Epidemiologia e fatores de risco da infecção do vírus HTLV em gestantes

Autores

  • Adriella Silva Oliveira Faculdade Anísio Teixeira

Palavras-chave:

HTLV, gestantes, transmissão, fatores de risco

Resumo

Este estudo objetivou realizar uma revisão integrativa sobre a epidemiologia e os principais fatores de risco da infecção pelo Vírus Linfotrópico para Células T humanas (HTLV) em gestantes a partir da produção científica brasileira. Os artigos foram extraídos das bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Medical Literature Analysis and Retrieval System on-line (Medline) e Scientific Electronic Library Online (SCIELO), sendo selecionados nove artigos publicados entre os anos de 2000 a 2012. Após análise dos estudos observouse que o Brasil possui prevalência significativa do HTLV em gestantes, demonstrando a necessidade de atenção adequada para este indicador. Alguns fatores de risco apontados nos estudos analisados foram: baixa escolaridade, critério raça/cor (gestantes infectadas eram em sua maioria negras, pardas ou indígenas), transmissão vertical, transmissão sexual, múltiplas gestações e atividade sexual precoce. Portanto, se faz relevante o rastreio sorológico para evitar infecções congênitas, como também a introdução de novos estudos que avaliem a infecção no Brasil. Assim, torna-se evidente a necessidade de planejamento e implementação de ações de prevenção e controle do HTLV durante o pré-natal para a estruturação de medidas que minimizem o surgimento de novas infecções em gestantes e crianças devido a transmissão vertical, principal via de transmissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-05-20

Como Citar

Oliveira, A. S. (2014). Epidemiologia e fatores de risco da infecção do vírus HTLV em gestantes. Revista Saúde.Com, 10(2), 184-195. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/299

Edição

Seção

Artigos originais