Perfil dos neonatos com desconforto respiratório internados em um hospital público do interior da Bahia

Autores

  • Venício Almeida Barbosa Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Palavras-chave:

perfil epidemiológico, pacientes internados, neonato

Resumo

O presente estudo teve como objetivo traçar o perfil dos neonatos com desconforto respiratório, avaliando procedência geográfica, sexo, perfil materno gestacional e obstétrico. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo com delineamento transversal e abordagem quantitativa. A coleta de dados foi realizada através da investigação em prontuários médicos e por meio de uma entrevista com as genitoras. Resultados: A população foi composta 72 indivíduos com 37 do sexo feminino, e 45 provenientes de outras cidades. Quanto ao perfil materno gestacional: 58,3% situavam-se entre 20 a 34 anos; 52,8% eram multíparas, 44,4% possuíam renda familiar menor que um salário mínimo, mesmo valor encontrado para os que estudaram entre a 5ª e 8ª série do ensino fundamental, 90,3% teve gravidez única, 20,9% tinham fatores de risco associados e 76,6% realizaram menos que sete consultas pré-natais. Quanto ao perfil obstétrico: 55,6% tiveram parto cesário, 58,3% eram pré-termo, 43,1% de baixo peso, 35% tiveram alguma intercorrência durante o parto e 36,1% alguma alteração em outro sistema. Conclusão: Conclui-se que a maioria da população em estudo possui algumas características que compõem uma gravidez de risco e neonatos do sexo feminino, nascidos de cesariana, prematuros e de baixo peso nascer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-16

Como Citar

Barbosa, V. A. (2012). Perfil dos neonatos com desconforto respiratório internados em um hospital público do interior da Bahia. Revista Saúde.Com, 9(1), 24-32. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/228

Edição

Seção

Artigos originais