O CURRÍCULO COMO RETÓRICA PROGRESSISTA DOS MOVIMENTOS POLÍTICOS NEOCONSERVADORES

Autores

  • Paulo Sergio Marchelli Universidade Federal de Sergipe - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v14i27.2928

Palavras-chave:

Palavras-chave: Políticas Curriculares Nacionais. Hegemonia e Ideologia. Conservadorismo e Progressismo.

Resumo

O objetivo deste artigo é mostrar que as políticas curriculares são identificadas como progressistas ou conservadoras conforme a visão ideológica que dá hegemonia ao discurso de determinada corrente de pensamento. Para tanto, os fundamentos da teoria pós-estruturalista do discurso são utilizados como método para verificar os conflitos e convergências entre o Posmarxismo e o Neoliberalismo em termos do seu julgamento sobre a identidade política do currículo. Como resultado, o artigo apresenta a análise da conjuntura hegemônico-ideológica das principais correntes de pensamento sobre as políticas curriculares em voga no Brasil.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Paulo Sergio Marchelli, Universidade Federal de Sergipe - Brasil

 

 

Downloads

Publicado

2018-03-06

Como Citar

MARCHELLI, P. S. O CURRÍCULO COMO RETÓRICA PROGRESSISTA DOS MOVIMENTOS POLÍTICOS NEOCONSERVADORES. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 14, n. 27, 2018. DOI: 10.22481/praxis.v14i27.2928. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/2928. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos