Políticas públicas para educação profissional na década de 1990: o papel do estado e da sociedade civil

Autores

  • Laurinda Ines Souza de Moraes
  • Silvia Sell Duarte Pillotto
  • Elizabete Tamanini

Palavras-chave:

Educação profissional, Políticas públicas educacionais, Reforma da educação profissional

Resumo

O presente artigo se originou de uma pesquisa vinculada ao Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Educação, concentrada na linha de pesquisa - Políticas e Práticas Educativas, cujo objetivo principal foi caracterizar os processos históricos do Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC - Campus Jaraguá do Sul  e seus impactos na implementação das políticas públicas voltadas para a Educação Profissional. Para tanto, foram estudados documentos institucionais, leis, decretos e portarias, relacionados à Educação Profissional na década de 1990. Para o desenvolvimento desta investigação, optou-se pela pesquisa qualitativa com entrevista semiestruturada, com nove educadores do Campus Jaraguá do Sul - IFSC. No que se refere à análise dos documentos, optou-se pela metodologia ”documento contra documento”, de Shiroma, Garcia e Campos (2011) e para a análise das entrevistas, buscou-se subsídios teóricos na Análise de Conteúdo de Bardin (1977). Após as análises, observou-se que as prioridades das políticas públicas, na década de 1990, estavam centradas numa política de conduta neoliberal, que defendia a redução do tamanho do Estado e a Reforma da Educação Profissional. Os resultados revelam que foram notórias as dificuldades com as incertezas na continuidade das atividades do Campus Jaraguá do Sul do IFSC, com a ausência do Estado no que diz respeito às atividades básicas em relação à constituição e manutenção da instituição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2015-06-26

Como Citar

SOUZA DE MORAES, L. I.; DUARTE PILLOTTO, S. S.; TAMANINI, E. Políticas públicas para educação profissional na década de 1990: o papel do estado e da sociedade civil. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 12, n. 22, p. 295-314, 2015. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/896. Acesso em: 16 abr. 2024.