Sentimentos manifestados por mulheres com HIV - impossibilidade clínica de amamentar

Autores

  • Michelle Larissa Andrade Sousa Departamento de Saúde - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Palavras-chave:

amamentação, impossibilidade clínica, sentimentos

Resumo

Na prática clínica são restritas as condições que contra-indicam definitivamente o aleitamento materno. Nesta perspectiva, o presente estudo aborda os objetivos: conhecer os sentimentos manifestados por mulheres com HIV impossibilitadas clinicamente de amamentar; descrever a importância do contato mãe e filho na amamentação, assim como relatar as alternativas encontradas pelas mães para compensar a privação desta prática. Trata-se de uma pesquisa descritiva exploratória de natureza qualitativa. Teve como informantes 10 mulheres que já apresentaram algum tipo de impossibilidade de amamentar ao seio. O instrumento de coleta de dados foi o formulário. A análise dos dados foi submetida a técnica de Análise de Conteúdo de Bardin, de onde emergiram as categorias e as subcategorias: Sentimentos (tristeza, impotência, pena, desespero, culpa); Importância da amamentação (prevenção de doenças e troca de carinho) e por fim, Estratégia para compensar a privação de amamentar (oferecimento de mais carinho e atenção). Essa realidade serve como incentivo à reflexão por parte dos profissionais de saúde para que vejam essas mulheres de forma holística e singular e a essas crianças como seres indefesos que exigem maior carinho e atenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-05-03

Como Citar

Andrade Sousa, M. L. (2009). Sentimentos manifestados por mulheres com HIV - impossibilidade clínica de amamentar. Revista Saúde.Com, 5(1), 50-61. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/144

Edição

Seção

Artigos originais