FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: SOBRE POLÍTICAS E PERSPECTIVAS

  • Edilza Alves Damascena Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Dante Henrique Moura Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Resumo

Este trabalho apresenta, de forma sintética, os resultados de uma pesquisa que teve como
objeto a formação de professores para a educação profissional e como objetivo geral analisar as
políticas de formação de docentes para a educação profissional e sua implementação em duas
instituições que ofertam essa modalidade no Vale do Açu (RN). O estudo fundamenta-se em autores
como Machado (2008, 2013), Kuenzer (2011), Moura (2013, 2014), dentre outros, bem como na
análise de dispositivos legais, como a “Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional” n. 9.394/1996
e os Decretos e Resoluções que tratam da temática. Nosso referencial teórico é o pensamento
sociocrítico, pois compreendemos que o objeto de estudo está inserido em uma realidade contraditória
e, portanto, dialética, cujo desvelamento exige, entre outras demandas, a análise do contexto
econômico, político, social e cultural. Para atingir nossos objetivos, realizamos revisão bibliográfica,
análise documental e pesquisa de campo através de aplicação de questionário. O trabalho revela a
carência de uma política nacional de Estado (perene) que contemple as demandas específicas de
formação para os docentes que atuam na modalidade da educação profissional, sendo realizadas ações
mais de caráter emergencial, fragmentário e provisório. Desse modo, na concreticidade da realidade
analisada, os profissionais cuja formação inicial é diversa da área da educação exercem a docência na
educação profissional sem que para tanto tenham, em sua maioria, passado por processo formativo
específico.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-19
Como Citar
ALVES DAMASCENA, Edilza; HENRIQUE MOURA, Dante. FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: SOBRE POLÍTICAS E PERSPECTIVAS. Práxis Educacional, [S.l.], v. 14, n. 30, p. 178-199, out. 2018. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4367>. Acesso em: 14 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4367.