Gestão escolar democrática durante a Pandemia de Covid-19: participação e novas perspectivas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/poliges.v4i2.12954

Palavras-chave:

Covid-19, Escola Pública, Gestão Democrática

Resumo

Fruto de observações e pesquisas ocorridas durante a experiência com o Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC), conciliadas com a prática realizada como bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no ano de 2021/2022, este artigo tem como objeto de estudo as práticas de gestão democrática de uma escola municipal de ensino fundamental, localizada no município de Rio Verde – GO e salientamos suas relações de mobilização da comunidade (escolar e externa) de modo a potencializar a construção e valorização de princípios democráticos durante a pandemia de COVID-19 no país. Realizamos uma pesquisa bibliográfica com análise documental e relatos etnográficos construídos por meio da observação participante durante o segundo semestre de 2021, em que o ensino semipresencial e as ações de biossegurança direcionadas à pandemia afetaram a normalidade escolar. Em consequência, alteraram-se as relações cotidianas cuja percepção de assegurar a saúde pública estava em evidência no ambiente escolar. Contudo, a legislação aprovada e a participação dos cidadãos no envolvimento direto com a escola foram percebidas como uma possibilidade de novas perspectivas participativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno de Oliveira Ribeiro, Faculdade de Educação da Universidade de Rio Verde (UniRV) - Brasil

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Marília (SP). Atua como Professor na Faculdade de Educação da Universidade de Rio Verde (UniRV), em Rio Verde (GO) – Brasil; Correio eletrônico: ribeiro.brunodeoliveira@gmail.com.

Hellenryzia Nunes da Silva, Universidade de Rio Verde (UniRV) - Brasil

Especialização em Gestão Escolar e Coordenação pela Faculdades Unificadas de Foz do Iguaçu (UNIFOZ), Brasil. Especialização em Educação Inclusiva e Especial. Centro Universitário FAVENI (FAVENI), Brasil. Professora Pedagoga no município de Montividiu-GO. Correio eletrônico: ryzia.hs@gmail.com.

Referências

BRASIL. Conselhos escolares: democratização da escola e construção da cidadania. Brasília: MEC, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Ministerial No 2.896, de 17 de setembro de 2004. O Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares. Diário Oficial [da] Federativa do Brasil, Brasília, DF, 17 set. 2004b. Seção 2, p. 7-8.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração geral e pública. 2. ed. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

CROZIER, Michael. The bureaucratic Phenomenom. Chicago, The University of Chicago Press, 1964.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB. Brasília, DF: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. Trad. de Kátia de Mello e Silva. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

GARCIA, Marisa. A Formação Contínua de professores no HTPC: alternativas entre as concepções instrumental e crítica. 2003. Tese (Doutorado) – Pontifica Universidade de São Paulo, São Paulo.

LIBÂNEO, José Carlos. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. 7.ed. São Paulo: Cortez, 2009.

LIMA, Licínio C. A escola como organização educativa: uma abordagem sociológica. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MOUFFE, Chantal. Sobre o político. Tradução de Fernando Santos. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2015.

PRZEWORSKI, Adam. Crises da democracia. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

PUIG, Josep Maria et al. Democracia e participação escolar: propostas de atividades. São Paulo: Moderna, 2000.

PUIG, Josep Maria; Araújo, Ulisses F. Educação e Valores: Pontos e contrapontos. Org. Valéria Amarim Arantes. São Paulo: Summus, 2007.

ROGERS, Wendy; BALLANTYNE, Angela. Populações especiais: vulnerabilidade e proteção.

RECIIS - R. Eletr. de Com. Inf. Inov. Saúde, Rio de Janeiro, v.2, p. 31-41, dez. 2008.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 42ª ed. campinas, SP: autores associados, 2012.

SILVA, Rafael Messias; Silva, Hellenryzia Nunes; Quinteiro, José Reinaldo de Araújo. A importância da Lei 13.987/2020 para os alunos da rede municipal de Ensino de Rio Verde durante a Pandemia da COVID-19: saúde, educação e cidadania. Anais [recurso eletrônico] - 1° Congresso nacional transdisciplinar da saúde, 22 a 24 de novembro de 2021. / Coordenador: Alberto Barella Netto [et al]. – Rio Verde, GO: Universidade de Rio Verde, 2021. P.14. Disponível em: <https://www.unirv.edu.br/conteudos/fckfiles/files/anais%20i%20congresso%20nacional%20transdisciplinar%20da%20sa%c3%bade%202021%20-%20ok(3).pdf>. Acesso em: 02 de fevereiro de 2022.

SILVEMEN, David. The theory of organizations a sociological framework. London, Heinemann, 1970.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

RIBEIRO, B. de O. .; SILVA, H. N. da . Gestão escolar democrática durante a Pandemia de Covid-19: participação e novas perspectivas. Revista de Políticas Públicas e Gestão Educacional (POLIGES), [S. l.], v. 4, n. 2, p. 52-77, 2023. DOI: 10.22481/poliges.v4i2.12954. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/poliges/article/view/12954. Acesso em: 16 jun. 2024.