107-129, 1o sem. 2006.
SCHERRE, M. M. P.; NARO, A. J. Sobre a concordância de número no português falado do Brasil. In: RUFFINO, GIOVANNI (Org.). Dialettologia, geolinguistica, sociolinguística. (Atti del XXI Congresso Internazionale di Linguistica e Filologia Romanza) Centro di Studi Filologici e Linguistici Siciliani, Universitá di Palermo. Tübingen: Max Niemeyer Verlag, 5, p. 509- 523, 1998.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

HILÁRIO, R. N.; MENDONÇA, M. C.; DEL RÉ, A. A citação da palavra de outrem em artigos de opinião: a variação linguística em foco (La citation du discours de l’autre dans les articles d’opinion: la variation linguistique en question). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 10, n. 2, p. 49-67, 2012. DOI: 10.22481/el.v10i2.1184. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1184. Acesso em: 19 set. 2021.