Um estudo de caso da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Campos dos Goytacazes-RJ: configurações político-assistenciais e o pleito municipal de 2012

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/sertanias.v2i1.12172

Palavras-chave:

Igreja Universal do Reino de Deus, eleições municipais, ações assistenciais, dinâmica política, Campos dos Goytacazes

Resumo

A partir do estudo de caso do município de Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil, este artigo propõe compreender e explicar algumas das configurações político-assistenciais que a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) estabeleceu nas eleições municipais de 2012. Focaliza-se a relação entre religião e a dinâmica política local a partir da candidatura para o legislativo municipal de Dayvison Miranda, eleito neste pleito apoiado pela IURD. A pesquisa foi baseada na observação diretas dos cultos da IURD, dos encontros do grupo Força Jovens e dos comícios do vereador Dayvison Miranda. Nesses contextos foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com o candidato Dayvison Miranda e o então vereador Vieira Reis também apoiado pela IURD. A relação que a IURD estabelece com a dinâmica política em Campos dos Goytacazes, através das ações assistencialistas, possibilitou a consolidação de sua representação político-religiosa e de uma base eleitoral constituída dentro de suas unidades, a qual pode mediar apoios e alianças políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Costa Azevedo

Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), programa no qual também cursou o mestrado. Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro UENF (2012), onde teve experiência, da iniciação científica até o mestrado, nos temas: religiões neopentecostais, assistencialismo social, representações políticas e eleições municipais. Atualmente trabalha com os eixos temáticos entre religião, sexualidades, política e direitos humanos.

Referências

ALMEIDA, Ronaldo. Religião na Metrópole Paulista. Revista brasileira de ciências sociais, São Paulo, v. 19, n. 56, p. 15-27, out. 2004.

FIGUEREDO FILHO, Valdemar. Coronelismo Eletrônico Evangélico. Rio de Janeiro: PUBLIT, 2010.

FRESTON, Paul. Protestantes e política no Brasil: da constituinte ao impeachment. 307f. Tese (Doutorado em Sociologia). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas/SP, 1993. Orientador: Prof. Dr. Sergio Miceli Pessôa de Barros.

GERALDO, Pedro Heitor Barros. O Senador e o Bispo: as estratégias de construção identitária nas eleições municipais cariocas de 2004. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, v. 32, n.1, p. 97-129, 2012.

MACHADO, Maria das Dores Campos. Existe um estilo Evangélico de Fazer Política?. In: BIRMAN, Patrícia (Org.). Religião e Espaço Público. São Paulo: Attar Editorial, 2003. p. 283-305.

Machado, M.D.C; MARIZ, C.L. Religião, trabalho voluntário e gênero. Interseções: Revista de Estudos Interdisciplinares, Rio de Janeiro, v.9, p.309-326, 2007.

MACHADO, Maria das Dores Campos. Religião, Cultura e Política. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, v. 32, n. 2, p. 29-56, 2012.

MAFRA, Clara. A dialética da perseguição. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, v. 19, n.1, p. 59-84, 1998.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. São Paulo: Loyola, 1999.

MARIANO, Ricardo. O reino de prosperidade da Igreja Universal. In: ORO, Ari Pedro; CORTEN, André; DOZON, Jean-Pierre (Orgs.). Igreja Universal do Reino de Deus: os novos conquistadores da fé. Rio de Janeiro: Paulinas, 2003. p. 303-354.

MARIANO, Ricardo; OLIVEIRA, Rômulo Estevan Schembida de. O senador Marcelo Crivella e o seu dilema shakespeariano. Interações- Cultura e comunidade, Uberlândia, v.5, n.6, p.85-111, 2009.

OLIVEIRA, Gustavo Silvino de. “Alertas em tempos de guerra”: Igreja Universal e interfaces com a ordem social. 91f. Tese (Doutorado em Sociologia Política). Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes/RJ, 2010. Orientadora: Prof. Dr. Wania Amélia Belchior Mesquita.

ORO, Ari Pedro. Religião e eleições 2000 em Porto Alegre. Debates do NER, Porto Alegre, v.2, n.3, p. 9-72, 2001.

PALMEIRA, Moacir. Política, Facções e Voto. In: PALMEIRA, Moacir; GOLDMAN, Marcio (Orgs.). Antropologia, Voto e Representação Política. Rio de Janeiro: Contra Capa, p. 41-56. 1999.

ROSAS, Nina. As ações sociais da Igreja Universal: recrutamento e empreendedorismo no a agente da comunidade de Belo Horizonte. Ciencias Sociales y Religión/ Ciências Sociais e Religião, v. 14, n. 17, p. 27-51, 2012.

SOUZA, André, Ricardo de. Abrangência e controvérsias do terceiro setor cristão. In: XV Congresso Brasileiro de Sociologia, Curitiba, 2011, p. 1-20.

STEIL, Carlos Alberto. Eleições, voto e instituição religiosa. Debates do NER, Porto Alegre, v.2, n.3, p. 73-85, 2001.

WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos de uma sociologia compreensiva. Vol. 1, 3ª Edição, Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2000.

WEBER, Max. In: Economia e sociedade: fundamentos de uma sociologia compreensiva. Vol.2, Brasília, DF :Editora Universidade de Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.

Downloads

Publicado

2023-02-28

Como Citar

AZEVEDO, P. C. . Um estudo de caso da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Campos dos Goytacazes-RJ: configurações político-assistenciais e o pleito municipal de 2012. Sertanias: Revista de Ciências Humanas e Sociais, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 1-33, 2023. DOI: 10.22481/sertanias.v2i1.12172. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/sertanias/article/view/12172. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos