Percepção de mães sobre o desenvolvimento motor de seus filhos com paralisia cerebral

Autores

  • Thamires Guedes Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Palavras-chave:

Paralisia Cerebral, Mães, Fisioterapia

Resumo

Objetivos: Conhecer a percepção das mães de crianças com Paralisia Cerebral (PC) sobre o desenvolvimento motor dos seus filhos, além de compreender o conhecimento das mães sobre a PC e identificar os sinais observados pelas mães em relação à evolução do desenvolvimento motor a partir do tratamento fisioterapêutico contínuo. Métodos: participaram do estudo 10 mães de crianças com PC que estavam realizando tratamento fisioterapêutico na Clínica Escola de Fisioterapia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB; a coleta de dados foi através de uma entrevista semiestruturada, sendo a primeira parte um questionário sociodemográfico e a segunda parte questões específicas acerca do tema. Os resultados foram analisados a partir da Análise de Conteúdo de Bardin. Resultados: Através dos resultados emergiram quatro categorias: desenvolvimento motor; a patologia, suas causas e consequências; suporte dos profissionais de saúde; o progresso motor concomitante ao tratamento fisioterapêutico. Conclusão: Pelos dados obtidos foi percebido a falta de conhecimento das mães sobre a patologia que atinge seus filhos. Também foi observado que a fisioterapia tem grande importância no desenvolvimento dessas crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-03-17

Como Citar

Santos, T. G. (2015). Percepção de mães sobre o desenvolvimento motor de seus filhos com paralisia cerebral. Revista Saúde.Com, 11(1), 29-38. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/341

Edição

Seção

Artigos originais