Perspectiva discente sobre os impactos da moradia estudantil para a permanência na universidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/redupa.v1.11350

Palavras-chave:

moradia estudantil, permanência, ensino superior

Resumo

O artigo tem como objetivo analisar os impactos da Moradia Estudantil na permanência de estudantes no Ensino Superior, a partir da perspectiva dos próprios residentes. Para isto, a unidade de análise corresponde à Residência Universitária da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), campus de Vitória da Conquista-BA, sendo entrevistados 09 (nove) estudantes residentes na Moradia Estudantil. Utilizou-se metodologicamente a pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Os achados evidenciam impactos positivos e negativos da Moradia Estudantil relacionados à permanência de estudantes. Para os participantes da pesquisa, a Moradia Estudantil configura-se como um alicerce relevante para a permanência na graduação. Além disso, estes compreendem a Assistência Estudantil como atendimento às necessidades básicas, mas com a necessidade de melhorias e maior investimento em infraestrutura e ampliação dos espaços de decisão para participação estudantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília do Amparo Alves Gomes, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil

Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB); Programa de Pós-Graduação em Educação PPGEd/UESB; Membro do Grupo de Pesquisa em Ludicidade, Didática, Política e Práxis Educacional – LUDIPPE e Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas para a Educação Superior - GEPPS. Contribuição de autoria: curadoria de dados, conceituação, análise formal, investigação, redação do rascunho original, revisão do texto final. Lattes: http://lattes.cnpq.br/7614322814249

Ennia Débora Passos Braga Pires, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação PPGEd da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB); Líder do Grupo de Pesquisa em Ludicidade, Didática, Política e Práxis Educacional (LUDIPPE). Contribuição de autoria: análise dos dados, redação e revisão do texto final. Lattes: http://lattes.cnpq.br/3730763511772600

Soane Santos Silva, Secretaria Municipal de Educação Itapetinga Bahia - Brasil

Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) - Programa de Pós Graduação em Educação PPGEd/UESB; Docente da Secretaria Municipal de Educação de Itapetinga – BA; Membro do Grupo de Pesquisa em Ludicidade, Didática, Política e Práxis Educacional – LUDIPPE. Contribuição de autoria: análise dos dados, redação e revisão do texto final. Lattes:  http://lattes.cnpq.br/6435277194616735

 

Referências

ALMEIDA, Leandro et al. Democratização do acesso e do sucesso no ensino superior: uma reflexão a partir das realidades de Portugal e do Brasil. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 17, n. 3, 2012.

ANDES. Proposta do ANDES/SN para a Universidade Brasileira. São Paulo, jun. 1996.

DUTRA, Natália Gomes dos Reis; SANTOS, Maria de Fátima de Souza. Assistência estudantil sob múltiplos olhares: a disputa de concepções. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação. Rio de Janeiro, v. 25, n. 94, p. 148-181, mar. 2017.

FONAPRACE. Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis - FONAPRACE. Primeira pesquisa do perfil social, cultural e econômico dos estudantes das IFES. Belo Horizonte: FONAPRACE, 1997.

LEITE, Janete Luzia. Política de Assistência Estudantil: direito da carência ou carência de direitos? SER Social, Brasília, v. 14, n. 31, p. 453-472, jul./dez. 2012.

NASCIMENTO, Clara Martins; ARCOVERDE, Ana Cristina Brito. O serviço social na assistência estudantil: reflexões acerca da dimensão político-pedagógica da profissão. FONAPRACE: Revista Comemorativa 25 anos: histórias, memórias e múltiplos olhares. Organizado pelo Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis, coordenação ANDIFES. UFU: PROEX, 2012. p. 167-79.

NETTO, José Paulo. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

NETTO, José Paulo. Crisis of the capital and consequences for the society. Serviço Social & Sociedade, n. 111, p. 413-429, 2012.

ORSO, Paulino José. A criação da universidade e o projeto burguês de educação no Brasil In: ORSO, Paulino José (org.). Educação, sociedade de classes e reformas universitárias. Campinas: Autores Associados, 2007. p. 43-62.

SANTANA, Alexandrina Mendes. Residência, Resistência – Luta pela implantação de uma política de permanência estudantil universitária na Uesb-2004-2008. 2014. 38f. Monografia (Graduação em História) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, 2014.

SANTIAGO, Salomão. Nunes. A política de assistência estudantil no governo Lula: 2003 a 2010. 2014. 238f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1339435. Acesso em: 05 out. 2017.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras,

SEN, Amartya. Desigualdade Reexaminada. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SGUISSARDI, Valdemar. Educação Superior no Brasil. Democratização ou massificação mercantil? Educação & Sociedade, v. 36, n. 133, p. 867-889, dez. 2015.

Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/mXnvfHVs7q5gHBRkDSLrGXr/?lang=pt#. Acesso em: 08 jan. 2020.

SPOSATI, Aldaíza. Assistência na trajetória das políticas sociais brasileiras: uma questão em análise. 11. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

TRINDADE, Hiago. Educação luta de classes e políticas educacionais no contexto da contrarreforma: notas sobre a UERN. Serviço Social em Revista, v. 16, n. 2, p. 228-248. 2014

UESB. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Conselho Superior (CONSU). Resolução nº 011 de 17 de dezembro de 2008. Dispõe sobre o estabelecimento do Programa de Assistência Estudantil no âmbito da UESB e dá outras providências. Vitória da Conquista: UESB/CONSU, 2008.

ZAGO, Nadir. Del acceso a la permanencia en la enseñanza superior: trayectos de estudiantes universitarios de clases sociales populares. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, v. 11, n. 32, p. 226-237, 2006.

Downloads

Publicado

2022-10-06

Como Citar

GOMES, M. do A. A.; PIRES, E. D. P. B.; SANTOS SILVA, S. Perspectiva discente sobre os impactos da moradia estudantil para a permanência na universidade . Revista Educação em Páginas, Vitória da Conquista, v. 1, p. e11350, 2022. DOI: 10.22481/redupa.v1.11350. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/redupa/article/view/11350. Acesso em: 29 fev. 2024.