POLÍTICAS EDUCACIONAIS DE ENSINO MÉDIO: UM OLHAR SOBRE A AÇÃO DO ESTADO PARAENSE DE 2007 A 2013.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i41.6466

Palavras-chave:

Políticas educacionais, Ensino médio, Estado do Pará

Resumo

Este artigo faz uma interpretação da política educacional do Ensino Médio desenvolvido pelo Estado Paraense. Busca compreender como as políticas educacionais globais de cunho nacional, se incorporam às injunções locais e, ao mesmo tempo, como a partir de então, elas se constituíram em políticas locais e desenvolvidas com todo aparato do Estado, como elaborador, executor das políticas do Ensino Médio, envolvido com as dinâmicas, políticas e sociais locais que abrangem a realidade educacional. Estabelece-se assim a conexão sobre o sentido de classe assumido pelo Estado capitalista na evolução política nacional, em que a forma conservadora de desenvolvimento da economia desde a colonização incorporando na burocracia governamental os estamentos de classe próprio do período colonizador e, do sentido patrimonialista oligárquicos do desenvolvimento na república, constitui esse significado fisiológico presente na forma de organização e de gestão dos recursos públicos disponíveis na modernidade burguesa brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Afonso Welliton de Sousa Nascimento, Universidade Federal do Pará - Brasil

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil. Atua no Programa de Pós-Graduação em Cidades, Territórios e Identidades -PPGCITI/UFPA. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Sociedade, Estado e Educação.

Francinei Bentes Tavares, Universidade Federal do Pará - Brasil

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil. Atua no Programa de Pós-Graduação em Cidades, Territórios e Identidades -PPGCITI/UFPA. É pesquisador do Grupo de Estudos Diversidade Socioagroambiental na Amazônia (GEDAF) e do grupo de pesquisa Desenvolvimento Rural e Inovação Sociotécnica (DRIS).

Yvens Ely Martins Cordeiro, Universidade Federal do Pará - Brasil

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil. Atua no Programa de Pós-Graduação em Cidades, Territórios e Identidades -PPGCITI/UFPA. É pesquisador do Grupo de Estudos Diversidade Socioagroambiental na Amazônia (GEDAF) e do grupo de pesquisa Desenvolvimento Rural e Inovação Sociotécnica (DRIS).

José Ribamar Furtado de Souza, Universidade Federal do Pará - Brasil

Doutor emSociologia do Desenvolvimento e Ciências Políticas pela London School Of Economics And Political Science Universidade de Londres, UL, Grã-Bretanha. Professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil. Atua no Programa de Pós-Graduação em Cidades, Territórios e Identidades -PPGCITI/UFPA. É pesquisador dos grupos de pesquisa do CNPq: Movimentos Sociais, Educação Popular e Escola; Desenho e Análise de Sistemas Agrícola e Tecnologias Sustentáveis e Etnodesenvolvimento.

Downloads

Publicado

2020-07-07

Como Citar

NASCIMENTO, A. W. de S.; TAVARES, F. B.; CORDEIRO, Y. E. M.; DE SOUZA, J. R. F. POLÍTICAS EDUCACIONAIS DE ENSINO MÉDIO: UM OLHAR SOBRE A AÇÃO DO ESTADO PARAENSE DE 2007 A 2013. Práxis Educacional, [S. l.], v. 16, n. 41, p. 431-454, 2020. DOI: 10.22481/praxisedu.v16i41.6466. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6466. Acesso em: 30 nov. 2021.