Between absences and emergencies, genocides and epistemicides: notes on metropolis and “blackened spatialities”

Authors

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v4i1.6178

Abstract

This work is an alternative proposition to the almost always immutable conditions of studies that focus on the urban in Geography. The interest starts from a presupposition that ratifies the necessary reconstruction and the praise of geographic science as an indisputably potent materiality, but still indolent with regard to the bodies of black men and women who specialize in the metropolis. In addition to pointing out problematic perspectives for the development of these subjects' lives, the article attempts to value the unborn child of epistemological postulates that may arise from this. Through dialogue with the debates related to the analysis of coloniality, especially through its relationship with the body and space, we try to prostrate this criticism

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Author Biography

Felipe Taumaturgo Rodrigues Azevedo, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro- Brasil

Master's student in Geography at the Postgraduate Program in Geography (POSGEO) - Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro - Brazil, Member of the Center for Studies and Research in Space and Metropolization

References

BERNARDINO-COSTA, J; MALDONADO-TORRES, N; GROSFOGUEL, R (Org.). Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2019. 365 p.
CHALHOUB, S; SILVA, F. T. Sujeitos no imaginário acadêmico: escravos e trabalhadores na historiografia brasileira desde os anos 1980. Cadernos AEL, 2009.
DU BOIS, W. E. B. As almas da gente negra. Rio de Janeiro: Lacerda Ed. Tradução, introdução e notas: Heloísa Toller Gomes. 1999.
DUSSEL, E. Filosofía de la liberación. Ciudad de México: Fondo de Cultura Económica, 2011. 297 p.
FANON, F. Pele negra, máscaras brancas. Salvador: Edufba, 2008. 191 p.
GUIMARÃES, G. F. Espacialidades de corpos negros no Rio de Janeiro. In: OLIVEIRA, Anita Loureiro de; SILVA, Cátia Antonia da (Org.). Metrópole e crise societária: resistir para existir. Rio de Janeiro: Consequência, 2019. Cap. 4. p. 85-99.
GROSFOGUEL, Ramón. Racismo/sexismo epistémico, universidades occidentalizadas y los cuatro genocidios/epistemicidios del largo siglo XVI. Tabula rasa, n. 19, p. 31-58, 2013.
HAESBAERT, R. Do telecontrole à “ocupação”: in-segurança e contenção territorial na metrópole carioca. In: FERREIRA, A, RUA, J, MATTOS, R. C. de (Orgs.) Desafios da metropolização do espaço. Rio de Janeiro: Consequência, v. 1, p. 225-251, 2015.
LEFEBVRE, H. Espaço e política. Trad. Margarida Andrade e Sérgio Martins. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2008.
MALDONADO-TORRES, N. Analítica da colonialidade e da decolonialidade: algumas dimensões bpasicas. In: BERNARDINO-COSTA, Joaze; MALDONADO-TORRES, Nelson; GROSFOGUEL, Ramón (Org.). Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2019. Cap. 1. p. 27-53.
MBEMBE, A. Necropolítica. Arte & Ensaios, n. 32, 2016.
NASCIMENTO, Á. P. Trabalhadores negros e o" paradigma da ausência": contribuições à História Social do Trabalho no Brasil. Estudos históricos, Rio de Janeiro, p. 607-626, 2016.
OLIVEIRA, D. A. O marketing urbano e a questão racial na era dos megaempreendimentos e eventos no Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (RBEUR), v. 16, n. 1, p. 85-106, 2014.
OLIVEIRA, J. P. Regime tutelar e globalização: um exercício de sociogenese dos atuais movimentos indígenas no Brasil. In: Mattos et al (orgs). Tradições & Modernidades. Rio de Janeiro, FGV Editora, 2010.
OLIVEIRA, J. P. de. Pacificação e tutela militar na gestão de populações e territórios. Mana, v. 20, n. 1, p. 125-161, 2014.
QUIJANO, A. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In LANDER, Edgard (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Buenos Aires: Colección Sur Sur, CLACSO. set. 2005. p.227-278
RAMOS, A. G. O negro desde dentro: In: RAMOS, Alberto Guerreiro. Introdução crítica à sociologia brasileira. Rio de janeiro: Editora UFRJ, 1995. p.241-248.
RIBEIRO, A. C. T. Território usado e humanismo concreto: o mercado socialmente necessário. Rio de Janeiro: Arquimedes Edições, 2005.
SANTOS, B. S. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. 1ª ed, São Paulo: Boitempo, 2007
WALLERSTEIN, I. The modern world-system i: capitalist agriculture and the origins of the european world-economy in the sixteen century. New York: Academic Press, 1974.
VAINER, C. Pátria, empresa e mercadoria: notas sobre a estratégia discursiva do planejamento estratégico urbano. A cidade do pensamento único: desmanchando consensos, v. 3, p. 75-103, 2002.
VAINER, C. Megaeventos e a cidade de exceção: reflexões a partir do Rio de Janeiro. 2011.

Published

2020-04-30

How to Cite

AZEVEDO, F. T. R. Between absences and emergencies, genocides and epistemicides: notes on metropolis and “blackened spatialities”. Geopauta, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 111-128, 2020. DOI: 10.22481/rg.v4i1.6178. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6178. Acesso em: 19 jan. 2021.

Issue

Section

Continuous demand articles