INDÍCIOS DE EMPODERAMENTO DOS SUJEITOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM TEXTOS AUTOBIOGRÁFICOS

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa sobre o processo de empoderamento dos estudantes, na condição de sujeitos de direito, na modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA), em uma escola pública localizada em um bairro periférico na cidade de Vitória da Conquista, Bahia, cujo objetivo foi averiguar a presença do Outro e indícios do processo de empoderamento nos textos de gênero autobiográfico produzidos em uma sequência didática. Para tanto, tomou-se por base os estudos de: Bakhtin (2003), Paiva (1983), Freire (1982), Arroyo (2005), Baquero (2006), Dolz, Noveraz e Schnewly (2011), entre outros. Como metodologia, a opção foi pela pesquisa-ação participativa. Os resultados comprovam que os alunos demonstram indícios de empoderamento alcançados por meio do processo educativo e se reconhecem como sujeitos de direito na esfera social.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Ensino pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Analista universitária e membro da equipe técnica do Museu Pedagógico da UESB.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professora com grau Pleno da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), professora no PROFLETRAS (Uesb) e do Programa de Mestrado Acadêmico em Ensino (PPGEn/UESB).

Referências

1. ARROYO, M . Educação de jovens e adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, L. J. G.; GIOVANETTI, M. A.; GOMES, N.L. Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 19-50.
2. BAQUERO, R. V. A. Empoderamento: questões conceituais e metodológicas. Redes, Santa Cruz do Sul, v 11. n. 2, p. 77-93, maio /agosto 2006.
3. BAQUERO, R. V. A. A situação das Américas: democracia, capital social e empoderamento. Revista Debates, Porto Alegre, v. 6, n. 1, p.173-187, jan.-abr. 2012.
4. CAMARGO JÚNIOR; S. B.; SANTOS, J. J. R.; Teorias dos direitos fundamentais e suas contribuições para o campo da educação de pessoas jovens, adultas e idosas. In: SANTOS, J. J. R.; PEREIRA, S. M. C.; WESCHENFELDER, L. M. (Orgs.). Educação de Pessoas Jovens, Adultas e Idosas: interfaces entre direito à educação popular, currículos (s) e saberes experienciais. Passo Fundo: UFP, 2017. 21-43.
5. BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.
6. DAYRELL, J. T. A juventude e a educação de jovens e adultos: reflexões iniciais novos sujeitos. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino (Org.). Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 53-67.
7. DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2011.
8. FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.
9. _______. SHOR, I. Medo e Ousadia, o cotidiano do Professor. São Paulo: Paz e Terra, 2006.
10. _______. P.; Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2018.
11. GIROUX, H.; Alfabetização e a Pedagogia do Empowerment Político. In: FREIRE, P.; MACEDO, D. (Orgs). Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. São Paulo: Paz e Terra, 2002.
12. GUSMÃO, M. A. P. A (re)escrita de textos: a prática pedagógica da professora Maria. Vitória da Conquista: Edições UESB, 2015.
13. MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.
14. VOLPONI, M. de L. Gênero textual autobiografia em aulas de Língua Portuguesa na EJA: uma perspectiva de aprendizagem na terceira idade. 161f. Dissertação (Mestrado em Letras). Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2015.
Publicado
2020-07-02
Como Citar
CARDOSO, Elma Karine Costa; GUSMÃO, Maria Aparecida Pacheco. INDÍCIOS DE EMPODERAMENTO DOS SUJEITOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM TEXTOS AUTOBIOGRÁFICOS. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 12, n. 1, jul. 2020. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/6478>. Acesso em: 04 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6478.