Les stéréotypes, c’est bien. Les imaginaires, c’est mieux

Autores

  • Gisella Meneguelli Sousa Universidade Federal Fluminense (UFF/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v12i2.1271

Palavras-chave:

Linguística, Análise do Discurso

Resumo

Patrick Charaudeau é um dos importantes especialistas contemporâneos da análise do discurso. Professor Emérito da Universidade Paris XIII, onde lecionou Ciências da Linguagem, é pesquisador no Laboratoire de Communication Politique do Centro Nacional de Pesquisas Científicas e no Instituto Nacional de Audiovisual da França. O professor é fundador da Teoria Semiolinguística de Análise do Discurso, além de diretor e fundador do CAD (Centre D´Analyse du Discours) da Universidade Paris XIII. Os estudos do prof. Patrick Charaudeau consistem na análise de discursos midiáticos, propagandistas, dentre outros gêneros de discursos sociais. Nesse texto, Charaudeau esclarece conceitos importantes para o analista, tais como: estereótipos, real e realidade, representações sociais, imaginários sociodiscursivos, a fim de promover a compreensão dos discursos que promovem a coesão dos grupos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisella Meneguelli Sousa, Universidade Federal Fluminense (UFF/Brasil)

Gisella Meneguelli de Souza é doutoranda em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Mestra em Linguística pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Especlalista em Ensino de Língua Portuguesa pela UFJF e licenciada em Letras por este instituição.

Referências

CHARAUDEAU, Patrick. Les stéréotypes, c’est bien. Les imaginaires, c’est mieux. In: BOYER, Henri (Dir.). Stéréotypage, stéréotypes: fonctionnements ordinaires et mises en scène. L’Harmattan: Paris, 2007.

Downloads

Publicado

2014-06-01

Como Citar

SOUSA, G. M. Les stéréotypes, c’est bien. Les imaginaires, c’est mieux. Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 12, n. 2, p. 355-358, 2014. DOI: 10.22481/el.v12i2.1271. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1271. Acesso em: 28 set. 2021.