HUMANIZAÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: UM OLHAR SOBRE O TRABALHADOR DA SAÚDE

Autores

  • Moabe Lemos Menezes Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Luis Rogério Cosme Silva Santos Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Palavras-chave:

Humanização da Assistência, Atenção Primária à Saúde, Condições de Trabalho, Gestão em Saúde

Resumo

O presente estudo tem como objetivo conhecer os principais fatores relacionados aos processos de trabalho que interferem na efetivação da política de humanização na atenção primária a saúde no Brasil. No aspecto metodológico trata-se de uma Revisão Sistemática. A coleta de dados baseou-se na seleção de artigos com pesquisas realizadas na Biblioteca Virtual em Saúde. Constatou-se nos estudos selecionados a identificação de fatores importantes que interferem na efetivação da Política Nacional de Humanização, tais como: concepção de humanização, formação profissional, condições de trabalho e gestão em saúde na atenção primária. Conclui-se que os principais fatores interferentes na efetivação desta política foram as condições de trabalho e os inadequados modos de gestão em saúde. 

DOI: http://dx.doi.org/10.22481/rsc.v13i1.384

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-09

Como Citar

Menezes, M. L., & Cosme Silva Santos, L. R. (2017). HUMANIZAÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: UM OLHAR SOBRE O TRABALHADOR DA SAÚDE. Revista Saúde.Com, 13(1), 786-796. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/453

Edição

Seção

Artigos de revisão