PRÁTICAS EDUCATIVAS E FORMAÇÃO DE IDENTIDADE A PARTIR DA INFLUÊNCIA DO FACEBOOK: ESTUDO COM ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA PÚBLICA DO INTERIOR DO CEARÁ, BRASIL

Resumo





Este artigo busca demonstrar que a conveniência de propagar um pouco de si alimenta-se da expansão das relações conduzidas na rede social Facebook. Este instrumento eleva a interação influenciando a construção de identidade, trazendo alguns pontos positivos e negativos decorrentes da constante exibição da vida privada através de postagens de conteúdos pessoais. A pesquisa contou com amostragem formada de adolescentes do 3o ano do Ensino Médio de um colégio público de Quixadá, Estado do Ceará. Foram abordados temas pertinentes ao Facebook, através da metodologia da roda de conversa, como técnica de maior interatividade entre os participantes. Os resultados apontam que o uso do Facebook possibilita um vasto leque de interações, proporcionando mudanças e transformações quando se navega no mundo infinito dos ciberespaços. Conclui-se que o Facebook se apresenta como um meio comunicativo e informativo fortemente influente na identidade dos jovens e em sua visão de mundo e do outro.





DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Pós-graduanda em Gestão Cultural pela Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA) e Pós-graduanda em Psicologia Forense e Jurídica pela Faculdade UNYLEYA; Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário Católica (UNICATÓLICA) de Quixadá-CE. É integrante do Grupo de Pesquisa Gestão de Políticas Sociais (GPS), da UNILAB/CNPq.

##submission.authorWithAffiliation##

Pós-doutor em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Pós-doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Mestre em Planejamento e Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Especialista em História e Sociologia pela Universidade Regional do Cariri (URCA); Graduação (Licenciatura Plena) em História pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Graduação (Licenciatura Plena) em Pedagogia pela Faculdade Kurius (FAK). Professor Permanente do Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis (MASTS) e Professor do Curso de Graduação em Administração Pública presencial, ambos da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB); Professor Pesquisador vinculado ao Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE), da Universidade Federal do Ceará (UFC). É Líder do Grupo de Pesquisa GPS (Gestão de Políticas Sociais) da UNILAB/ICSA/CNPq e Pesquisador integrante do Núcleo de História e Memória da Educação - NHIME da UFC/CNPq.

##submission.authorWithAffiliation##

Pós-doutor pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e Graduado em pedagogia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É Professor Associado da Universidade Federal do Ceará na Faculdade de Educação (FACED/UFC). É professor de graduação e do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE), da Universidade Federal do Ceará e Professor do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (ENCIMA/UFC).

Publicado
2019-10-01
Como Citar
MUNIZ, Karla Renata de Aguiar; XAVIER, Antônio Roberto; SANTANA, José Rogério. PRÁTICAS EDUCATIVAS E FORMAÇÃO DE IDENTIDADE A PARTIR DA INFLUÊNCIA DO FACEBOOK: ESTUDO COM ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA PÚBLICA DO INTERIOR DO CEARÁ, BRASIL. Práxis Educacional, [S.l.], v. 15, n. 35, p. 372-388, out. 2019. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/5687>. Acesso em: 15 dez. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v15i35.5687.