Análises sobre o discurso do politicamente correto: inquietações e provocações (Analyses sur le discours du politiquement correct: inquiétations et provocations)

Autores

  • Thiago Alves França Universidade do Estado da Bahia (Uneb/Brasil)
  • Evandra Grigoletto Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe/Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.22481/el.v14i2.1315

Palavras-chave:

Análise de Discurso, Politicamente correto, Discurso do Politicamente Correto, Homossexualismo, Homossexualidade

Resumo

A partir da Análise de Discurso com filiação em Michel Pêcheux, refletimos sobre o Politicamente Correto (PC), tomando como corpus um vídeo disponível no “Youtube” e alguns comentários associados a ele. Essas formulações entendem ser equivocado dizer “homossexualismo”, advogando a preferência pela palavra “homossexualidade”. Entendemos que o corpus materializa o Discurso do Politicamente Correto e, acerca dele, apontamos alguns “esquecimentos” sem os quais esse discurso não poderia ser formulado/defendido. Em nossa reflexão, pudemos tanto mostrar a pertinência de algumas teses da AD, quanto a necessidade de se olhar com mais atenção para o PC, inclusive para repensar o nosso modo de fazer análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Alves França, Universidade do Estado da Bahia (Uneb/Brasil)

Thiago Alves França é doutorando em Letras (Linguística) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), docente da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), e integrante do Núcleo de Estudos em Práticas de Linguagem (NEPLEV). Seus trabalhos tomam a Análise de Discurso pecheutiana como referencial teórico. Atualmente, interessa-se pelo tema “Discurso(s) de ódio”.

Evandra Grigoletto, Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe/Brasil)

Evandra Grigoletto é doutora em Letras pela UFRGS (2005), docente e pesquisadora na Universidade Federal de Pernambuco. Líder do Núcleo de Estudos em Práticas de Linguagem (NEPLEV). Suas pesquisas têm como referencial teórico a Análise do Discurso de linha pecheutiana, tendo atuado sobretudo nos seguintes temas: discursividades do espaço virtual, memória, sujeito e identificação.

Referências

BORGES, L. C. A busca do inencontrável: uma missão politicamente (in)correta. Cad. Est. Ling., Campinas, n. 31, p. 109-125, jul/dez. 1996.
BRUGGER, W. Proibição ou proteção do discurso do ódio? Algumas observações sobre o direito alemão e o americano. Direito Público, Brasília, v. 15, n. 117, p. 117-136, jan/mar. 2007.
CABRERA, M. R. D. A questão do politicamente correto em temáticas relativas à homossexualidade e seus reflexos na representação da informação. 113 p. Dissertação [Mestrado em Ciência da Informação]. Universidade Estadual Paulista, Marília, 2012.
COURTINE, J.J. Análise do discurso político: o discurso comunista endereçado aos cristãos. São Carlos: EdUFSCAR, 2009. Edição original: 1981.
LUNA, N. M. P. de A. F.; SANTOS, G. F. Liberdade de expressão e discurso de ódio no Brasil. Revista Direito e Liberdade. v. 16, n. 3, p. 227-255, set/dez. 2014.
PÊCHEUX, M. Metáfora e interdiscurso. In: ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de Discurso. Campinas: Pontes, 2012. p. 151-161. Edição original: 1984.
______. O Discurso: estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 2008. Edição original: 1983a
______. Papel da Memória. In: ACHARD, Pierre et al. Papel da Memória. Campinas: Pontes, 1999. p. 49-57. Edição original: 1983b.
______. Ler o arquivo hoje. In. ORLANDI, E. P. (Org.). Gestos de leitura. Campinas: Editora Unicamp, 2010. p. 49-59. Edição original: 1982.
______. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. São Paulo: Editora da Unicamp, 2009. Edição original: 1975.
______; FUCHS, Catherine. A propósito da análise automática do discurso: atualização e perspectivas. In: GADET, Françoise; HAK, Tony. (Orgs.) Por uma análise automática do discurso. 4. Ed. Campinas-SP: Editora da Unicamp, 2010. p. 159-249. Edição original: 1975.
______. Análise automática do Discurso (AAD 69). In: GADET, F.; HAK,T. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Pêcheux. Campinas: Editora da Unicamp, 2010, p. 59-158. Edição original: 1969.
QUEIROZ, A. C. Politicamente correto e direitos humanos: pesquisa e texto. Brasília, Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2004.
POSSENTI, S. A linguagem politicamente correta e a análise do discurso. In: ______. Os limites do discurso. Curitiba: Criar edições, 2004, p. 37-59.
RAJAGOPALAN, K. Sobre o porquê de tanto ódio contra a linguagem “politicamente correta”. In: LOPES DA SILVA, F. L; MOURA, H. M. M. (Org.). O Direito à Fala: a questão do preconceito Linguístico. Florianópolis: Ed. Insular, 2000. p. 93 - 102. Disponível em: <xa.yimg.com/kq/groups/17805790/1541035427/name/Politicamente+Correto.pdf>. Acesso em 15 fev. 2015
RUSSO, J.; VENÂNCIO, A. T. A. Classificando as pessoas e suas perturbações: a “revolução terminológica” do DSM III. A. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, ano IX, n. 3. Set. 2006. Disponível em:<http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=233017487007 >. Acesso em 31 mar. 2015.
SEMPRINI, A. O “politicamente correto”. In: Multiculturalismo. Bauru: EDUSC, 1999. p. 61-80.
STO, J. M. Díaz. Una aproximación al concepto de discurso del odio. Revista Derecho de Estado, n. 34, p. 77-101, enero/junio, 2015.
YOUTOUBE. Fernanda Brum: homossexualismo. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=pucqgDWsJ6s>

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

FRANÇA, T. A.; GRIGOLETTO, E. Análises sobre o discurso do politicamente correto: inquietações e provocações (Analyses sur le discours du politiquement correct: inquiétations et provocations). Estudos da Língua(gem), [S. l.], v. 14, n. 2, p. 77-96, 2016. DOI: 10.22481/el.v14i2.1315. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1315. Acesso em: 17 set. 2021.