MEMÓRIAS E A FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA: TRAJETÓRIAS DE ESCOLARIZAÇÃO DE PROFESSORES RURAIS INICIANTES

Autores

  • Lúcia Gracia Ferreira UESB

DOI:

https://doi.org/10.22481/reed.v1i1.7449

Palavras-chave:

Professores. Início de carreira. Memória. Formação.

Resumo

Este texto tem como foco a formação para a docência e objetivou analisar perspectivas formativas pela memória de escolarização de professores da zona rural nos anos iniciais da carreira profissional docente. Trata-se de um recorte da pesquisa de doutoramento, que teve aprofundamentos teóricos, desenvolvido a partir do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos, realizada nos anos de 2011 e 2012, nos municípios de Macarani e Maiquinique. A abordagem da pesquisa é qualitativa, a partir da (auto)biografia e do método das histórias de vida, sendo uma pesquisa-formação, realizada com dois professores iniciantes da zona rural. Desse modo, constatamos que a memória de escolarização tem um papel importante na formação para a docência. Ainda, percebemos a importância da formação e como os caminhos trilhados pelos professores colaboradores são delineadores de escolhas e de nossa formação que sofre influências de outros aspectos também como a política, a cultura, estrutura familiar, condições de vida e de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIASOLI, Carmem Lúcia Abadie. Docência em artes visuais: continuidades e descontinuidades na (re)construção da trajetória profissional. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Pelotas. Pelotas-RS. 2009.

BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: lembranças de velhos. São Paulo: T. A. Queiroz, 1983.

BUENO, Belmira Oliveira. Pesquisa em colaboração na formação contínua de professores. In: BUENO, B. O.; CATANI, Denice Barbara; SOUSA, Cynthia Pereira de. (Orgs.). A vida e Ofício dos Professores: formação contínua, autobiografia e pesquisa em colaboração. São Paulo: Escrituras Editoras, 1998.

CATANI, Denice Barbara; BUENO, Belmira Oliveira; SOUSA, Cynthia Pereira de. “O amor dos começos”: por uma história das relações com a escola. Cadernos de Pesquisa. n. 111, dez. 2000, p. 151-171.

CIAMPA, Antonio. Identidade. In: LANE, Silvia; CODO, Wanderley. (Orgs.). Psicologia social: o homem em movimento. 4 ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

DOMINICÉ, Pierre. O processo de formação e alguns dos seus componentes relacionais. In: NÓVOA, Antonio; FINGER, Matthias. O método (auto)biográfico e a formação. Natal, RN: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010. p. 81-95.

FERREIRA, Lúcia Gracia. Professoras da zona rural em início de carreira: narrativas se si e desenvolvimento profissional. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.

FERREIRA, Lúcia Gracia. Professoras da zona rural: formação identidade, saberes e práticas. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade. Universidade do Estado da Bahia: Salvador, 2010.

FERREIRA, Lúcia Gracia; ANUNCIATO, Rosa Maria Moraes. Cartas que revelam a vida: histórias de professores iniciantes da zona rural. Práxis Educacional, v. 14, n. 30, p. 229-246, 2018. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4369/3496. DOI: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4369. Acesso: 22 ago. 2019.

FONTANA, Roseli Aparecida Cação. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

GOSCINNY, René. O pequeno Nicolau. 5 ed. Trad. de Luiz Lorenzo Rivera. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

IMBERNÓN, Francisco. A Educação no Século XXI: os desafios do futuro imediato. Porto Alegre: Artmed, 2000.

___________. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

JARAUTA, Beatriz; IMBERNÓN, Francisco (Orgs.). Pensando no futuro da educação: uma nova escola para o século XXII. Tradução de Juliana dos Santos Padilha. Porto Alegre: Penso, 2015.

JOSSO, Marie Christine. Experiência de vida e formação. Trad. José Cláudio e Júlia Ferreira. São Paulo: Cortez, 2004.

LARROSA, Jorge. Tecnologias do eu e educação. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Sujeitos da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994. p. 35-86.

PERRENOUD, Philippe. Ensinar: agir na urgência, decidir na incerteza. Saberes e competências em uma profissão complexa. Porto Alegre: Artmed, 2001.

RIBEIRO, Neurilene Martins; SOUZA, Elizeu Clementino de. Aprendizagem da docência em Língua Portuguesa nos anos iniciais da carreira: narrativas, tempos e movimentos. In: SOUZA, Elizeu Clementino de (Org.). Memória, (auto)biografia e diversidade: questões de método e trabalho docente. Salvador: EDUFBA, 2011. p. 161-184.

SOUSA, Cynthia Pereira de. Evocação da entrada na escola: relatos autobiográficos de professoras e professores. In: BUENO, Belmira Oliveira; CATANI, Denice Barbara; SOUSA, Cynthia Pereira de (Orgs.). A Vida e o ofício dos professores: formação contínua, autobiografia e pesquisa em colaboração. 4 ed. São Paulo: Escrituras, 2003. p. 31-44.

Downloads

Publicado

2020-09-30

Como Citar

Ferreira, L. G. (2020). MEMÓRIAS E A FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA: TRAJETÓRIAS DE ESCOLARIZAÇÃO DE PROFESSORES RURAIS INICIANTES. Revista De Estudos Em Educação E Diversidade - REED, 1(1), 57-71. https://doi.org/10.22481/reed.v1i1.7449

Edição

Seção

Artigos