Existências lesbianas: por um aporte epistemológico lesbiano preto

  • Jaqueline Gil B. Barreto

Resumo

No contexto do heteropatriarcado, a heteronormatividade está presente. As demais orientações sexuais são consideradas inferiores. Diante disso, pergunta-se: uma mulher negra lesbiana, por não se encaixar nessa heteronorma, pode ser impactada negativamente no que diz respeito à vivência e expressão da sua sexualidade? De que maneira o feminismo negro interseccional pode contribuir para o debate sobres as lesbianidades de mulheres negras? Nessa discussão, uma mulher lesbiana branca pode falar pelas mulheres lesbianas negras? Com base em uma revisão de literatura acerca das epistemologias que tratam do feminismo lesbiano negro interseccional e das lesbianidades de mulheres negras inseridas no contexto do heteropatriarcado, o objetivo do presente artigo teórico é apresentar uma reflexão acerca dessa questão. Nesse sentido, pretende-se contribuir para a construção de um aporte epistemológico lesbiano negro que venha a desestabilizar uma epistemologia ainda predominantemente branca e heteronormativa, em que há um silenciamento histórico sobre a sexualidade da mulher lesbiana negra.

Publicado
2019-12-04
Como Citar
BARRETO, Jaqueline Gil B.. Existências lesbianas: por um aporte epistemológico lesbiano preto. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, [S.l.], p. p. 208-218, dez. 2019. ISSN 2358-1212. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/ccsa/article/view/5894>. Acesso em: 08 abr. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/ccsa.v16i28.5894.
Seção
Dossiê