AS PRESCRIÇÕES DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/rpe.v16i43.7057

Palavras-chave:

Formação inicial de professores, Avaliação, Educação Física

Resumo

Este artigo busca compreender como são prescritas as práticas avaliativas em todas as disciplinas que compõem a matriz curricular de três cursos de formação de professores em Educação Física das instituições privadas do Estado do Espírito Santo e suas implicações para a constituição dos saberes docentes. Caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa do tipo crítico-documental (BLOCH, 2001) e utiliza os planos de disciplinas como fonte. O software Iramuteq auxiliou na produção dos gráficos e na análise fatorial de correspondência. Os resultados evidenciam que os principais critérios avaliativos prescritos nos planos de disciplina estão relacionados com os aspectos: técnicos e estruturais dos trabalhos (45%); comportamentais (40%); do ensino ou da aprendizagem (15%). As disciplinas de formação ampliada têm priorizado o uso de instrumentos avaliativos individuais com ênfase na escrita e na prova, enquanto as disciplinas de formação específica dão destaque à avaliação coletiva com maior diversidade de instrumentos. O estudo aponta para a necessidade de a formação de professores assumir práticas avaliativas que auxiliem a aprendizagem; busquem compreender os sentidos atribuídos pelos alunos às suas práticas; considerem a especificidade da disciplina; sirvam de exemplo aos alunos para futura reprodução no ambiente escolar; possibilitem a participação ativa dos discentes na escolha dos instrumentos, dos critérios e no processo de julgamento de valor e tomada de decisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábia Maria Boreli Poleto, Centro Universitário São Camilo - Brasil

Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES); Professora do curso de Educação Física do Centro Universitário São Camilo - Brasil; Membro do Instituto de pesquisa em Educação e Educação Física (Proteoria).

 

Matheus Lima Frossard, Universidade Federal do Espírito Santo - Brasil

Doutorando em Educação Física, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES); Membro do Instituto de pesquisa em Educação e Educação Física (Proteoria); Bolsista de doutorado/CAPES-ES.

Wagner dos Santos, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES); Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Física; Líder do Instituto de pesquisa em Educação e Educação Física (Proteoria); Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 2.

Referências

BLACK, Paul; WILIAM, Dylan. Assessment and classroom learning. Assessment in Education: principles, policy & practice, Princeton, v. 5, n. 1, p. 7-74, 1998.
BLOCH, Marc L. B. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.
BONA, Aline S. D.; BASSO, Marcus V. A. Portfólio de Matemática: um instrumento de análise do processo de aprendizagem. Bolema, Rio Claro, v. 27, n. 46, p. 339-416, 2013.
BOUD, David; COHEN, Ruth; SAMPSON, Jane. Peer learning and assessment. Assessment and Evaluation in Higher Education, v. 24, n. 4, p. 413-426, 1999.
CARLINO, Paula. Alfabetización académica: Un cambio necesario, algunas alternativas posibles. Educere, v. 6, n. 20, p. 409-420, 2003.
CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.
CECHELLA, João Carlos. A avaliação em educação física: uma nova perspectiva. Revista Kinesis, Santa Maria, n. 8, p. 65-76, 1991.
DARIDO, Suraya. C. Avaliação em educação física na escola. In: DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. (Org.). Educação física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.
DELUCA, Christopher; KLINGER, Don A. Assessment literacy development: identifying gaps in teacher candidates’ learning. Assessment in Education: Principles, Policy & Practice, v. 17, n. 4, p. 419-438, 2010.
DOCHY, Filip; SEGERS, Mien; DIERICK, Sabine. Nuevas vías de aprendizaje y enseñanza y sus consecuencias: una era de evaluación. Red-U, v. 2, n. 2, p. 13-30, 2002.
ESTEBAN, Maria Teresa. (org.) Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. Rio de Janeiro: DP&A, 1999
EVANS, Carol. Making Sense of Assessment Feedback in Higher Education. Review of Educational Research, v. 83, n. 1 p. 70–120, 2013.
FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1977.
FROSSARD, Matheus L.; CASSANI, Juliana M.; STIEG, Ronildo; PAULA, Sayonara C.; SANTOS, Wagner. Appropriations of the evaluation practices for the teaching of undergraduate students in physical education, Journal of Physical Education, v. 29, p. 1-13, 2018.
FUZII, Fábio T. Formação de professores de educação física e avaliação: investigando a reestruturação curricular dos cursos de licenciatura. 2010. 197 f. Dissertação (Mestrado em Pedagogia da Motricidade Humana) – Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2010.
GATTI, Bernadete A. Formação inicial de professores para a educação básica: pesquisas e políticas educacionais. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 25, n. 57, p. 24-54, jan./abr. 2014.
GIMENEZ, Roberto. Século XIX: conquistas e desafios na formação de professores de educação física: In: GIMENEZ, R.; SOUZA, M. T. (Org.). Ensaios sobre contextos da formação profissional em Educação Física. Várzea Paulista, SP: Fontoura, 2011. p.73-82.
GINZBURG. Carlos. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.
HAMODI, Carolina; LÓPEZ-PASTOR, Victor M.; LÓPEZ-PASTOR, Ana Teresa. If I experience formative assessment whilst studying at university, will I put it into practice later as a teacher? Formative and shared assessment in Initial Teacher Education (ITE), European Journal of Teacher Education, v. 40, n. 2, p. 1-20, 2017.
HARRIS, Lois R.; BROWN, Gavin T. Opportunities and Obstacles to Consider When Using Peer- and Self-assessment to Improve Student Learning: Case Studies into Teachers’ Implementation. Teaching and Teacher Education, v. 36, p. 101–111, 2013.
HOFFMANN, Jussara. Pontos e contrapontos: do pensar ao agir em avaliação. 7. ed. Porto Alegre: Mediadora, 2002.
KEARNEY, Sean. Improving engagement: the use of ‘Authentic self-and peer-assessment for learning’ to enhance the student learning experience. Assessment & Evaluation in Higher Education, v. 38, n. 7, p. 875-891, 2013.
KHUZWAYO, Mamsi E. Assessment of group work in initial teacher education and training. South African Journal of Education, v. 38, n. 2, 2018.
LÓPEZ-PASTOR, Victor M., PÉREZ-PUEYO, Ángel., BARBA, José J., LORENTE-CATALÁN, Eloísa. Percepción del alumnado sobre la utilización de una escala graduada para la autoevaluación y coevaluación de trabajos escritos en la formación inicial del profesorado de educación física (FIPEF). Revista Cultura, Ciencia y Deporte, v. 11, n. 31, p. 37-50, 2016.
MARTINS, Pura Lúcia O. Didática teórica/didática prática: para além do confronto. 7. ed. São Paulo: Loyola, 2002.
MATOS, Sérgio S. Educação física escolar, cidadania e o procedimento metodológico da avaliação. Revista Brasileira de Ciência do Esporte, Maringá, v. 14, n. 2, p. 65-70, jan. 1993.
MELO, Luciene F.; MIRANDA, Maria Luiza J.; FERRAZ, Osvaldo L.; NISTA-PICCOLO, Vilma L. Produção de conhecimento em prática avaliativa do professor de educação física escolar: análise das escolhas metodológicas. Revista Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 1, p. 01-294, jan./mar. 2014.
MENDES, Olenir M. Formação de professores e avaliação educacional: o que aprendem os estudantes das licenciaturas durante sua formação. 2006. 166f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
NASCIMENTO, Adriano R. A.; MENANDRO, Paulo R. M. Análise lexical e análise de conteúdo: Uma proposta de utilização conjugada. Estudos e Pesquisas em Psicologia, v. 6, n. 2, p.72-88, 2006.
NÓVOA, António. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.
NÓVOA, António. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2004.
NÓVOA, António. Professores imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.
NOVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Caderno de Pesquisa [online], v. 47, n. 166, p. 1106-1133, 2017.
PASCARELLA, Ernest T.; TERENZINI, Patrick T. How College Affects Students: A Third Decade Of Research. San Francisco: Jossey-Bass, 2005.
PICOS, Andrés P.; LÓPEZ-PASTOR, Victor M. Haz lo que yo digo pero no lo que yo hago: sistemas de evaluación del alumnado en la formación inicial del profesorado. Revista de Educación, v. 36, p. 279-305, 2013.
ROMBALDI, Rosiane M.; CANFIELD, Marta S. A formação profissional em educação física e o ensino da avaliação. Revista Kinesis, Santa Maria, n. 21, p. 31-36, 1999.
SACRISTÁN, José Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Artmed: Porto Alegre, 2000.
SANTOS, Wagner dos. Currículo e avaliação na educação física: do mergulho à intervenção, Vitória: Proteoria, 2005.
SANTOS, Wagner dos. Currículo e avaliação na educação física: práticas e saberes. In: SCHNEIDER, O.; GRUNENNVALDT, J. T.; KUHN R.; RIBEIRO, S. D. D. (Org.). Educação física, esporte e sociedade: temas emergentes. 1ed.Aracajú: Editora da UFS, 2008, v. 2, p. 87-106.
SANTOS, Wagner dos; MAXIMIANO, Francine de L. Avaliação na educação física escolar: singularidades e diferenciações de um componente curricular. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 35, n. 4, p. 883-896, out./dez. 2013
SANTOS, Wagner dos; ROSTOLDO Lívia; CASSANI, Juliana; MELLO, André S.; SCHNEIDER, Omar. Avaliação na educação física escolar: construindo possibilidades para atuação profissional. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.30, n. 4, p. 153-179, out./dez. 2014.
SANTOS, Wagner dos; STIEG, Ronildo; CASSANI, Juliana; VIEIRA, Aline O.; OLIVEIRA, Mathews; FERREIRA NETO, Amarílio. Formação de professores em educação física e avaliação: saberes teóricos/práticos. Revista Contemporânea de Educação, v. 14, n. 29, jan/abr. 2019.
SANTOS, Wagner dos; VIEIRA, Aline O.; STIEG, Ronildo; MATHIAS, Bruna J.; CASSANI, Juliana M. Práticas avaliativas de professores de educação física: inventariando possibilidades. Journal of Physical Education, v. 30, p. 3005, 2018.
SCHNEIDER, Omar; BUENO, José Geraldo S. A relação dos alunos com os saberes compartilhados nas aulas de educação física. Movimento, Porto Alegre, v. 11, n. 1, p. 23-45, jan./abr. 2005.
SIEBERT, Raquel S. de S. Avaliação em educação física: uma produção da verdade disciplinar. Revista Brasileira Ciência do Esporte, Santa Maria, v. 16, n. 3, p. 151- 157, maio, 1995.
SILVA, Alcir. H. A Avaliação da aprendizagem em educação física escolar: desvelando a categoria. Pensar a Prática, v.2, jun/jul, 1998/1999.
SLUIJSMANS, Dominique M. A.; BRAND-GRUWEL, Saskia; VAN MERRIËNBOER, Jeroen J. G. Peer assessment training in teacher education: Effects on performance and perceptions. Assessment & Evaluation in Higher Education, v. 27, n. 5, p. 443-454, 2002.
SLUIJSMANS, Dominique M. A.; PRINS, Frans. A conceptual framework for integrating peer assessment in teacher education. Studies' in Educational Evaluation, v. 32, p. 6-22, 2006.
STIEG, Ronildo; VIEIRA, Aline O.; FROSSARD, Matheus L.; FERREIRA NETO, Amarílio; SANTOS, Wagner. Avaliação educacional nos cursos de licenciatura em educação física nas IES Brasileiras: uma análise das disciplinas específicas. Currículo sem fronteiras, v. 18, p. 639-667, 2018.
VILLAS BOAS, Benigna M.F; SOARES, SÍLVIA L. O lugar da avaliação nos espaços de formação de professores. Caderno Cedes, Campinas, v. 36, n. 99, p. 239-254, maio-ago., 2016
VILLAS BOAS, Benigna. M. F. Portfólio: avaliação e trabalho pedagógico. Campinas: Papirus, 2004.
WATTS, Frances Y; GARCÍA-CARBONELL, Amparo. La evaluación compartida: investigación multidisciplinar. Valencia: Servicio de Publicaciones de la Universidad Politécnica de Valencia, 2006.

Downloads

Publicado

2020-12-01

Como Citar

Poleto, F. M. B., Frossard, M. L., & Santos, W. dos. (2020). AS PRESCRIÇÕES DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO FÍSICA. Práxis Educacional, 16(43), 542-568. https://doi.org/10.22481/rpe.v16i43.7057