O percurso formativo dos professores/pesquisadores da EJA na contemporaneidade

Autores

  • Edite Maria da Silva de Faria

Palavras-chave:

Contemporaneidade, Educação de Jovens e Adultos, Professor/pesquisador, Universidade

Resumo

Este artigo discute como formar professores(as)/pesquisadores(as) da EJA comprometidos com o que ocorre no meio popular, no cotidiano das periferias das cidades, enfim, envolvidos na prática da educação que atende os setores populares. Aponta os desafios que são postos no processo formativo dos professores da EJA dentro da contemporaneidade. A Educação de Jovens e Adultos (EJA), como campo político de formação e investigação, necessita comprometer-se com a educação das camadas populares e com a superação das diferentes formas de preconceito, exclusão e discriminação existentes em nossa sociedade, as quais se fazem presentes tanto nos processos educativos dentro do contexto escolar quanto para além dele. Neste cenário, as universidades e os centros de pesquisa e de formação tornam-se espaço fértil para desenvolver pesquisas, reflexão teórica e práxis. Neste contexto, se torna fundamental um novo olhar para os docentes que atuam na EJA, dando visibilidade ao seu pensar, fazer e viver, tomando como ponto de partida para o processo de formação, suas trajetórias, os saberes da experiência etc. Enfim, é necessário compreender a prática pedagógica e a utilização de experiências de ensino dentro do percurso formativo e profissional dos professores da EJA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-08-20

Como Citar

da Silva de Faria, E. M. (2009). O percurso formativo dos professores/pesquisadores da EJA na contemporaneidade. Práxis Educacional, 5(7), 151-164. Recuperado de https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/607