Entre o ser e o ter: dilemas e sentidos da educação de adultos

  • Daniela Vilaverde e Silva

Resumo

Hoje em dia, o campo da educação de adultos tem albergado no seu seio conceitos situados, outrora, fora da sua configuração inicial e cuja inocuidade é questionada tendo em conta os ideais de uma educação democrática. O debate acerca da génese e dos pressupostos subjacentes aos ideais da educação permanente deve ser retomado, atualizado e confrontado com os novos pressupostos da aprendizagem ao longo da vida. Este artigo tem como objetivos contribuir para a compreensão das metamorfoses concetuais que o campo da educação de adultos tem vindo a sofrer e confrontar a concetualização da educação permanente e da prendizagem ao longo da vida num contexto marcado por novas agendas discursivas, de fação mais gerencialista e de valorização da gestão de recursos humanos. Desta forma, o artigo pretende potenciar a reflexão a partir de uma visão diacrónica dos princípios que norteiam a educação e a aprendizagem. Esta nova visão educativa da aprendizagem centraliza novos conceitos (como competência, individualismo e empregabilidade) que podem converter a educação para uma dimensão mais individualista e darwinista.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-08-06
Como Citar
SILVA, Daniela Vilaverde e. Entre o ser e o ter: dilemas e sentidos da educação de adultos. Práxis Educacional, [S.l.], v. 14, n. 29, p. 17-34, ago. 2018. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4094>. Acesso em: 17 ago. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i29.4094.