Múltiplas linguagens como metodologia para pensar o tempo e o espaço: o ponto de vista das crianças

Autores

  • Camila Silva Pinho
  • Rosângela Veiga Júlio Ferreira
  • Andreia Cristina Teixeira Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v13i24.934

Palavras-chave:

Espaço, Múltiplas linguagens, Narrativas de crianças, Tempo

Resumo

Este texto, que é parte de uma pesquisa de iniciação científica, discute o papel que as múltiplas linguagens ocupam no ensino de História e Geografia nos anos iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo deste estudo é o de problematizar, por meio de narrativas de crianças, sentidos atribuídos a esses campos do saber a partir do trabalho com a literatura, o desenho e as linguagens cartográfica, lúdica e matemática. Pela interpretação dessas narrativas guardadas individualmente em portfólio, pode-se verificar que as experiências lúdicas com as múltiplas linguagens foram as que desencadearam aprendizagens, constituindo-se como uma metodologia a ser considerada nas práticas pedagógicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2016-11-12

Como Citar

PINHO, C. S.; JÚLIO FERREIRA, R. V.; TEIXEIRA TOCANTINS, A. C. Múltiplas linguagens como metodologia para pensar o tempo e o espaço: o ponto de vista das crianças. Práxis Educacional, [S. l.], v. 13, n. 24, p. 142-160, 2016. DOI: 10.22481/praxis.v13i24.934. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/934. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos