TRATAMENTO CLÍNICO EM UM SERVIÇO PÚBLICO DA BAHIA- UMA PERCEPÇÃO DO ENFERMEIRO.

  • Ludymille Cardoso Moreira
  • Olguimar Pereira Ivo

Resumo

O presente estudo justifica-se pela necessidade de compreender a “fama” que os serviços de saúde do SUS têm, de serem prestadores de serviços insatisfatórios, ou com quebra da qualidade assistencial. Dessa forma, teve como objetivo compreender as ações adotadas pelos enfermeiros no atendimento assistencial prestado ao usuário internado no hospital público gerenciado pelo Estado. Portanto, pretende responder a uma grande inquietação: qual o tipo de assistência prestada pelos enfermeiros aos usuários do sistema único de saúde?.O método do estudo foi descritivo, com abordagem quanti-qualitativo, com o intuito de avaliar a qualidade da assistência voltada para o tratamento adotado pelos enfermeiros aos usuários do SUS, com perspectiva de avaliar a qualidade da assistência adotada no serviço público de uma estatal. Os resultados obtidos revelaram que todos os enfermeiros entrevistados tinham conhecimento da importância dos indicadores de qualidade, e com eles, a realização de planejamento adequado da assistência, além de reconhecerem que são importantes para a análise e avaliação dos procedimentos realizados. Observou-se que, a má gestão dos serviços de saúde interfere diretamente na assistência do paciente hospitalizado, bem como, a aplicação financeira deficiente, administrativa e política do sistema de saúde pública, que poderá resultar em desmoralização dos serviços públicos, acompanhados por “desfalques” dos seus cofres. Assim, esse estudo demonstra a necessidade de continuidade de investigação sobre a temática em

Publicado
2018-04-11
Como Citar
MOREIRA, Ludymille Cardoso; IVO, Olguimar Pereira. TRATAMENTO CLÍNICO EM UM SERVIÇO PÚBLICO DA BAHIA- UMA PERCEPÇÃO DO ENFERMEIRO.. Revista Extensão e Cidadania, [S.l.], v. 4, n. 8, abr. 2018. ISSN 2319-0566. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/recuesb/article/view/3589>. Acesso em: 18 out. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/recuesb.v4i8.3589.