Em preto-e-branco e em cores: efeitos metafóricos em manchetes sobre a eleição de Barack Obama nos EUA ( In black and white and in colour: metaphorical effects in headlines on Barack Obama’s election in the U.S.A.)

Autores

  • Erislane Rodrigues Ribeiro Universidade Federal de Goiás (UFG/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v10i2.1188

Palavras-chave:

Discurso, Historia, Efeito metafórico, Manchetes, Eleições

Resumo

Neste artigo, analisamos algumas manchetes sobre as últimas eleições presidenciais nos Estados Unidos da América, procurando realçar sua vinculação ao que é do domínio da história, da memória e da ideologia. Defendemos, com base na Análise do Discurso de linha francesa (AD), a tese de que as manchetes analisadas deixam entrever, pela referência recorrente a diversas cores, o que Pêcheux (1993) denomina efeitos metafóricos. A constituição desses efeitos metafóricos se dá no interior de uma rede interdiscursiva, motivada pelo acontecimento decorrente do fato de um negro concorrer ao cargo de presidente dos EUA.
PALAVRAS-CHAVE : Discurso. Historia. Efeito metafórico. Manchetes. Eleições.

ABSTRACT
In this article, we analyze some headlines on the last presidential elections in the United States, seeking to highlight its ties to what is the domain of history, memory and ideology. We show how the Analysis of the Discourse of French line (AD) designs the language and its relation to reality, emphasizing the notion of metaphorical effect. We support the thesis that the analyzed headlines have shown, through the applicant reference to various colors, which Pêcheux (1993) called metaphorical purposes. The formation of these metaphorical effects occurs within a discourse network, motivated by the event due to the fact a black man competing for the post of U.S.
KEYWORDS: Discourse. History. Metaphorical effect. Headlines. Elections.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erislane Rodrigues Ribeiro, Universidade Federal de Goiás (UFG/Brasil)

Erislane Rodrigues Ribeiro é Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestre em Linguística pela Universidade Federal de Uberlândia e graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás. Professora adjunta da Universidade Federal de Goiás, atuando nos cursos de Letras - Português e Letras - Português e Inglês e no curso de Mestrado em Estudos da Linguagem, tem experiência na área de Linguística, com ênfase nos estudos do texto e do discurso, pesquisando principalmente os seguintes temas: leitura e produção de textos, textos e discursos midiáticos, gêneros do discurso e ensino de língua portuguesa. Orienta alunos em nível de Graduação e Pósgraduação. É líder do GPEL - Grupo de Pesquisa em Escrita e Leitura, coordenadora da Rede Goiana de Pesquisa em Leitura, Discurso e Mídia e membro do Grupo de Estudos da Linguagem: Análise, descrição e ensino.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1995.
DUCROT, Oswald; TODOROV, Tzvetan. Dicionário das ciências da linguagem. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1973.
Eô, Eô, Obama é Tricolor !!! Disponível em <http://botecofutebol.com.br/?p=472 >. Acesso em 15. dez. 2008.
FIORIN, José Luiz. A linguagem politicamente correta. Linguasagem, São Carlos, (s/d). Disponível em: <http://www.letras.ufscar.br/linguasagem/edicao01/artigos_alinguagempoliticamentecorreta.htm>. Acesso em: 20 fev. 2010.
GREGOLIN, Maria do Rosário Valencise. O acontecimento discursivo na mídia: metáfora de uma breve história do tempo. In: _____. (Org.). Discurso e mídia: a cultura do espetáculo. São Carlos: Claraluz, 2003. p. 95-105.
MATTOSO CÂMARA, Joaquim. Dicionário de lingüística e gramática. Petrópolis: Vozes, 1956.
Na Flórida, Obama critica divisão dos EUA ‘azul’ e ‘vermelho’. Disponível em: <http://www.estadao.com.br/internacional/not_int271623,0.htm>. Acesso em: 05 jan. 2009.
ORLANDI, E. P. Interpretação. Rio de Janeiro: Vozes, 1996.
PÊCHEUX, M. Análise automática do discurso. In: Gadet Françoise, Hak Tony. (Org.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas: Editora da Unicamp, 1993. p. 61-161.
PÊCHEUX, M. Discurso: Estrutura ou Acontecimento. Campinas: Pontes, 1997.
PÊCHEUX, M. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre. Papel da memória. Campinas: Pontes, 1999.
PÊCHEUX, M.; GADET, F. A língua inatingível: o discurso na história da lingüística. Campinas: Pontes, 2004.
POSSENTI, S. Análise do discurso e acontecimento: breve análise de um caso. In: NAVARRO, P. Estudos do texto e do discurso: mapeando conceitos e métodos. São Carlos: Claraluz, 2006. p. 93-108.
Preto, branco e bege. Disponível em: <http://www.estadao.com.br/suplementos/not_sup229670,0.htm>. Acesso em 20 dez. 2008.
Roxo é a cor da decisão eleitoral americana. Disponível em: <http://ultimosegundo.ig.com.br/opiniao/caio_blinder/2008/10/22/roxo_e_a_cor_da_decisao_eleitoral_americana__2059733.html>. Acesso em 15 dez. 2008.
SARGENTINI, V. M. O. Arquivo e acontecimento: a construção do corpus discursivo em Análise do discurso. In: NAVARRO, Pedro (Org.). Estudos do texto e do discurso: mapeando conceitos e métodos. São Carlos: Claraluz, 2006, p. 35-44.
TRASK, R. L. Dicionário de linguagem e lingüística. São Paulo: Contexto, 2004.
Tudo azul para Obama. Disponível em: <http://colunas.g1.com.br/aovivo/2008/01>. Acesso em: 20 dez. 2008.

Textos analisados
‘Não me prendo em preto-e-branco’. Disponível em: <http://www.afrobras.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=705&Itemid=2>. Acesso em 15 dez. 2008.
Negro e branco, brilhante e flexível, Obama revitaliza King. Disponível em: <http://blogdofavre.ig.com.br/2008/04/negro-e-branco-brilhante-e-flexivel-obama-revitaliza-king/>. Acesso em: 20 dez. 2008.
Nos EUA, é azul no vermelho. Disponível em: <http://angelodacia.blogspot.com/2008/08/nos-eua-azul-no-vermelho.html>. Acesso em: 05 jan. 2009.
O cinza de Obama. Disponível em: <http://djeh-blogdodjeh.blogspot.com/2008/03/o-cinza-de-obama.html>. Acesso em: 20 dez. 2008.
O time verde de Obama. Disponível em: <http://blog.estadao.com.br/blog/vialli/?title=o_time_verde_de_obama&more=1&c=1&tb=1&pb=1>. Acesso em: 22 dez. 2008.
Obama ‘verde’. Disponível em: < http://pib.socioambiental.org/en/noticias?id=63352> Acesso em: 20 dez. 2008.
Obama verde-amarelo. Disponível em: <http://www.spfw.com.br/noticia_det.php?c=2902> Acesso em: 20 dez. 2008.
Obama, o vermelho? Disponível em: <http://opiniaoenoticia.com.br/interna.php?id=18906>. Acesso em: 15 dez. 2008.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

RIBEIRO, E. R. Em preto-e-branco e em cores: efeitos metafóricos em manchetes sobre a eleição de Barack Obama nos EUA ( In black and white and in colour: metaphorical effects in headlines on Barack Obama’s election in the U.S.A.). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 10, n. 2, p. 107-124, 2012. DOI: 10.22481/el.v10i2.1188. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1188. Acesso em: 19 set. 2021.