Sobre a Revista

Foco e Escopo

Normas Gerais para publicação na Revista Práxis Educacional

A Revista Práxis Educacional é um periódico trimestral, eletrônico, do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEd), da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Publica artigos inéditos resultantes de pesquisas científicas, além de resenhas de livros. Seu objetivo central é divulgar pesquisas e estudos vinculados ao campo da educação, desenvolvidos por pesquisadores de diferentes contextos educacionais do Brasil e do exterior. A revista não cobra nenhum tipo de taxa para a publicação dos textos.

 

Processo de Avaliação (atualizado em 9 de fevereiro de 2021)

A avaliação dos manuscritos consistirá em um processo realizado em duas etapas  (desk review e peer-review) acorde ao estabelecido nas Diretrizes para Autores.

A primeira etapa, preliminar (desk review), compreende em averiguar, pela Equipe Editorial, se o manuscrito atende às exigências editoriais, com base em critérios de qualidade, tais como: autores com atribuição de indicadores (como por exemplo o índice H-index*); relevância e atualização bibliográfica das referências (revisão bibliográfica a partir do panorama atual em que se encontra o contexto do tema proposto); temas já abordados pelas Práxis; entre outros; bem como se fora devidamente alimentados os metadaos do portal, quando da submissão do manuscrito. Dados obrigatórios incompletos ou não informados, condicionará a aprovação do artigo  no desk review.

Além disso, são verificadas também as adequações ao escopo da revista, quanto aos seus critérios técnicos, a saber:

a) Normas técnicas gerais da revista;

b) Quantidade de autores e sua titulação (pelo menos um autor deve ter título de doutor, sendo os demais pós-graduandos de mestrado ou doutorado e/ou mestres ou doutores);

c) Quantidade de páginas:

- artigos : mínimo 15, excetuando-se o resumo e as referências e no total máximo de 25 laudas, incluindo resumo, referencias e dados dos autores (o que corresponde a aproximadamente 10.000 palavras ou 55.000 caracteres);

- resenhas: entre 03 e no máximo 05 laudas (ou aproximadamente 15.000 caracteres);

- demais modalidades: até no máximo 55.000 caracteres;

d) Resumo (entre 150 e no máximo 250 palavras) e  palavras chave (máximo 03) em português, inglês e espanhol;

e) Correção das referências, rigorosamente de acordo com as normas;

f) Dados sobre cada autor (nome completo, titulação, instituição de atuação profissional (cidade/estado/país), grupo/núcleo de pesquisa a que se vincula, correio eletrônico, ORCiD válido, é dizer, devidamente alimentado);

g) Observância atenta e rigorosa das normas da ABNT (ou congênere para artigos em língua estrangeira).

Se o texto atende a esta primeria avaliação, será encaminhado aos pareceristas para avaliação de seu conteúdo por pares (segunda etapa); caso contrário o autor será notificado de que o manuscrito não atende às normas de qualidade técnicas editoriais.

A segunda etapa (peer-review) se baseia no envio do manuscrito a dois pareceristas, ad hoc, externos à revista, selecionados por especialidade e afinidade em relação ao seu conteúdo temático, os quais realizam a "avaliação cega" (double blind review), assegurando anonimato tanto dos autores, como dos avaliadores.

No processo avaliativo, os pareceristas tem acesso aos critérios do parecer técnico, contendo diretrizes de avaliação que os auxiliem na elaboração do parecer. Para que o manuscrito seja aceito nesta etapa, será necessária a dupla aprovação pelos pareceristas e em havendo discordância entre pareceres, será convocado um terceiro avaliador ad hoc (também às cegas ao processo de avaliação) para a devida concordância de pareceres.

A fim de garantir a avaliação às cegas do processo, é preciso que os manuscritos sejam encaminhados em dois arquivos, no devido template  (com identificação e sem identificação em qualquer parte do artigo), cuja verificação é feita na primeira etapa (desk review). Assim, recomenda-se que no arquivo sem identificação também sejam realizadas as ações de remoção de dados do autor nas propriedades do arquivo (Propriedades do documento, opção do menu “Arquivo” do MS Word ou da ferramenta “Preferências do documento”, opção “remover informações pessoais ao salvar o arquivo).

Ao final de cada ano é publicado o nome de todos os pareceristas ad hoc que contribuíram na avaliação dos manuscritos.

* https://www.periodicos.capes.gov.br/?option=com_pnews&component=Clipping&view=pnewsclipping&cid=970&mn=0

Periodicidade

A revista, a partir de 2018, passou a ser trimestral. Cada revista será publicada assim que estiverem prontos o sumário, a revisão e a formatação final de todos os arquivos.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Autorização para publicação de trabalhos

Autores que publicam nesta revista concordam com os termos a seguir e deverão apresentar a autorização de publicação, bem como a declaração de originalidade do manuscrito:

  1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a CC BY-SA 4.0, permitindo compartilhar (copiar e redistribuir o material em qualquer suporte ou formato) e  adpatar (remixar, transformar e criar, a partir do material, para qualquer fim, mesmo que comercial. O licenciante não pode revogar estes direitos desde que você respeite os termos da licença.
  2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e da publicação inicial nesta revista.
  3. Autores têm permissão para distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado.

 

Política de Detecção de Plágio

A revista utiliza software para a detecção de plágios nos manuscritos submetidos à avaliação.