Situação do câncer bucal no estado da Bahia: estimativas e perspectivas de ação

Autores

  • Suélem Maria Santana Pinheiro Departamento de Saúde - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Palavras-chave:

câncer bucal, incidência, ações coletivas

Resumo

O Câncer representa um desafio para a Saúde Pública brasileira, pela historicidade do crescimento no número de casos. Estudos mostram que esta patologia foi responsável por 12% do total de causa mortis no mundo, alcançando seis milhões de mortes por ano. O objetivo deste trabalho foi comparar as estimativas de incidência do câncer bucal para o Brasil e Bahia nos biênios 2006/2007 e 2008/2009, a fim de elucidar a evolução desta patologia neste período e, ao mesmo tempo, traçar perspectivas de ação com vistas ao controle da mesma. Para isto, buscou-se nos registros do Instituto Nacional do Câncer (INCA) as estimativas de incidência do câncer bucal para o Brasil e o estado da Bahia entre este intervalo de anos, observando a segregação para a variável sexo. Desta forma, foi possível estabelecer comparações entre as mesmas. Foi observado, no Brasil, um crescimento da taxa bruta, calculada com base em 100.000 indivíduos, de 3,58 em 2006/2007 para 3,8 em 2008/2009 entre o sexo feminino e de 10,91 para 11,00 entre o sexo masculino. Na Bahia, a taxa bruta sofreu um crescimento de 2,86 para 3,25 entre as mulheres e de 7,15 para 7,28 entre os homens. No entanto, especificamente para Salvador notou-se uma redução da estimativa de incidência, uma vez que a taxa bruta passou de 16,00 para 14,20 entre os homens e de 5,72 para 5,21 entre as mulheres. As ações educativas envolvendo profissionais como médicos, cirurgiões-dentistas, enfermeiros, agentes de saúde, campanhas pela mídia possibilitam o diagnóstico precoce e adoção de medidas de prevenção, e, consequentemente aumento da sobrevida e qualidade de vida da população acometida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-04-30

Como Citar

Santana Pinheiro, S. M. (2009). Situação do câncer bucal no estado da Bahia: estimativas e perspectivas de ação. Revista Saúde.Com, 5(1), 62-71. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/146

Edição

Seção

Artigos de revisão