D’ “O CHAMADO DO CEGO” PROVÊM “O AMOR”

SILVIANO SANTIAGO E CLARICE LISPECTOR NOS LAÇOS DA DESCONSTRUÇÃO

  • Rony Márcio Cardoso Ferreira Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems)
  • Rebeca Cacho de Souza Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Resumo

Este artigo visa a apresentar uma leitura comparatista dos contos “Amor” (1961), de Clarice Lispector, e “O Chamado do Cego” (2012), de Silviano Santiago. Para tanto, examinaremos a maneira por meio da qual o escritor contemporâneo reescreve e atualiza a prosa de Lispector. Valeremo-nos dos pressupostos da Literatura Comparada, tais como desenvolvidos por Perrone-Moisés (1990), Carvalhal (2006) e Nitrini (2010), para ilustrar a existência de diálogos entre textos, fazendo com que seja possível uma continuação, consentimento ou contestação de obras e autores já existentes e significativos no cenário da tradição literária. A partir do pensamento da “desconstrução”, de Derrida (1998), o presente artigo propõe uma leitura comparatista dos contos supracitados, a fim de salientar uma espécie de resignificação do conto de 1961 por meio do texto contemporâneo. Evidenciaremos, assim, que o conto de Silviano Santiago reatualiza e desconstrói o drama da linguagem encenado por Clarice Lispector no contexto da literatura brasileira.


 
 
 
 
 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Literatura pela Universidade de Brasília (UnB). Professor dos Cursos de Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems).

         
##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Estudos de Linguagens (Teoria Literária e Estudos Comparados) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

         
Publicado
2018-08-25
Como Citar
FERREIRA, Rony Márcio Cardoso; SOUZA, Rebeca Cacho de. D’ “O CHAMADO DO CEGO” PROVÊM “O AMOR”. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 10, n. 1, ago. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3639>. Acesso em: 23 set. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v10i1.3639.