Formações Lexicais por Analogia: explicação diacrônica para os nomes populares de estádios de futebol no Brasil (Word formation by analogy: diachronic explanations for nicknames applied to Brazilian football soccer stadiums)

Autores

  • Pedro Perini-Santos Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM/Brasil) http://orcid.org/0000-0003-4286-9858
  • Thiago Dornas Silva Pontíficia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v11i2.5482

Palavras-chave:

Morfologia, Analogia, Estádios de Futebol, Apelidos, Mineirão

Resumo

Este artigo apresenta uma proposta analógica para explicar o alto índice de uso de nomes populares com o final [–ão] associados aos estádios de futebol no Brasil: 55,5% dos apelidos de estádios de futebol terminam em [–ão]. O que se sustenta é que a inauguração do estádio hoje apelidado “Mineirão” gerou um efeito analógico para o uso desta marcação mórfica com a finalidade específica de apelidar estádios de futebol no vernáculo nacional. Mesmo reconhecendo que haja imprecisões em seu argumento empírico, sustenta-se que a explicação por analogia é mais adequada do que a suposição da existência de regras de formação de palavras autônomas.
PALAVRAS-CHAVE: morfologia, analogia, estádios de futebol, apelidos, “Mineirão”.

ABSTRACT
This paper proposes an analogy in order to explain the high rate of use the of the morpheme [–ão] in nicknames given to Brazilian stadiums: 55.5% of them end with this mark [–ão]. What we propose is that the inauguration of the stadium nowadays called "Mineirão" started the use of the morphological informationwith the specific purpose of dubbing football stadiums in the national vernacular. Even if we consider that there are some inaccuracies in its empirical argument, we still argue that the explanation by analogy is more appropriate than the assumption of the existence of autonomous word formation rules.
KEYWORDS: morphology, analogy, football soccer stadiums, nicknames, “Mineirão”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Perini-Santos, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM/Brasil)

Pedro Perini-Santos é doutor em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais, com estágio de pesquisa (visiting scholar) na University of California, at Davis (2007). É professor Adjunto I do Departamento de Letras da UFVJM. É pesquisador dos grupos Incógnito (UFMG/CNPq), NECODI (UFMG/CNPq), e Líder do grupo GELVI (FAPEMIG/CNPq). Tem experiência na Linguística com ênfase em descrição e teoria linguísticas, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria linguística, gramática, morfologia, cognição e linguística de corpus infantil.

Thiago Dornas Silva, Pontíficia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas/Brasil)

Thiago Dornas Silva é graduado em Letras pela PUC-Minas; professor da rede municipal de ensino no município de Sarzedo. Participa do grupo de pesquisa GELVI (FAPEMIG/CNPq), atuando na linha de pesquisa Estudos das Inter-relações entre Linguagem, Cognição e Cultura.

Referências

BASÍLIO, Margarida. O princípio da analogia na constituição do léxico: regras são clichês lexicais. Veredas, v.1, n.1, p. 9-21, 1997.
BOOIJ, Geert. The Grammar of Words –an introduction to linguistic morphology. Oxford: Oxford University Press, 2005
BYBEE, Joan; HOPPER, Paul. Frequency and the Emergence of Linguistic Structrure. Amsterdam: John Benjamins Publishing Company, 2001.
Confederação Brasileira de Futebol. Disponível em: http://www2.cbf.com.br/cnef/cnef.pdf. Acessado em julho de 2009.
CHOMSKY, Noam. HALLE, Morris. The Sound Pattern in English. Massachutts: MIT Press, 1968.
CHOMSKY, Noam. Remarks on Nominalization. In: JACOBS, Roderick; ROSENBAUM, Peter (Org.) Readings in English Transformational Grammar. Waltham: Ginn & Co., 1970.
JOSEPH, Brian. Diachronic Morphology. In: SPENCER, Andrew; ZWICKY, Arnold (eds.). The Handbook of Morphology. Oxford/Malden: Blackwell, 2001.
MCWHORTER, John. What Language is (and what it isn’t and what it could be). New York: Gotham Books, 2011.
PERINI-SANTOS, Pedro; MELLO, Heliana. Inovações na Morfologia do Português Brasileiro: tendências para a ampliação do léxico por gramaticalização, lexicalização e analogia. Domínios de Linguagem, v. 5, n. 2, p. 1-23, 2011.
RÉCANATI, François. Pragmatic enrichment. Disponível em: http://jeannicod.ccsd.cnrs.fr/docs/00/50/39/59/PDF/Pragmatic_enrichmentFINAL.pdf. Acessado em janeiro de 2012.
SAID ALI, Manuel. Dificuldades da Língua Portuguesa. Brasília: UnB, 2000. Edição original: 1921.
SPENCER, Andrew; ZWICKY, Arnold (eds.). The Handbook of Morphology. Oxford/Malden: Blackwell, 2001.

Downloads

Publicado

2013-12-30

Como Citar

PERINI-SANTOS, P.; SILVA, T. D. Formações Lexicais por Analogia: explicação diacrônica para os nomes populares de estádios de futebol no Brasil (Word formation by analogy: diachronic explanations for nicknames applied to Brazilian football soccer stadiums). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 11, n. 2, p. 23-42, 2013. DOI: 10.22481/el.v11i2.5482. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/5482. Acesso em: 27 set. 2021.