Condições de trabalho e saúde de docentes municipais no sudoeste da Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/redupa.v2.12222

Palavras-chave:

condições de trabalho, trabalho docente, saúde

Resumo

Este texto objetiva apresentar uma análise acerca das condições de trabalho e de saúde de professores no contexto do Território de Identidade do Médio Sudoeste da Bahia (TIMSOBA) e do Território de Identidade do Sudoeste Baiano (TISOBA). Trata-se de um estudo de natureza exploratória, com abordagem quali-quantitativa e valeu-se de questionário virtual, elaborado a partir da Plataforma On-line Google Docs como instrumento de coleta de dados, caracterizada a pesquisa do tipo survey, tendo como participantes os docentes das redes municipais de ambos os territórios. Os resultados indicam que os professores recebem remuneração menor que outros profissionais com o mesmo nível de formação, que a intensificação do trabalho docente causa sobrecarga e adoecimento destes profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Oliveira Vidal da Silva, Centro Universitário UniFTC - Brasil

Doutoranda em Educação Universidade Federal da Bahia (UFBA). Vice Líder do Grupo de Pesquisa Didática, Formação e Trabalho Docente (Difort/CNPq). Membro do Grupo de Pesquisa e Estudos Pedagógicos (GEPEP/CNPq). Assessora Pedagógica do Centro Universitário UniFTC Vitória da Conquista, Bahia. 

Vera Lúcia Fernandes de Brito, Instituto Federal Baiano - Brasil

Mestra em Educação pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Pedagoga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano), Campus Itapetinga. Membro do Grupo de Pesquisa Didática, Formação e Trabalho Docente (Difort/CNPq) e do Grupo de Pesquisa e Laboratório de Estudos em Humanidades - LABHUMA-IF Baiano/Itapetinga.

Claudio Pinto Nunes, Universida de Estadual do Sudoeste da Bahia - Brasil

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professor Titular Pleno da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da UESB e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Líder do Grupo de Pesquisa Didática, Formação e Trabalho Docente (Difort/CNPq). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Contribuição de autoria: curadoria de dados, conceituação, análise formal, investigação, redação do rascunho original, revisão do texto final.

Referências

ASSUNÇÃO, Ada Ávila. OLIVEIRA, Dalila Andrade. Intensificação do trabalho e saúde dos professores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 107, p. 349-372, maio/agos. 2009. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 21 de set. 2016.

BAHIA. Decreto nº 12.354, de 25 de agosto de 2010. Institui o Programa Territórios de Identidade e dá outras providências. Salvador: BA. 2010. Disponível em : //http://www.demacamp.com.br/svo/assets/decreto_2010_12354_institui-o-programaterrit%C3%B3rios-de-identidade-e-d%C3%A1 -outras-provid%C3%AAncias.pdf. Acesso em: 01 jul. 2018

BAHIA, 2015. Perfil dos Territórios de Identidade /Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. -Salvador: SEI, 2015. 3 v. p. (Série territórios de identidade da Bahia, v.2). Disponível em: //http://www.sei.ba.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2000&Itemid=284. Acesso em: 01 jul. 2018.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Brasília, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 10 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) 2014 – 2024. Brasília, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm. Acesso em: 22 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. CONAE 2018: Documento Referência. Brasília, 2017. Disponível em: http://www.deolhonosplanos.org.br/wpcontent/uploads/2017/04/Documento-ReferenciaCONAE2018.pdf. Acesso em: 10 de dezembro de 2017.

BRITO, Regivane dos Santos; PRADO, Jany Rodrigues; NUNES, Claudio Pinto. As condições de trabalho docente e o pós-estado de bem-estar social. Revista Tempos e Espaços em Educação (online), v. 10, p. 165-174, 2017. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6676. Acesso em: 21 fev. 2020.

BRITO, Vera Lúcia Fernandes de. Políticas públicas para valorização docente: planos de carreira e remuneração das redes municipais do Território de Identidade do Médio Sudoeste da Bahia (TIMSOBA). 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGED, Vitória da Conquista, 2019.

CASTRO NETA, Abília Ana de; CARDOSO, Berta Leni Costa; NUNES, Claudio Pinto. Desenvolvimento profissional e precarização do trabalho docente: perspectivas e (des)continuidades. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 3, p. 2067–2082, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i3.14842. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14842. Acesso em: 19 fev. 2022.

FERNANDES, Maria José da Silva; BARBOSA, Andreza. O trabalho docente na rede pública do estado de São Paulo: apontamentos iniciais para a discussão da jornada de trabalho. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v.10, n. 11, jun./dez. 2014. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/782. Acesso em: 13 fev. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO D E GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Con nua): microdados 2012-2017. 2018. Disponível em: http://ww2.ibge.gov.br/home/esta s ca/indicadores/trabalhoerendimento/pnad_con nua/ default_microdados.shtm. Acesso em: 30 abril. 2018.

ILHA, Franciele Roos da Silva; HYPOLITO, Álvaro Moreira. O trabalho docente no início da carreira e sua contribuição para o desenvolvimento profissional do professor. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v.10, n. 17, jun./dez. 2014. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/781. Acesso em: 11 fev. 2020.

MASSON, Gisele. Requisitos essenciais para a atratividade e a permanência na carreira docente. Educ. Soc., Campinas, v. 38, nº. 140, p.849-864, jul.-set., 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/Y4GnNgbwFYxX4FxwJ3g5JCn/?format=pdf&lang=pt. Acesso em 18 fev. 2021

MOURA, Juliana da Silva; RIBEIRO, Júlia Cecília de Oliveira Alves; CASTRO NETA, Abília Ana de; NUNES, Claudio Pinto. A precarização do trabalho docente e o adoecimento mental no contexto neoliberal. Revista Profissão Docente (Online), v. 19, p. 01-17, 2019. Disponível em: http://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/1242. Acesso em: 18 fev. 2020.

NUNES, Claudio Pinto. Formación y trabajo docente: cuestiones contemporáneas. Revista Êxitus, Santarém, v. 9, n. 1, 2019. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/917. Acesso em: 18 out. 2020.

OLIVEIRA, Eliane Guimarães de; SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; BRITO, Vera Lúcia Fernandes de; NUNES, Claudio Pinto. Desenvolvimento profissional docente: um olhar para além da formação. Educa - Revista Multidisciplinar em Educação, v. 5, p. 23-39, 2018. Disponível em: https://www.periodicos.unir.br/index.php/EDUCA/article/view/3254. Acesso em: 20 fev. 2020.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Condições de trabalho docente: uma análise a partir de dados de sete estados brasileiros. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga (org.). Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012.

PIOVEZAN, Patricia Regina; DAL RI, Neusa Maria. Flexibilização e intensificação do trabalho docente no Brasil e em Portugal. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 1-21, 2019. Disponível em: https:// www.scielo.br/pdf/edreal/v44n2/2175-6236-edreal-44-02-e81355.pdf. Acesso: em 16 mai. 2019.

SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; BRITO, Vera Lúcia Fernandes de; NUNES, Cláudio Pinto. Valorização docente na conjuntura do pós impeachement de 2016 no Brasil. Revista Cocar (online), v. 13, p. 1-20, mai/ago, 2019. Disponível em: file:///C:/Users/Vidal/Downloads/belfares,+2518-6956-1-CE.pdf. Acesso em 12 mar. 2022.

SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; LESSA, Rosângela Souza; VIDAL, Tiana Oliveira; SOUZA, Ingrid Sampaio. Condições de trabalho e saúde de docentes do interior da Bahia. In: NUNES, Cláudio Pinto; CARDOSO, Berta Leni Costa; SOUSA, Erivan Coqueiro. Condições de trabalho e saúde do professor. Vitória da Conquista: Edições UESB, 2020. Disponível em: http://www2.uesb.br/editora/wp-content/uploads/CONDI%C3%87%C3%95ES-DE-TRABALHO-E-SA%C3%9ADE-DO-PROFESSOR-site.pdf. Acesso em 11 mar. 2022

SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; BRITO, Vera Lúcia Fernandes de; NUNES, Cláudio Pinto. Neoconservadorismo e educação brasileira. Revista Educação e Fronteiras On-Line, v. 10, p. 25-41, 2020. Disponível em:

https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/educacao/article/view/11886 . Acesso em: 10 set. 2022.

SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; BRITO, Vera Lúcia Fernandes de; NUNES, Claudio Pinto. Valorização docente na conjuntura do pós impeachement de 2016 no Brasil. Revista Cocar (online), v. 13, p. 1-20, maio/ago. 2019. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/2518. Acesso em: 19 fev. 2022.

SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; NUNES, Claudio Pinto. Formação docente: o instituído no Território de Identidade do Sudoeste Baiano. Revista de Estudos em Educação e Diversidade - REED, [S. l.], v. 2, n. 6, p. 1-25, 2021. DOI: 10.22481/reed.v2i6.10117. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/reed/article/view/10117. Acesso em: 19 fev. 2022.

SILVA, Daniela Oliveira Vidal da; NUNES, Claudio Pinto. Plano de carreira enquanto estratégia de resistência para a valorização docente no território de identidade do sudoeste baiano. Revista Educação e Emancipação (UFMA), São Luís, v. 12, p. 93-113, 2019. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/12403. Acesso em: 19 fev. 2022.

SILVA, Daniela Oliveira Vidal. Valorização docente no território de identidade do Sudoeste Baiano: o instituído e o praticado. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGED, Vitória da Conquista, 2019.

TEIXEIRA, Eliara Cristina Nogueira da Silva; NUNES, Cláudio Pinto. O piso salarial como insumo da valorização docente nos governos de FHC e Lula: da política de fundos à Lei do Piso. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 12,n. 23, p. 251-270, set./dez. 2016. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/914. Acesso em: 21 fev. 2022.

TEIXEIRA, Eliara Cristina Nogueira; NUNES, Claudio Pinto. A valorização docente e a lei do piso salarial: um estado da arte. Educação e Cultura Contemporânea, v. 16, p. 437-452, 2019a. Disponível em: http://periodicos.estacio.br/index.php/reeduc/article/view/1886. Acesso em: 23 fev. 2022.

TEIXEIRA, Eliara Cristina Nogueira; NUNES, Claudio Pinto. O Piso Salarial Nacional no Contexto do Financiamento da Educação no Brasil: limites e possibilidades do seu cumprimento. FINEDUCA: Revista de Financiamento da Educação. v. 9, p. 1-17, 2019b. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/fineduca/article/view/90205. Acesso em: 22 fev. 2022.

TEIXEIRA, Eliara Cristina Nogueira; NUNES, Claudio Pinto. Os sentidos atribuídos ao piso salarial nacional como política pública de valorização docente. Revista Tempos e Espaços em Educação, Aracaju, v. 12, n. 29, p. 195-212, 2019c. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/10688. Acesso em: 22 fev. 2022.

Downloads

Publicado

2023-03-13

Como Citar

SILVA, D. O. V. da; BRITO, V. L. F. de; NUNES, C. P. Condições de trabalho e saúde de docentes municipais no sudoeste da Bahia. Revista Educação em Páginas, Vitória da Conquista, v. 2, p. e12222, 2023. DOI: 10.22481/redupa.v2.12222. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/redupa/article/view/12222. Acesso em: 23 maio. 2024.