O CAMINHO DA APRENDÊNCIA E AS CONTRIBUIÇÕES DAS NEUROCIÊNCIAS

  • Marilene Robatto de Ramalho Sampaio Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Resumo

Este artigo alicerça-se numa metáfora usada como isóforo. Explicita o processo de aprendizagem de cada época enfatizando as teorias correspondentes, bem como as contribuições das neurociências. Faz correlações, por isomorfismo, entre as teorias da aprendizagem e os questionamentos do ilustre visitante da Idade Média. Numa breve incursão migra do como ensina a Escola, focado nas teorias que privilegiam o ENSINO, à metacognição quando se aprende o que é APRENDER. Parte da abordagem empiricista, quando a escola tradicional e transmissiva teve o seu primado na memorização e na intervenção do professor bem preparado e estabelece um nexo entre educação e plasticidade cerebral nas teorias éico-construtivistas, em especial na histórico-cultural de Vygotski (1996). Evidencia o agora, instante em que o funcionamento do cérebro começa a ser explicitado e a ideia de que cérebro, mente e contexto, num só construto influencia na aprendizagem do sujeito.


 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), Portugal. Professora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Departamento de Filosofia.

 
Publicado
2018-04-06
Como Citar
SAMPAIO, Marilene Robatto de Ramalho. O CAMINHO DA APRENDÊNCIA E AS CONTRIBUIÇÕES DAS NEUROCIÊNCIAS. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 3, n. 2, abr. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3492>. Acesso em: 02 jul. 2020.