As rotinas de pensamento na formação de professores de artes visuais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v19i50.12499

Palavras-chave:

educação artística, mediação cultural, metodologia de ensino, formação de professores, Rotinas de Pensamento

Resumo

O artigo discute a relevância das Rotinas de Pensamento para a formação de professores de artes visuais. Elaborada por pesquisadores da Universidade de Harvard, essa metodologia de ensino-aprendizagem tem por objetivo promover o desenvolvimento do pensamento e vem sendo utilizada em atividades voltadas para a experiência e a interpretação de obras de arte. Partindo da premissa de que a mediação cultural (também denominada apreciação ou leitura de obra de arte) não está consolidada no contexto brasileiro, defende-se a importância de investigar o potencial das Rotinas para fomentar competências e conhecimentos específicos do campo das artes visuais. Com esse fim, o trabalho apresenta dois projetos interligados. No campo da extensão, as Rotinas foram utilizadas para capacitação de professores da educação básica e de estudantes da Educação de Jovens e Adultos. Paralelamente, foi realizada uma pesquisa-ação combinada com estudo de caso, envolvendo a aplicação das Rotinas em uma disciplina do curso de graduação em artes plásticas. Os resultados de ambos os projetos indicam que o caráter interpretativo e aberto das questões propostas pelas Rotinas de Pensamento estimula uma conversa vívida e dinâmica, desenvolvendo disposições de pensamento importantes para a compreensão da arte. Por outro lado, a metodologia não se mostrou adequada para aprofundar o entendimento de teorias e conceitos próprios das artes visuais. Baseado nessas inferências, sugere-se combinar as Rotinas de Pensamento com outras abordagens de mediação cultural de cunho cognitivista, como a Compreensão Crítica da Arte, desenvolvida por Teresinha Franz, e a Investigação Crítica, proposta por George Geahigan.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rachel de Sousa Vianna, Universidade do Estado de Minas Gerais - Brasil

Doutora em Educação pela USP. Docente na Escola Guignard e no Programa de Pós-Graduação em Artes /UEMG. Líder do Grupo de Pesquisa O’pcevê! Laboratório de Aprendizagem Poética.

Contribuição de autoria: autora.

Referências

ARANTES, Francielle Farias. Por uma didática desenvolvimental da subjetividade no ensino de música na escola. Orientador: Roberto Valdes Puentes. 2018. 324 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia, MG, 2018.

ARTFUL THINKING. [2015?]. Disponível em: http://pzartfulthinking.org/?page_id=5 Acesso em 21 abr. 2023.

BARBOSA, Ana Mae. Leitura da imagem e contextualização na arte/educação no Brasil. Revista GEARTE, Porto Alegre, v. 9, p. 1-17, 2022. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/127855 Acesso em: 6 abr. 2023.

BARBOSA, Ana Mae. Uma introdução à arte/educação contemporânea. In: BARBOSA, Ana Mae. (org.). Arte/Educação contemporânea: consonâncias internacionais. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 2010, p. 11-22

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio, v. 1, Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

CHIN, Christina. Comparing, contrasting and synergizing Visual Thinking Strategies (VTS) and Aesthetic Education strategies in practice. International Journal of Education Through Art, v.13, n.1, p. 61-75, 2017.

DEWEY, John. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

EDX. Teaching critical thinking through art with the National Gallery of Art. [2020?] Disponível em: https://www.edx.org/course/teaching-critical-thinking-through-art-with-the-na Acesso em: 21 abr. 2023.

EFLAND, Arthur. Cultura, sociedade, arte e educação em um mundo pós-moderno. In: A COMPREENSÃO E O PRAZER DA ARTE, 1998, São Paulo. Tradução: Ana Amália Barbosa e Jorge Padilha. Anais eletrônicos [...] São Paulo: SESC/SP, 1998.

FRANZ, Teresinha Sueli. Educação para uma compreensão crítica da arte. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2003.

FRANZ, Teresinha Sueli. Os estudantes e a compreensão crítica da arte. Imaginar. Porto: APECV n. 49, p. 4 – 11, jan. 2008. Disponível em: http://apecv.pt/revista/imaginar49web.pdf Acesso em: 08 abr. 2023.

GEAHIGAN, George. Art criticism: From theory to practice. In: WOLFF, Theodore; GEAHIGAN, George. Art Criticism and Education. Urbana and Chicago: University of Illinois Press, 1997, p. 123 – 278.

HAANSTRA, Talita G. F.; KÁRPÁTI, Andrea. A new tool for developmental assessment based on the Common European Framework of Reference for Visual Literacy: an international usability study. International Journal of Education Through Art, v. 14, n. 3, p. 353–78, 2018.

HARVARD. GRADUATE SCHOOL OF EDUCATION. Project Zero. [2015?]. Disponível em: https://pz.harvard.edu/who-we-are/about Acesso em 21 abr, 2023.

HUGHES, Arthur. Don’t judge pianists by their hair. Journal of Art & Design Education. v.12, n.3, p. 279-289, 1993.

KIM, Kyoung Jin; WEE, Su-Jeong; HAN, Mink-Kyung; SOHN, Ji-Hyang; and HITCHENS, Carolyn Walker. Enhancing children’s art appreciation and critical thinking through a visual literacy-based art intervention programm. International Journal of Education Through Art, v. 13 n. 3, p. 317–32, 2017.

MORAN, José. Metodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda. In: BACICH, Lilian.; MORAN, José. (org.) Metodologias ativas para uma educação inovadora. Porto Alegre: Penso, 2018, p. 1-25.

OSTROWER, Fayga. Universos da Arte. Rio de Janeiro: Campos, 1983.

PARSONS, Michael. Mudando direções na arte-educação contemporânea. In: A COMPREENSÃO E O PRAZER DA ARTE, 1998, São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: SESC/SP, 1998.

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE. Circuito de Museus. 23 fev. 2018. Disponível em: https://prefeitura.pbh.gov.br/educacao/circuito-de-museus Acesso em: 20 abr. 2023.

RODRIGUES, Rômulo Soares. Rotinas de Pensamento na Educação de Jovens e Adultos. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Artes Plásticas – Licenciatura) Escola Guignard, Universidade do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2023.

RONAN, Gabriel. Redes sociais repercutem fumaça no céu de BH; bombeiros culpam volume de incêndios. Estado de Minas, Belo Horizonte, 18 set. 2019. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2019/09/18/interna_gerais,1086291/redes-sociais-repercutem-fumaca-em-bh-bombeiros-culpam-incendios.shtml Acesso em: 08 abr. 2023.

SCHÖNAU, Diederik.; KÁRPÁTI, Andrea. Renaming the framework: Common European Framework of Reference for Visual Competency. International Journal of Education Through Art, v. 15, n. 1, p. 95–100, 2019.

TATE. Sublime: art terms. [2017?] Disponível em: https://www.tate.org.uk/art/art-terms/s/sublime Acesso em: 08 abr. 2023.

TISHMAN, Shari; PALMER, Patricia. Works of art are good things to think about. In: EVALUATING THE IMPACT OF ARTS AND CULTURAL EDUCATION, 2007, Paris. Conference Procedings […] Paris: Centre Pompidou, 2007, p. 89-101. Disponível em: https://pz.harvard.edu/sites/default/files/WorksOfArt.pdf Acesso em: 08 abr. 2023.

TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.31, n.3, p.443-466, set./dez.2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n3/a09v31n3.pdf Acesso em: 26 nov. 2021.

VARGAS, Vagner de Souza. Dramartugia da corporeidade: a pedagogia do evento teatral. 2018. 231 f. Orientadora: Denise Marcos Bussoletti. Tese. (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, RS, 2018.

VIANNA, Rachel de Sousa; SANTOS, Andrea Adelina Vieira. Diretrizes da educação museal em museus de arte e centros culturais da Região Metropolitana de Belo Horizonte. ENCONTRO NACIONAL DA ANPAP, 23., 2014, Belo Horizonte. Anais eletrônicos [...] Belo Horizonte: ANPAP, 2014, p. 744-758.

VIANNA, Rachel de Sousa; REZENDE, Raquel Jacqueline Emerenciana. Mediação em artes visuais no contexto escolar: um estudo de caso e uma proposta de formação de professores. Educação em foco, ano 19, n. 29, p. 61-82, set./dez. 2016.

VIANNA, Rachel de Sousa, LIZARDO, Lucimar Aparecida Rocha. Um estudo sobre mediação em artes visuais na educação básica. In: CONGRESSO DA FEDERAÇÃO DE ARTE-EDUCADORES DO BRASIL, XXXI, 2022, Juiz de Fora. Anais eletrônicos [...] Juiz de Fora, MG: UFJF, 2022, p. 1-12. Disponível em: https://even3.blob.core.windows.net/anais/513150.pdf . Acesso em: 08 nov. 2023.

VTS. [2017?]. Disponível em: https://vtshome.org/about/ Acesso em: 21 abr. 2023.

Downloads

Publicado

2023-12-13

Como Citar

VIANNA, R. de S. As rotinas de pensamento na formação de professores de artes visuais. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 19, n. 50, p. e12499, 2023. DOI: 10.22481/praxisedu.v19i50.12499. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/12499. Acesso em: 17 abr. 2024.