Snowball sampling no exercício de revisar literatura: notas sobre o potencial dialógico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/redupa.v3.14789

Palavras-chave:

revisão de literatura, pesquisa, metodologia, snowball sampling

Resumo

Onipresente em todas as investigações, a revisão de literatura, para além de uma etapa inicial de mapeamento do conhecimento que direciona tomadas de decisões teórico-metodológicas, tem se autonomizado a ponto de constituir ela mesma uma pesquisa propriamente dita. O presente ensaio acadêmico objetiva compreender o movimento dialógico proporcionado pela revisão de literatura, com vistas a interrogar os encontros promovidos pelo contato com a produção científica. Interessa-nos sobremaneira o potencial de Snowball sampling que a revisão de literatura guarda, ou seja, como a busca e a leitura dos textos acabam por sugerir sempre novos textos, em um fluxo em espiral. O ensaio ratifica a centralidade da revisão de literatura no ofício de pesquisa, a qual deve ser compreendida muito para além do formalismo com que geralmente se apresenta nos relatórios de pesquisa, nas dissertações e nas teses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Ferreira da Silva, Universidade Federal do Amazonas - Brasil

Doutora em Ciências da Educação pela Universidade Nova de Lisboa, com Bolsa Erasmus Mundus. Docente na Universidade Federal do Amazonas. Líder do Grupo de Pesquisa em Sociologia Política da Educação – GRUPESPE/UFAM.

Contribuição de autoria: autora.

Rodrigo de Macedo Lopes, Fundação Matias Machline - Brasil

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Docente na Fundação Matias Machline. Membro do Grupo de Pesquisa em Sociologia Política da Educação – GRUPESPE/UFAM.

Contribuição de autoria: autor.

Referências

ALEXANDER, Jeffrey. O novo movimento teórico. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 2-28, 1987.

ALVES, Alda Judith. O planejamento de pesquisas qualitativas em educação. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n. 77, p. 53-61, 1991.

BALDIN, Nelma; MUNHOZ, Elzira. Snowball (bola de neve): uma técnica metodológica para pesquisa em educação ambiental comunitária. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (EDUCERE), 10, 2011, Curitiba. Anais... Curitiba: PUC-PR, 2011. p. 329-341. Curitiba, PR: Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/4398_2342.pdf. Acesso em 21 dez. 2022.

BECKER, Howard S. Segredos e truques da pesquisa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007. (Coleção Nova Biblioteca de Ciências Sociais).

BOURDIEU, Pierre. Para uma sociologia da ciência. Lisboa, PT: Edições 70, 2008.

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Lisboa: Edições Fim de Século, 2003.

BOURDIEU, Pierre; CHAMBOREDON, Jean-Claude; PASSERON, Jean-Claude. A profissão de sociólogo: preliminares epistemológicas. Tradução: Guilherme João de Freitas Teixeira. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.

BRANDÃO, Zaia. A dialética micro/macro na sociologia da educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 113, p. 153-165, 2001.

BROCKE, Jan Vom et al. Reconstructing the giant: on the importance of rigour in documenting the literature search process. ECIS, ed. 10, p. 1-14, 2009.

CAMARGO, José Carlos Godoy; ELESBÃO, Ivo. O problema do método nas ciências humanas: o caso da geografia. Mercator-Revista de Geografia da UFC, v. 03, n. 06, p. 7-18, jul./dez. 2004.

CASTRO, Aldemar. Planejamento da pesquisa. São Paulo: AAC, 2001.

CONNELL, Raewyn. The good university: what universities actually do and why it’s time for radical change. London: Zed Books Ltd., 2019.

CREASE, Robert P. A Brief Guide to the Great Equations: The hunt for cosmic beauty in numbers. Boston: Little, Brown Book Group, 2008.

DUMEZ, Hervé. Faire une revue de littérature: pourquoi et comment? Le Libellio d’AEGIS, v. 7, n. 2, p. 15-27, 2011.

ECO, Umberto. Nos ombros dos gigantes. Rio de Janeiro: Record, 2018.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

GARCIA, Maria Manuela Alves. O campo das produções simbólicas e o campo científico em Bourdieu. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 97, p. 64-72, maio 1996.

HISSA, Cássio Eduardo Viana. Entrenotas: Compreensões de pesquisa. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

KUHN, Thomas. La estructura de las revoluciones cientificas. México: Fondo de Cultura Económica, 1971.

NÓVOA, António. Carta a um jovem investigador em Educação. Investigar em Educação, Braga, v. 2, n. 3, p. 13-22, 2015.

RANDOLPH, Justus. A Guide to Writing the Dissertation Literature Review. Practical Assessment, Research, and Evaluation, v. 14, n. 13, p. 1-13, 2009.

REUBER, Rebecca. Strengthening your literature review. Family Business Review, n. 23, p. 105-108, 2010.

RIBEIRO SERRA, Fernando Antonio. Comentário editorial: A construção da revisão de literatura. Revista Ibero Americana de Estratégia, São Paulo, v. 14, n. 3, p. 1-5, 2015.

SILVA, Camila Ferreira da; ALVES, Mariana Gaio. As aspirações dos Aprendizes: Doutorandos em Educação no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 48, n. 167, p. 280-308, jan./mar. 2018.

URETA, Carlos Moya. Investigación universitaria y formación en posgrados. Contexto & Educação, Unijuí, ano 37, n. 116, p. 198-212, jan./abr. 2022.

VEIGA-NETO, Alfredo. Paradigmas? Cuidado com eles! In: COSTA, Marisa Vorraber (Org). Caminhos investigativos II: outros modos de pensar e fazer pesquisa em educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2007. p. 35-47.

VOSGERAU, Dilmeire Sant’Anna Ramos; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-189, 2014.

WEBSTER, Jane; WATSON, Richard. Analyse the past to prepare for the future: writing a literature review. MIS Quarterly, v. 26, n. 2, p. xiii-xxiii, 2002.

Downloads

Publicado

2024-06-16

Como Citar

SILVA, C. F. da; LOPES, R. de M. Snowball sampling no exercício de revisar literatura: notas sobre o potencial dialógico. Revista Educação em Páginas, Vitória da Conquista, v. 3, p. e14789, 2024. DOI: 10.22481/redupa.v3.14789. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/redupa/article/view/14789. Acesso em: 18 jul. 2024.