POR LA DEFENSA DEL DERECHO A LA EDUCACIÓN DE LOS JÓVENES Y ADULTOS EN AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE

Autores

  • Nélida Céspedes Rossel

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v14i29.4097

Resumo

O artigo apresenta os principais aspectos do informe intitulado “Procurando acelerar o passo”, apresentado em Suwon (República da Coreia), de 25 a 27 de outubro de 2017. Realiza um balanço crítico do Marco de Ação de Belém da CONFINTEA VI, em relação aos avanços, aos nós críticos, às experiências e às recomendações deste Marco, em termos de: Políticas, Governança, Financiamento, Participação, Inclusão, Equidade e Qualidade, assim como o impacto da EPJA na saúde e no trabalho. Explica os grandes desafíos que ainda se encontra na América Latina e no Caribe para o cumprimento do direito à educação dos jovens e adultos, e assinala a demora e as deficiências com relação aos compromissos assumidos pelos governos da região na CONFINTEA VI, assim como,
propostas que permitam reverter a injustiça educativa com os jovens e adultos da região. A análise se realiza a partir da perspectiva da Educação Popular, que defende a articulação entre as linhas estratégicas da formação política, a relação com os movimentos sociais e a incidencia em política pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-08-06

Como Citar

Rossel, N. C. (2018). POR LA DEFENSA DEL DERECHO A LA EDUCACIÓN DE LOS JÓVENES Y ADULTOS EN AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE. Práxis Educacional, 14(29), 50-65. https://doi.org/10.22481/praxis.v14i29.4097