TRATAMENTO DE ESGOTO DOMÉSTICO A PARTIR DO SISTEMA LEITO DE RAÍZES: EXPERIÊNCIA EM UMA PEQUENA COMUNIDADE RURAL DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO.

  • Fabrício Oliveira Dias UEFS
  • Jémison Mattos dos Santos UEFS
  • Suilian Sampaio de Jesus UEFS

Resumo

O presente artigo aborda de forma sucinta a necessidade do manejo racional dos recursos hídricos e manejo ecológico da água no Semiárido Brasileiro, a partir da experiência de uma atividade extensionista na Escola Família Agrícola de Colônia, Itaetê-BA (EFACI), com o objetivo principal de realizar a instalação e operação de uma unidade experimental de tratamento de efluentes domésticos, por meio da técnica leito de raízes. Nesta etapa da pesquisa procedeu-se metodologicamente a execução de oficinas de capacitação com enfoque no planejamento ambiental participativo, manejo da água e do solo, bem como o tratamento de águas servidas, trabalhos de campo, com intuito de apresentar/compartilhar conteúdos técnicos e proporcionar a integração destes conhecimentos científicos com os saberes tradicionais da comunidade.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Geografia; Professor do Departamento de Ciências Humanas e Filosofia-UEFS - Feira de Santana-Bahia-Brasil. Coordenador/Pesquisador do Projeto de Extensão Água da Vida. E-mail: jemisons@uefs.br

##submission.authorWithAffiliation##

Bacharelanda em Geografia; Bolsista PROEX-UEFS-Feira de Santana-Bahia-Brasil. e-mail: ssj.uefs@gmail.com

Referências

ANA. Agência Nacional de Águas. Disponível em: http://www 2.ana .gov .br /Páginas/imprenas/ not icia.aspx?idnoticia=12525. Acessso em 20 de fevereiro de 2017.
COSTA FILHO, A. G. Aplicação de sistemas alternativos para o tratamento de esgoto em áreas de mananciais em Santo André – Wetland. Disponível em: . Acesso em: 25 ago. 2004.
DUARTE, Renato. Dois modelos para a convivência do produtor rural com o ambiente do semi-árido nordestino.TPD n. 109, Recife. Fundação Joaquim Nabuco, Março, 2001. Disponível em: https://fundaj.emnuvens.com.br/TPD/article/view/924/645. Acesso em 20 de fevereiro de 2017.
ESTEVES, F. A. Fundamentos de Limnologia. 2 ed. Rio de Janeiro: Interciência/FINEP, 1998. 602p.
INSTITUTO TRATA BRASIL. Ranking-do-saneamento, 2016. Disponível em: http://www.tratabrasil.org.br/component/estudos/itb/ranking-do-saneamento-2016. Acesso em 10 de maio de 2017.
KAICK, T. S. V. PAROLIN, M. CRISPIM, J. Q. Tratamento de esgoto por zona de raízes: análise e eficiência. Revista GEOMAE - Geografia, Meio Ambiente e Ensino. Vol. 03, Nº 01, Campo Mourao, Felicam 2012.
KAICK, T. S. V. Estação de tratamento de esgoto por meio de zona de raízes: uma proposta de tecnologia apropriada para saneamento básico no litoral do Paraná. 2002. 128 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2002.
LIMA, Rodrigo Fidelis de Souza. Potencialidades dos wetlands construídos empregados no pós-tratamento de esgotos: experiências brasileiras. Dissertação (Mestrado em engenharia ambiental) Florianopolis, UFSC, 2016.
MEDEIROS, S de Souza (et. al). Esgotamento Sanitário Panorama para o Semiárido Brasileiro. Campina Grande: INSA, 2014. 63p. Disponível em: https://portal.insa.gov.br/acervo-livros/187-esgotamento-sanitario-panorama-para-o-semiarido-brasileiro. Acesso em 20 de fevereiro de 2017.
OLIJNYK, Débora Parcias (et. al). Sistemas de tratamento de esgoto por zona de raízes: análise comparativa de sistemas instalados no Estado de Santa Catarina. Anais: 24º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. 2007. Belo Horizonte. Anais... Rio de Janeiro: ABES, 2007. 1 CD-ROM.
QADIR .M & SATO, T. Water reuse in arid zones. Urban water Reuse Handbook, pp. 867-874, 2016.
SALATI, Eneas; SALATI FILHO, Eneas; SALATI, Eneida. Utilização de sistemas de wetlands construídas para tratamento de águas. Piracicaba: Instituto Terramax 2009.
JESUS, Suílian Sampaio; SANTOS, Jémison Mattos dos; MATOS, Ângela Carine Felix de Oliveira. A experiência do monitoramento hidroclimático em um projeto de extensão com a escola família agrícola e o assentamento do baixão, itaetê-ba. Geopauta, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 27-37, ago. 2018. ISSN 2594-5033. Disponível em: . Acesso em: 18 set. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/rg.v2i2.4025.
TRIVERDY, R. K. “Low cost and energy saving technologies for water and wastewater treatment”, Journal of Industrial Pollution Control, 23 (2), pp. 403-411, 2007.
VON SPERLING, Marcos. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. 3.ed. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental; Universidade Federal de Minas Gerais; 1996. p. 15 - 48.
Publicado
2018-12-28
Como Citar
DIAS, Fabrício Oliveira; SANTOS, Jémison Mattos dos; JESUS, Suilian Sampaio de. TRATAMENTO DE ESGOTO DOMÉSTICO A PARTIR DO SISTEMA LEITO DE RAÍZES: EXPERIÊNCIA EM UMA PEQUENA COMUNIDADE RURAL DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO.. Geopauta, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 24-34, dez. 2018. ISSN 2594-5033. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/4392>. Acesso em: 22 jan. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/rg.v2i3.4392.
Seção
Artigos