Osteonecrose em maxilares induzida por bisfosfonatos: farmacologia e condutas clínicas

Autores

  • Candice Belchior Duplat Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Palavras-chave:

Doenças Ósseas, Osteonecrose, Osteonecrose da Arcada Ósseo-Dentária Associada a Bisfosfonatos

Resumo

Osteonecrose de maxilares é uma condição consequente de uma grande variedade de fatores locais e sistêmicos que comprometem o fluxo sangüineo ósseo. Bisfosfonatos são uma classe de compósitos largamente usada para o tratamento de desordens do metabolismo ósseo, incluindo metástase óssea e osteoporose. A osteonecrose dos maxilares induzida por bisfosfonatos é uma nova complicação, publicada pela primeira vez em 2003, que pode ser definida como um desenvolvimento inesperado de necrose na cavidade oral de pacientes que receberam bisfosfonato sem antecedentes de radioterapia de cabeça e pescoço. Radiograficamente observa-se zonas de radiolucência ou osso esclerótico e, em alguns casos, há atraso ou ausência de remodelamento ósseo após extração, com persistência da cavidade alveolar. O tratamento varia de acordo com o estágio da condição, indo desde a administração de clorexidina a 0,12% e antibióticos até a utilização de laser, câmara hiperbárica, debridamento cirúrgico ou ressecção. É importante promover maior comunicação entre médicos e dentistas para garantir atenção odontológica durante a terapia com bisfosfonatos, corrigindo condições patológicas, estabilizando a saúde bucal e prevenindo complicações, como a osteonecrose induzida por esta medicação.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-08-10

Como Citar

Duplat, C. B. (2012). Osteonecrose em maxilares induzida por bisfosfonatos: farmacologia e condutas clínicas. Revista Saúde.Com, 8(2), 69-78. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/223

Edição

Seção

Artigos de revisão