Sobre corpos, intensidades e subjetivações contemporâneas (On bodies, intensities and contemporary subjectivations)

Autores

  • Carlos Augusto Peixoto Junior Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v11i1.1222

Palavras-chave:

Corpo, Intensidade, Subjetivação, Contemporaneidade

Resumo

O presente artigo pretende levantar alguns subsídios teóricos que possibilitem fundamentar uma concepção de corpo intensivo, ou seja, uma abordagem do universo corporal enquanto uma espécie de metafenômeno, privilegiando autores que construíram os seus pensamentos à luz da primazia da intensidade sobre a representação e da relevância maior da diferença sobre as identidades. Esta dimensão da corporeidade comparece em obras tais como as de Gilles Deleuze e Félix Guattari, com o conceito de corpo sem órgãos, e no pensamento de José Gil, na noção de corpo paradoxal. Pretende-se ainda construir breves articulações entre estas concepções e algumas ideias propostas por Didier Anzieu e Daniel Stern no campo da psicanálise.
PALAVRAS-CHAVE: Corpo. Intensidade. Subjetivação. Contemporaneidade.

ABSTRACT
This article intends to raise some theoretical subsidies to ground a conception of an intensive body, that is, an approach of the bodily universe as a metaphenomenon, favoring authors who built their thoughts from the primacy of intensity over representation and from the greater relevance of difference over identities. This dimension of corporeity appears in works such as those of Gilles Deleuze and Félix Guattari, with the concept of body without organs, and in the thought of José Gil through the notion of paradoxical body. It also intends to build brief articulations between these conceptions and some of the ideas proposed by Didier Anzieu and Daniel Stern in the field of psychoanalysis.
KEYWORDS: Body. Intensity. Subjectivation. Contemporaneity.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Augusto Peixoto Junior, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO/Brasil)

Carlos Augusto Peixoto Junior é psicanalista; doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ; professor do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio.

Referências

ANDRIEU, B. (Org.). Le dictionaire du corps. Paris: CNRS Éditions, 2006.
ANZIEU, D. O eu-pele. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1988.
ARTAUD, A. Pour em finir avec le le jugement de Dieu. In: Oeuvres Complètes. Paris: Gallimard, 2004. p. 70-104. Edição original: 1948.
BUENO, M. L.; CASTRO, A. L. (Org.). Corpo, território da cultura. São Paulo: Editora Anablume, 2005.
DELEUZE, G. Espinosa: filosofia prática. São Paulo: Editora Escuta, 2002.
DELEUZE, G.; Guattari, F. O anti-édipo. Rio de Janeiro: Editora Imago, 1976.
DELEUZE, G.; Guattari, F. Mil Platôs. v. 3. São Paulo: Editora 34, 1996.
DELEUZE, G.; Guattari, F. Mil Platôs vol. 4. São Paulo: Editora 34, 1997.
ESPINOSA, B. Ética. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2009. Edição original: 2009.
GIL, J. Metamorfoses do corpo. Lisboa: Relógio D’água Editores, 1997.
GIL, J. Abrir o corpo. In: FONSECA, T. M. G.; ENGELMAN, S. (Org.). Corpo, arte e clínica. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2004.
GREINER, C. O corpo: pistas para estudos indisciplinares. São Paulo: Editora Anablume, 2005.
LE BRETON, D. Antropologia do corpo e modernidade. Petrópolis:
Editora Vozes, 2011.
ROLNIK, S. Cartografias sentimentais. Porto Alegre: UFRGS Editora, 2006.
SANT’ANNA, D. B. (Org.) Políticas do corpo. São Paulo: Estação Liberdade, 1995.
SANT’ANNA, D. B. Corpos de passagem. São Paulo: Estação Liberdade, 2001.
STERN, D. The interpersonal world of the infant. New York: Basic Books Publishers, 1985.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

PEIXOTO JUNIOR, C. A. Sobre corpos, intensidades e subjetivações contemporâneas (On bodies, intensities and contemporary subjectivations). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 11, n. 1, p. 215-227, 2013. DOI: 10.22481/el.v11i1.1222. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1222. Acesso em: 27 nov. 2021.